Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Idec recorre de decisão que mantém subsídios na conta de luz

Idec recorre de decisão que mantém subsídios na conta de luz

08/01/2020 Divulgação

Entidade contestou posição do TCU de permitir que consumidores paguem na conta de luz incentivos para setores e empresas que não têm relação com o setor de energia.

No dia 2 de janeiro, o Idec, ONG de Defesa do Consumidor, apresentou recurso no Tribunal de Contas da União (TCU) pedindo que o órgão retome sua decisão inicial e determine que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) exclua os consumidores de energia elétrica de custear subsídios estranhos à política tarifária do setor.

Em 2017 o TCU iniciou um processo de auditoria da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e constatou várias ilegalidades e inconstitucionalidades. A CDE é um encargo embutido na conta de luz de todos os consumidores e representa mais de 12% da tarifa paga. Seu objetivo é incentivar políticas no setor elétrico, beneficiando alguns segmentos empresariais e da população por meio da redução do preço da energia. 

Na ocasião, o órgão identificou, entre outras coisas, que estão sendo beneficiadas categorias que não têm qualquer relação com o setor de energia elétrica, como “rural”, “irrigação e aquicultura” e “água, esgoto e saneamento”. A partir daí determinou para a Aneel e para os ministérios da Economia e de Minas e Energia que procedessem a retirada desses itens da Conta já a partir de 2020, significando R$ 4,4 bilhões a menos em descontos concedidos a esses segmentos, segundo os cálculos da própria Aneel.

Porém, a Aneel e o Ministério de Minas e Energia recorreram, alegando que poderiam cortar os itens, mas que haveria reação dos segmentos prejudicados, e solicitaram que o TCU indicasse uma solução, inclusive com nova fonte para o recurso. Diante do questionamento, o Tribunal determinou que os consumidores continuarão arcando com esses subsídios. 

“Os consumidores não suportam mais a quantidade de encargos e subsídios na conta de luz. A fatura passou a ser um meio para o poder público adquirir receita fácil, sem cumprir sua obrigação de planejar a geração e distribuição de energia. Essa realidade tem resultado em maior taxa de inadimplência e roubo de energia”, afirma Clauber Leite, pesquisador do Idec em Energia e Consumo Sustentável.

Há dois anos o Instituto vem estudando e denunciando o aumento progressivo do orçamento da CDE e do número de favorecidos por ela, além de cobrar respostas do governo para o problema. Segundo Clauber Leite, essa é mais uma oportunidade para defender que seja feita, o mais rápido possível, uma reavaliação desse tipo de política pública considerando: a real necessidade dos subsídios e se eles devem ser bancados via conta de luz ou diretamente pelo orçamento da União. 

Além disso, o Idec defende que haja maior transparência sobre as pessoas e empresas favorecidas e que se crie mecanismos mais claros de entrada e, principalmente, de saída de beneficiários desses programas de incentivos. “Hoje não se tem dados fáceis sobre objetivos dos subsídios, destinatários, pagantes e mecanismos de controle de despesas. Inexiste na Aneel um esforço em fiscalizar e aperfeiçoar esses aspectos”, completa Leite.

Fonte: Idec



Armazenamento solar: uma alternativa para acabar com o ‘susto’ da conta de energia

Estudo do Instituto Polis e da Ipec mostrou que quase metade das famílias brasileiras apontam a conta de luz como o item que mais impacta o orçamento familiar.

Autor: Simone Cesário

Armazenamento solar: uma alternativa para acabar com  o ‘susto’ da conta de energia

Pipas prejudicam mais de 100 mil clientes da Cemig nos quatro primeiros meses de 2024

Além do grande risco de acidentes fatais, linhas chilenas e cerol podem causar falta de energia em grandes circuitos do sistema elétrico.

Autor: Divulgação

Pipas prejudicam mais de 100 mil clientes da Cemig nos quatro primeiros meses de 2024

Sobre a alta eficiência energética das máquinas brasileiras

Em um cenário global onde a eficiência energética se torna cada vez mais um diferencial competitivo, a indústria brasileira de máquinas se destaca por sua capacidade de inovação e adaptação.

Autor: Gino Paulucci Jr.


Eficiência Energética da Cemig vai beneficiar mais de 1,5 milhão de pessoas

Previsão de investimento da empresa para o PEE é da ordem de R$ 102 milhões até o fim do ano.

Autor: Divulgação

Eficiência Energética da Cemig vai beneficiar mais de 1,5 milhão de pessoas

Cemig vai instalar mais de 3 mil religadores na rede de distribuição

Equipamentos são instalados nas redes elétricas urbanas e rurais e contribuem para o rápido restabelecimento do serviço em casos de defeitos transitórios.

Autor: Divulgação

Cemig vai instalar mais de 3 mil religadores na rede de distribuição

Se está sobrando energia porque conta de luz é tão cara?

Hidrelétricas ambientalmente sustentáveis seriam um exemplo que poderíamos ter dado ao mundo e não demos.

Autor: Divulgação

Se está sobrando energia porque conta de luz é tão cara?

Minas atinge 8 GW em energia solar e garante liderança nacional

Cerca de um quinto de toda a energia solar produzida no Brasil está concentrada em Minas Gerais. É o que aponta o levantamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2024. 

Autor: Divulgação

Minas atinge 8 GW em energia solar e garante liderança nacional

Crise energética a caminho: há saída?

No momento em que este artigo é escrito, os reservatórios das hidrelétricas do Brasil estão, em média, com 70% de sua capacidade.

Autor: Alysson Diógenes

Crise energética a caminho: há saída?

Hidrogênio sustentável, a eterna energia do universo

O Brasil detém características que o colocam em posição privilegiada para se inserir competitivamente na cadeia do hidrogênio sustentável.

Autor: Eustáquio Sirolli

Hidrogênio sustentável, a eterna energia do universo

A energia eólica e o impacto dinâmico na economia brasileira

Já são 1016 parques eólicos existentes com mais de 10.941 turbinas eólicas instaladas.

Autor: Divulgação

A energia eólica e o impacto dinâmico na economia brasileira

Minas atrai R$4 bilhões em investimentos em fontes alternativas

Hidrogênio verde, biodiesel de macaúba e biogás de resíduos são alguns dos projetos em curso que podem colocar o estado na liderança mundial em tecnologia de produção de energias limpas e renováveis.

Autor: Divulgação

Minas atrai R$4 bilhões em investimentos em fontes alternativas

Saiba se proteger de um perigo que vem do céu

De cada 50 mortes por raios no mundo, uma ocorre em solo brasileiro.

Autor: Divulgação

Saiba se proteger de um perigo que vem do céu