Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Pesquisa mostra que crianças se adaptaram à rotina de aulas pela internet

Pesquisa mostra que crianças se adaptaram à rotina de aulas pela internet

07/05/2020 Divulgação

O levantamento também investigou como as crianças estão aproveitando o tempo livre.

Pesquisa mostra que crianças se adaptaram à rotina de aulas pela internet

A rotina de aulas pela internet está sendo bem aceita pela maioria dos estudantes de 11 a 14 anos que tiveram acesso à nova modalidade de aprendizado adotada por conta do novo Coronavírus. A maioria também acha que a absorção de conteúdos ficou igual ou mais fácil com aulas on-line e que aumentou o número de horas dedicadas aos estudos. O isolamento social para enfrentar os riscos da pandemia também é aprovado pela maioria dos estudantes desta faixa etária.

Os dados constam de pesquisa feita pelo Colégio Poliedro com alunos do Ensino Fundamental - Anos Finais em suas unidades de São José dos Campos e Campinas, entre os dias 7 e 16 de abril. Desde o início da quarentena, a Instituição tem garantido a rotina acadêmica dos seus alunos por meio dos diversos recursos tecnológicos que já oferecia, como o SIA - Sistema Interativo de Aprendizagem e o Aplicativo P+. Esses ambientes virtuais estão sendo abastecidos com videoaulas, revisões, lives, entre outros.

Dos 241 alunos que responderam à pesquisa, 82,2% declararam que se adaptaram à rotina de estudos pela internet. Já 17,8% das crianças consultadas disseram que não se adaptaram a esta modalidade de aulas.

O levantamento revelou que para 49,4% dos estudantes, a dificuldade de absorver conteúdos nas plataformas on-line é igual a das aulas presenciais. Já para 15,4% da amostra, a assimilação dos conteúdos ficou mais fácil. Para 30,7% do contingente de alunos entrevistados, o processo de assimilação ficou mais difícil. Para auxiliar os alunos neste novo processo de ensino e aprendizagem, o Poliedro tem oferecido apoio on-line com professores e orientadoras.

Das modalidades de ensino oferecidas pela internet, as aulas gravadas são as preferidas pela maioria da amostra (48,5%). Já 45,3% disseram preferir as aulas ao vivo, com toda a classe. E 6,2% dos alunos não souberam responder.

O levantamento também avaliou se a possibilidade de poder rever os conteúdos em aulas gravadas ajudou na hora de estudar. Neste caso, 80,5% dos respondentes disseram que o recurso facilita nos estudos, 9,1% disseram que o recurso é indiferente, 3,8% afirmaram que não ajuda e 6,6% não souberam responder.

O levantamento também investigou como as crianças estão aproveitando o tempo livre. A pesquisa mostra que a atividade favorita é assistir séries e filmes (33,6%), seguida por jogar videogame (25,3%), falar com amigos na internet (23,3%), jogos e brincadeiras (10,3%) e 7,4% não souberam responder. Para ajudar os alunos nos momentos livres, o Colégio tem oferecido aulas on-line de Yoga, meditação e Educação Física.

A concordância sobre a importância do isolamento social para enfrentar o novo coronavírus é alta entre os alunos. Para 88,4% é importante todos ficarem em isolamento neste momento. 3,3% dizem ser contra e 8,3% não responderam a esta pergunta.

Fonte: Conteúdo Comunicação



Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Qualidade na educação é um conceito complexo que pode se modificar conforme o contexto, os valores, a cultura e a identidade de cada local.

Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE

A coleta dos dados foi feita antes da pandemia, entre abril e setembro de 2019.

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE

Senai abre inscrições para o Grand Prix de inovação

Desafios terão de ser resolvidos por estudantes.


Brincadeiras para fazer no Dia Mundial da Alfabetização

Para que o processo de alfabetização ocorra, as crianças precisam se conscientizar dos sons das palavras.

Brincadeiras para fazer no Dia Mundial da Alfabetização

Novo modelo de gestão para personalizar o ensino vai além da tecnologia

Precisamos falar de transformação digital. Ou melhor, precisamos traduzir a transformação digital (TD) para sua expressão mais completa e abrangente.

Novo modelo de gestão para personalizar o ensino vai além da tecnologia

O impacto das novas gerações nos modelos escolares

Seja nas instituições de ensino públicas ou privadas, a chegada de uma nova geração às salas de aula afeta os modelos escolares.

O impacto das novas gerações nos modelos escolares

Fundação Dom Cabral e Cotemig concedem bolsas de estudos para jovens de baixa renda

As oportunidades serão para Ensino Médio Técnico e graduação na área tecnológica.


Instituto Ling concede 25 bolsas de estudos para jovens brasileiros

Somente neste ano, a entidade investiu US$ 589 mil para auxiliar jornalistas, advogados, administradores, engenheiros e economistas a estudarem nos Estados Unidos e na Europa.

Instituto Ling concede 25 bolsas de estudos para jovens brasileiros

Técnicas para se concentrar nos estudos ouvindo música

Muitos alunos têm dúvidas se ouvir música durante os estudos pode melhorar o desempenho.

Técnicas para se concentrar nos estudos ouvindo música

Dicas para ajudar os pais na hora de fazer a matrícula dos filhos

Saiba o que considerar na hora de escolher a escola ideal, levando em conta questões como valores, religião, distância e formação dos professores.

Dicas para ajudar os pais na hora de fazer a matrícula dos filhos

Estímulo para o ensino de crianças se baseia no despertar de seu interesse

Um dos grandes desafios dos profissionais que lidam com o ensino infantil também passou a ser responsabilidade dos pais.

Estímulo para o ensino de crianças se baseia no despertar de seu interesse

Ensino híbrido é fundamental para o futuro da educação brasileira

É importante ter em mente que nada substituirá o processo de ensino-aprendizado de forma presencial.

Ensino híbrido é fundamental para o futuro da educação brasileira