Portal O Debate
Grupo WhatsApp

FIEMG solicita medidas emergenciais aos consumidores de gás natural

FIEMG solicita medidas emergenciais aos consumidores de gás natural

07/04/2020 Divulgação

A pandemia da COVID-19 impacta o mundo e, além do setor da saúde e da dimensão humana, tem a área industrial como uma das mais afetadas, causando baixa produtividade.

FIEMG solicita medidas emergenciais aos consumidores de gás natural

Para mitigar a situação, a Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) propôs, à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, medidas emergenciais voltadas para os consumidores de gás. "Neste cenário de crise devido à COVID-19 as indústrias reduziram drasticamente sua produção, mas ainda não temos uma dimensão definida desse impacto", afirma Tânia Mara Costa, assessora de Energia da FIEMG, pontuando que as maiores consumidoras do gás natural são as indústrias siderúrgicas e de mineração. "Acreditamos que, com a adoção de algumas medidas, em breve a estabilidade da economia nacional será retomada", afirma a assessora.

Dentre as propostas enviadas pela Federação estão o pagamento à Companhia de Gás de Minas Gerais (GASMIG) apenas da proporção da parcela do gás efetivamente utilizado, a flexibilização dos contratos de suprimento para pagamento pelo valor medido, a não cobrança de penalidades contratuais e a possibilidade de comercialização dos excedentes para as indústrias que estão necessitando produzir mais. "Dessa maneira, a cobrança não será sobre o take or pay, que estabelece um valor mínimo de pagamento do contrato independente se você consumiu ou não o produto, e sim, sobre o consumo real de cada indústria", esclarece Tânia Mara.

Para Humberto Zica, presidente da Câmara de Petróleo e Gás da FIEMG, essas medidas darão um fôlego para que as empresas possam ter mais flexibilidade no consumo de gás e não ficarem presas apenas ao contrato take or pay."Precisamos de outras alternativas, pois esse modelo onera as empresas, prejudicando o fluxo de caixa, o que pode acarretar sérios problemas em um momento de crise como este que estamos passando", afirma o empresário, que também é diretor da empresa Delp Engenharia.

Setor Elétrico - Não é a primeira fez que a FIEMG interfere, junto a órgão públicos, no intuito de minimizar os impactos causados pela crise do coronavírus junto ao setor industrial. Recentemente foi encaminhado ao Ministério de Minas e Energia, à ANEEL e às concessionárias de distribuição de energia mineiras, propostas de medidas voltadas para o setor elétrico. Entre as demandas encaminhadas pela Federação estão a flexibilização das normas regulatórias, a ociosidade do sistema elétrico, por um período mínimo de 90 dias e enquanto perdurar os reflexos da crise, sem a cobrança pelo uso da rede no horário de ponta, a cessão de direito de uso de energia e a comercialização de excedentes de energia.

As medidas poderão reduzir os custos com energia para as indústrias que necessitam produzir neste momento delicado e atende também o mercado prioritário, como a área de saúde, indústria química, farmacêutica, de higiene e alimentícia. Para Tânia Mara, se ações solicitadas pela entidade forem acatadas e as distribuidoras forem autorizadas pela ANEEL a flexibilizarem as tarifas e criarem produtos diferenciados, evitará o aumento da inadimplência e aumentará o estímulo à produção. "Essas medidas poderão evitar a insolvência geral do setor elétrico", ressalta a assessora.

Fonte: FIEMG - Federação das Indústrias de Minas Gerais



Energia eólica offshore: a nova fronteira

O Brasil segue como um “mercado a ser acompanhado”: é o que diz o relatório de 2022 do GWEC (Global Wind Energy Council) fórum global de energia eólica.

Energia eólica offshore: a nova fronteira

Energia solar ultrapassa 17 GW e mais de R$ 90 bilhões em investimentos no Brasil

Desde 2012, setor gerou mais de 514 mil empregos e evitou a emissão de 25,5 milhões de toneladas de CO2 na geração de eletricidade.

Energia solar ultrapassa 17 GW e mais de R$ 90 bilhões em investimentos no Brasil

Por que as “energytechs” são tão importantes para o mercado e o planeta?

A chamada revolução energética contribui para o surgimento de startups voltadas para o mercado de energia.

Por que as “energytechs” são tão importantes para o mercado e o planeta?

Automação na mineração: os desafios do setor

Várias inovações digitais estão sendo implementadas em muitas operações de mineração em todo o mundo.

Automação na mineração: os desafios do setor

Energia solar passa termelétrica e se torna 3ª maior fonte brasileira

Dados são da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica.

Energia solar passa termelétrica e se torna 3ª maior fonte brasileira

Geração instantânea de energia eólica no Nordeste tem novo recorde

Dados foram apurados pelo ONS e ainda estão sendo validados.

Geração instantânea de energia eólica no Nordeste tem novo recorde

Eficiência energética pode reduzir até US$ 650 bilhões por ano as contas domésticas

Eficiência em energia ajudaria combater crise energética, pressões inflacionárias e o aumento das emissões de gases de efeito estufa.

Eficiência energética pode reduzir até US$ 650 bilhões por ano as contas domésticas

Geladeiras devem exibir hoje nova etiqueta de eficiência energética

Etiqueta indica diferença de consumo de até 30% entre produtos.

Geladeiras devem exibir hoje nova etiqueta de eficiência energética

Os desafios do Brasil para expansão do hidrogênio verde

No último dia 18 de maio, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, anunciou a publicação do decreto 11.075, de 19/5/22, que regulamenta o mercado de carbono no Brasil.

Os desafios do Brasil para expansão do hidrogênio verde

Privatização da Petrobras: uma proposta promissora para o mercado nacional

Muitas cartas estão em jogo com a mais recente intenção de acelerar a privatização da Petrobras em meio a um choque nos preços dos combustíveis.

Privatização da Petrobras: uma proposta promissora para o mercado nacional

Aneel reajusta bandeiras tarifárias em até 64%

Consumidores não pagarão mais porque bandeira está verde.

Aneel reajusta bandeiras tarifárias em até 64%

Como economizar energia durante os dias mais frios

O Brasil vive estiagem mais severa dos últimos 91 anos.

Como economizar energia durante os dias mais frios