Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Quando dizer não

Quando dizer não

19/06/2019 Jacqueline N. G. Teixeira

Na agenda sobrecarregada dos pais há cada vez menos espaço para o convívio com os filhos.

Quando dizer não

Como forma de compensação por essa ausência, evitam decepcioná-los impondo regras ou exigindo que as cumpram quando elas já existem. Mas essas compensações podem resultar em problemas.

No dia a dia é comum as crianças reagirem com choros, discussões e birras quando são contrariadas ou não têm seus desejos atendidos. Essas reações muitas vezes assustam os pais, que têm dificuldades em administrá-las e acabam cedendo à pressão exercida pelos filhos.

No entanto, vivenciar experiências de frustação faz parte do processo de crescimento e amadurecimento das crianças. Aprender a esperar o momento certo para comer doces, a chegada do aniversário para ganhar o tão esperado brinquedo, a hora certa para assistir à TV ou jogar videogame e cumprir as regras existentes no convívio familiar e na escola são aprendizados importantes. Todas essas obrigações desenvolvem a tolerância e a capacidade de conviver em grupo, competências necessárias para que a criança seja aceita e não sofra exclusões nos diferentes espaços em que circula fora do ambiente familiar.

Na escola, local de convívio diário, no qual se estabelecem a maioria das relações, os processos acontecem de forma coletiva. É preciso dialogar, negociar e colaborar, exercícios necessários para aquisição da resiliência. Um adulto emocionalmente saudável é resiliente, ou seja, é capaz de lidar com problemas, adaptar-se às mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão em situações difíceis. Essa habilidade é adquirida a partir da infância, por meio das situações vividas e da qualidade dos processos de mediação.

Acolha os desejos da criança, mostrando que a compreende, mas que naquele momento não poderá satisfazê-los. Procure manter a calma e não discutir, ela precisa compreender que você está no controle da situação e que independentemente da forma como reagir, você sabe o que é importante para ela; assim, sua decisão será mantida e despertará no pequeno a necessidade de acomodação de suas frustrações e de reprogramação para novas atitudes diante dos “nãos” que receberá ao longo de sua vida.  

*Jacqueline N. G. Teixeira é especialista em Dificuldades de Aprendizagem e coordenadora do Ensino Fundamental Anos Iniciais do Colégio Marista Criciúma (SC).

Fonte: PG1 Comunicação



Escola da vida em tempos de isolamento social

Estamos vivendo todos no mesmo barco.

Escola da vida em tempos de isolamento social

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

Especialista dá dicas de economia doméstica em tempos de crise.

Isolamento social leva famílias a repensar despesas em casa

Você sabia que a decoração do quarto influencia no seu sono?

Veja dicas de como solucionar um dos problemas mais comuns entre os brasileiros, principalmente nesse período de quarentena.

Você sabia que a decoração do quarto influencia no seu sono?

Jornal britânico dá cinco dicas para ser mais otimista com a vida

Mudança de perspectiva na vida pode, por exemplo, diminuir risco de doenças no coração.


A paixão não sobrevive à proximidade e ao cotidiano de tantas semanas iguais.

Agora você tem todo o tempo do mundo e não há mais a desculpa de que você está estressado pelo trabalho.


Em tempos de autoconhecimento: de onde vem o seu sobrenome e sua origem?

Blog indica como descobrir um pouco mais de suas origens. Silva, Garcia e Machado são alguns dos sobrenomes que já estão disponíveis no site.

Em tempos de autoconhecimento: de onde vem o seu sobrenome e sua origem?

A busca de si mesmo

Nesse momento de turbulência planetária as pessoas estão acessando situações internas que elas próprias não tinham o entendimento que estivesse mal resolvido dentro delas.


Quarentena pode ajudar na aquisição de hábitos positivos

O isolamento social pode ser uma oportunidade para identificar ações improdutivas e substituí-las por atitudes que ajudem na realização de metas pessoais e profissionais.

Quarentena pode ajudar na aquisição de hábitos positivos

Startup doará pelo menos uma tonelada de orgânicos por semana para ONGs

Conectando o campo à cidade, a Liv Up que já atua em parceria com 25 famílias de agricultores familiares vai ajudar a levar alimentação saudável a milhares de pessoas.

Startup doará pelo menos uma tonelada de orgânicos por semana para ONGs

A solidariedade não pode parar

Saiba como ajudar as famílias afetadas pelo novo coronavírus junto com a LBV.


Como fica a rotina dos consultórios médicos pós-pandemia?

Coronavírus muda hábitos e cria novas medidas que começam antes mesmo da consulta.

Como fica a rotina dos consultórios médicos pós-pandemia?

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social

É preciso saber lidar com a ansiedade.

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social