Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Impactos e benefícios da energia solar para a economia brasileira

Impactos e benefícios da energia solar para a economia brasileira

09/02/2021 Jackson Chirollo

Três milhões e oitocentos mil empregos no mundo e quase 90 mil novos empregos gerados em 2020 no Brasil em plena pandemia.

Impactos e benefícios da  energia solar para a economia brasileira

A Geração Distribuída (GD) por fonte solar caminha para um crescimento promissor com perspectivas de investimentos acima de R$ 20 bilhões em 2021. Segundo as principais associações do setor energético do País, os números refletem o atual cenário do já aquecido mercado de energia solar no Brasil, que tem tudo para esquentar ainda mais neste e nos próximos anos. As expectativas são enormes e representam o potencial que o setor fotovoltaico representa para o País em diversas esferas, seja minimizando os impactos ambientais, gerando empregos, atraindo investimentos ou emponderando o consumidor final.

Atualmente, aproximadamente 0,5% das unidades consumidoras no mercado cativo possuem geração própria de energia, próximo a 370 mil unidades instaladas, sendo a fonte Solar Fotovoltaica representando 98%. Nos últimos anos, a sociedade como um todo passou a se interessar mais pelo tema energia solar fotovoltaica, pois finalmente se deu conta das vantagens. Enquanto alguns setores da economia esfriaram durante a pandemia, o mercado de Geração Distribuída – aquela energia gerada no próprio local de consumo ou próximo a ela - só aqueceu. Existem inúmeras razões para isso.

O prazo do retorno do investimento ao aderir essas tecnologias é cada vez menor. Mesmo com aumentos expressivos dos preços nos equipamentos para o primeiro semestre de 2021, devido a enorme demanda global de painéis fotovoltaicos, conversão do dólar, escassez de matéria-prima na China e elevadíssimos custos do frete marítimo, a geração própria de energia por fonte solar reflete em um excelente investimento a médio e longo prazo, além do ganho ambiental ser inquestionável. A geração de energia solar é sustentável (não queima combustíveis fósseis), é renovável (inesgotável) e utiliza a luz solar como fonte de energia, podendo ser distribuída e utilizada de diversas formas. À medida que o ecossistema evolui, cresce o interesse dos setores industrial e corporativo em adotar um modelo mais eco friendly.

A preocupação das empresas em serem mais sustentáveis é crescente. É perceptível um número significativo de empresas adotando os critérios ESG (do inglês Environmental, Social and Governance ou, em português, ASG, referindo-se à Ambiental, Social e Governança). Quando se investe em tais padrões, as organizações assumem o compromisso de incorporar responsabilidades ambientais, sociais e de governança em seus modus operandi, atraindo mais investimentos e consumidores.

O uso da Geração Distribuída ainda traz benefícios para o sistema energético como um todo, tornando-o mais inteligente ao reduzir gastos e perdas. Quando a energia solar produzida é injetada na rede e distribuída localmente faz com que a sociedade não fique totalmente dependente das hidrelétricas e termelétricas. Sendo assim, a Geração Distribuída, a médio e longo prazo, contribui com a rede de distribuição evitando problemas como apagões. Além disso, ao reduzir a distância entre transmissores e consumidores, evita-se perdas energéticas por falhas na infraestrutura.

O crescimento da demanda por Geração Distribuída é um fato e aumentará ainda mais a partir dos próximos anos. Com as facilidades dadas pelos governos atuais, evitando sua taxação e consequentemente o custo das tecnologias, a sociedade está, enfim, se conscientizando dos benefícios da energia solar. O mercado seguirá em alta, principalmente com a chegada das baterias de lítio no mercado em breve. Por meio delas, os consumidores conseguirão armazenar energia para utilizá-la à noite ou em dias em que não houver sol e ficarão ainda mais independentes das distribuidoras.

Com uma das maiores taxas de irradiação solar do mundo, o Brasil tem todos os recursos que possibilitam o país a se tornar referência em produção de energia solar. Em 2019, a geração de energia por fonte solar no mundo representava 11% e a previsão atual das agências globais é que, em 2050, esse modelo totalize cerca de 40%. O Brasil tem toda a capacidade e o potencial para assumir essa liderança no mercado global.

Resta agora saber como todos os elos dessa cadeia lidarão com tamanha oportunidade, capaz de gerar mais empregos, trazer mais investimentos, minimizar os impactos ambientais e emponderar os cidadãos.

* Jackson Chirollo é CEO da Edmond

Fonte: Ink Comunicação



Brasil é 4º país no mundo que mais cresceu com projetos de energia solar no último ano

Brasil acrescentou em 2021 cerca de 5,7 gigawatts (GW) da fonte solar na geração própria de energia em residências e empresas.

Brasil é 4º país no mundo que mais cresceu com projetos de energia solar no último ano

Redução da taxa de energia vai favorecer pequenos negócios, diz Sebrae

Segmento foi o mais afetado pela pandemia, afirma economista.

Redução da taxa de energia vai favorecer pequenos negócios, diz Sebrae

Minas Trifásico vai investir R$ 1,8 bilhão na modernização da rede elétrica rural

Até 2027, serão 30 mil quilômetros de novas linhas rurais, aumentando a capacidade de carga em benefício da população.

Minas Trifásico vai investir R$ 1,8 bilhão na modernização da rede elétrica rural

Fontes de energia eólica e solar geraram em 2021, 10% da eletricidade global

Dados estão no relatório Revisão Global de Eletricidade.

Fontes de energia eólica e solar geraram em 2021, 10% da eletricidade global

Lojistas já economizaram mais de R$ 2 milhões na tarifa de energia elétrica

Economia foi possível após contratação, via CDL/BH,de energia solar ofertada pela Cemig SIM.

Lojistas já economizaram mais de R$ 2 milhões na tarifa de energia elétrica

O mercado livre de energia e os novos desafios da era digital

Hoje em dia temos várias fontes além das hidrelétricas, como as energias eólica, biomassa ou solar.

O mercado livre de energia e os novos desafios da era digital

Programa de Gestão Energética de São Paulo economiza R$ 3,3 milhões

Somente com as revisões e adequações de 723 aditivos de contratos por demanda, a economia gerada representará R$ 19 milhões aos cofres do estado.

Programa de Gestão Energética de São Paulo economiza R$ 3,3 milhões

PL que moderniza sistema elétrico brasileiro pode diminuir o preço da energia

O Projeto de Lei 414/2021 oferece a oportunidade do cliente escolher o seu fornecedor e a fonte da energia que irá utilizar.

PL que moderniza sistema elétrico brasileiro pode diminuir o preço da energia

Capacitação sobre Eficiência Energética e Economia de Energia no Poder Público

O programa aborda as diferentes formas e ferramentas para obter maior eficiência energética em edificações e infraestruturas de saneamento.

Capacitação sobre Eficiência Energética e Economia de Energia no Poder Público

Comercializadora assina contrato inédito para importar gás natural da Bolívia

Tradener fecha contrato com a YPFB e poderá trazer inicialmente até 2,2 milhões de metros cúbicos de gás natural para o mercado livre brasileiro.

Comercializadora assina contrato inédito para importar gás natural da Bolívia

Fontes de energia renovável: vantagens e desvantagens das usadas atualmente no Brasil

Embora muito se fale sobre a necessidade de substituir as energias não renováveis por renováveis, alguns detalhes são importantes para entender até onde é possível avançar e colocá-las em prática.

Fontes de energia renovável: vantagens e desvantagens das usadas atualmente no Brasil

O perigo ligado à tomada

Todo circuito elétrico bem dimensionado dispõe de disjuntores que protegem os fios que alimentam as tomadas que por sua vez, atendem as cargas.

O perigo ligado à tomada