Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como economizar energia no setor comercial

Como economizar energia no setor comercial

01/02/2022 Leandro Solarenco

O gasto com energia elétrica pesa muito no bolso do comerciante.

Como economizar energia no setor comercial

Dos quatro pilares de cargas energéticas de um estabelecimento, divididos em iluminação, aquecimento de água (piscinas e chuveiros) e cargas fixas (computador e eletrônicos em geral), o principal vilão costuma ser o ar-condicionado. O sistema de refrigeração de uma empresa geralmente custa mais da metade do que todos os outros itens. Mas é possível otimizar gastos e obter mais eficiência nos equipamentos analisando dois aspectos: a política de uso e o desempenho de cada um deles.

No caso do ar-condicionado, é preciso monitorar diversas questões, como observar se o equipamento é ligado só quando se necessita, se é usado na temperatura correta, se há um padrão de utilização, identificar qual a temperatura ideal para o tipo de negócio em que é usado, se em dias quentes e frios a temperatura é a mesma, se é utilizado nas mesmas condições de uma área de conforto e área de produção. Todos esses aspectos vão fazer muita diferença na hora de pagar a conta.

O desempenho do ar-condicionado é outro fator a ser observado. Em analogia a um carro, o ar-condicionado também consome mais energia ao operar com peças danificadas. Uma boa forma de medir isso é comparando a temperatura ambiente com a de saída do ar-condicionado, que costuma ser 10 graus a menos. Caso haja discrepância nessa temperatura, pode ser um sinal de problema.

Esse critério também se aplica na área de iluminação. É interessante contar com sensores para que a luz ative apenas quando necessário. O desempenho da lâmpada pode ser medido por meio de critérios técnicos, especialmente relativos a cores, que favorecem determinados ambientes. Em escritórios, por exemplo, a lâmpada fria é recomendada, já em ambientes de conforto e luz quente. Também é ideal substituir lâmpadas fluorescentes ou incandescentes por lâmpadas de LED, que entregam iluminação melhor, a menor custo e fazer a distribuição das lâmpadas para iluminar o máximo com o mínimo compatível para tal. Por último, observar se a proporção de lumens por watt é a mais eficiente possível.

No aquecimento das águas não é diferente. Os dois critérios também são os mesmos (política e desempenho). Na política de uso, é preciso conhecer o público e a atividade exercida, conhecer e padronizar a temperatura confortável para piscina e para chuveiros. Estes, sendo ativados por molas, ao invés de registros, para evitar desperdícios, usando inclusive a energia solar por meio de dispositivos chamados termoboilers que acumulam água quente por meio da luz do sol.

O sistema de aquecimento no Brasil é composto por energia elétrica, a gás e de biomassa. As duas primeiras encontram-se gravemente afetadas pela crise política e econômica e tendo seus preços batendo recordes históricos. Já a de biomassa é muito popular em sistemas de grande porte, como hotéis e resorts que utilizam produtos naturais, como pellets ou lenha, para fazer o aquecimento necessário. Esse modelo acaba sendo mais ecológico do que energia elétrica ou a gás, visto que se faz uso de madeiras condensadas que levam um bom tempo para serem consumidas e não liberam gases poluentes na atmosfera, como o gás natural faz, ou exigem grande empenho das hidroelétricas. Dessa forma, o sistema de biomassa gera uma energia limpa e muito menos danosa ao ambiente em relação às demais.

Já os sistemas de carga fixa (eletrônicos em geral), utilizados em escritórios, academias e até em cozinhas, o viés é muito direcionado para a conscientização da utilização do usuário. Para fins de desempenho, priorizar máquinas que tenham selo AAA ou AA do Inmetro, com entregas por watt mais interessantes em relação a equipamentos letras B ou C.

Diante dessas orientações, como gerenciar isso de maneira geral? É importante saber que aquilo que a gente não consegue mensurar, também não consegue gerenciar. Portanto, estabelecer uma cultura de uso com regras as quais não podem ser burladas é imprescindível para garantir que só se utilize os equipamentos enquanto necessário. Também é importante adotar sistemas de monitoramento online, que podem ser aplicados nos quatro pilares do consumo e sua automatização garantindo que a política de uso seja cumprida da maneira mais eficiente possível.

Já o desempenho está estritamente ligado à manutenção e controle, e a forma mais eficiente conhecida hoje é por meio de sistema de telemetria que mede o desempenho do equipamento em tempo real, garantindo assim uma excelente cultura de uso e melhor desempenho, emitindo sinais todas as vezes que for necessária alguma intervenção.

* Leandro Solarenco é engenheiro, especialista em projetos e master coach, CEO da Vetor Frio & Clima.

Para mais informações sobre Energia Elétrica clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Case Comunicação Integrada



Minas atrai R$4 bilhões em investimentos em fontes alternativas

Hidrogênio verde, biodiesel de macaúba e biogás de resíduos são alguns dos projetos em curso que podem colocar o estado na liderança mundial em tecnologia de produção de energias limpas e renováveis.

Autor: Divulgação

Minas atrai R$4 bilhões em investimentos em fontes alternativas

Saiba se proteger de um perigo que vem do céu

De cada 50 mortes por raios no mundo, uma ocorre em solo brasileiro.

Autor: Divulgação

Saiba se proteger de um perigo que vem do céu

UFMG recebe inscrições para Especialização em Energias Renováveis – EAD

As aulas remotas acontecerão às terças, quartas e quintas; inscrições estão abertas até 3 de março.

Autor: Divulgação


Parceria vai fornecer energia renovável para salões de beleza

Iniciativa deve beneficiar cerca de 80 salões do interior de São Paulo; economia nas contas de luz ultrapassará R$ 600 mil.

Autor: Luiz Pacheco e Joana Fleury

Parceria vai fornecer energia renovável para salões de beleza

Hidrelétricas de pequeno porte permitem o crescimento da energia solar

Para poder crescer no Brasil e ser ambientalmente vantajosa, a energia solar precisa deixar de depender de usinas termelétricas fósseis para à noite compensar a falta de novas hidrelétricas.

Autor: Ivo Pugnaloni

Hidrelétricas de pequeno porte permitem o crescimento da energia solar

Armazenamento de energia é fundamental para transição energética

Sistemas de armazenamento são capazes de permitir o uso combinado de várias fontes de energia limpa, garantindo mais eficácia e segurança.

Autor: Carlos Eduardo Ribas

Armazenamento de energia é fundamental para transição energética

Como as empresas podem reduzir custos de energia e emissões de carbono

Grandes empresas gastam diretamente muito dinheiro em energia a cada ano – e milhões indiretamente, na cadeia de suprimentos, terceirização e logística.

Autor: Pedro Okuhara

Como as empresas podem reduzir custos de energia e emissões de carbono

São Paulo está instalando a maior usina solar flutuante do país

Na última quarta-feira (17), o governador Tarcísio de Freitas entregou a primeira etapa de implantação da Usina Fotovoltaica Flutuante de Araucária, na Represa Billings.

Autor: Divulgação

São Paulo está instalando a maior usina solar flutuante do país

Tecnologia ajuda a reduzir riscos por quedas de energia durante ondas de calor

Especialista explica como empresas podem se preparar para prevenir prejuízos causados pela oscilação de energia e temperatura.

Autor: Davi Lopes

Tecnologia ajuda a reduzir riscos por quedas de energia durante ondas de calor

Cemig dá dicas de economia de energia no período de férias escolares

Medidas simples podem evitar o aumento da fatura durante o mês de janeiro.

Autor: Divulgação

Cemig dá dicas de economia de energia no período de férias escolares

Governo pretende abrir mão de R$ 69 bilhões em investimentos e 540 mil novos empregos

Segundo avaliação da ABSOLAR, medida é fruto de pressão de fabricantes nacionais que querem políticas protecionistas.

Autor: Rodrigo Sauaia

Governo pretende abrir mão de R$ 69 bilhões em investimentos e 540 mil novos empregos

Queda de 40% no preço de painel solar melhora payback aos consumidores

Segundo levantamento do Portal Solar, barateamento da tecnologia fotovoltaica impulsionou redução do tempo de retorno do investimento entre 10% e 20% no País em 2023.

Autor: Rodolfo Meyer

Queda de 40% no preço de painel solar melhora payback aos consumidores