Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Saiba se proteger de um perigo que vem do céu

Saiba se proteger de um perigo que vem do céu

15/02/2024 Divulgação

De cada 50 mortes por raios no mundo, uma ocorre em solo brasileiro.

Saiba se proteger de um perigo que vem do céu

Nos últimos anos o Brasil vem enfrentando um desafio que vem do céu: o país é o líder mundial em incidência de raios. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), mais de 800 pessoas perderam a vida devido a descargas elétricas nos últimos dez anos. Estudo do INPE revela que entre 2013 e 2022, 835 brasileiros foram vítimas fatais de raios, com Pará e Amazonas liderando este ranking. Em comparação com outros países, o Brasil ocupa uma posição preocupante: de cada 50 mortes por raios no mundo, uma ocorre em solo brasileiro.

O engenheiro Lucas Tomazi Durand, coordenador adjunto da Escola de Engenharia do Centro Universitário UniOpet, identifica três fatores cruciais para essa estatística: a frequência de raios, a densidade populacional e o nível de conscientização pública. "O Brasil é o maior país do mundo em uma zona entre os trópicos, região em que a formação de tempestades e a queda de raios tende a ser maior do que em qualquer outro lugar. A partir do estudo podemos ver que há uma correlação inversa entre o Produto Interno Bruto (PIB) dos estados e o número de vítimas, indicando que a pobreza e a falta de informação são aliadas mortais. No caso do Brasil, as mudanças climáticas intensificam este cenário."

O Brasil, que já era o campeão mundial de incidência de raios com cerca de 78 milhões de eventos por ano, enfrenta um aumento neste número ano após ano. As ondas de calor, seguidas de tempestades elétricas, são um novo padrão recorrente no país.

Durand enfatiza a importância da educação e da infraestrutura adequada. "Precisamos integrar engenharia, meteorologia e educação para combater este problema. A conscientização deve começar nas escolas e se estender às comunidades mais vulneráveis", afirma. 

Para se proteger, Durand aconselha evitar áreas abertas durante tempestades, desconectar aparelhos elétricos e buscar abrigo em estruturas resistentes e não-metálicas.

"O Brasil, uma potência em diversidade natural, enfrenta um desafio cada vez mais comum e letal. Por isso, a união de esforços entre governo, especialistas e cidadãos é crucial para transformar este cenário. Com informação, prevenção e tecnologia, podemos ver uma redução no número de incidentes por raios.”

Para mais informações sobre mudanças climáticas clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Talk Comunicação



Minas atinge 8 GW em energia solar e garante liderança nacional

Cerca de um quinto de toda a energia solar produzida no Brasil está concentrada em Minas Gerais. É o que aponta o levantamento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2024. 

Autor: Divulgação

Minas atinge 8 GW em energia solar e garante liderança nacional

Crise energética a caminho: há saída?

No momento em que este artigo é escrito, os reservatórios das hidrelétricas do Brasil estão, em média, com 70% de sua capacidade.

Autor: Alysson Diógenes

Crise energética a caminho: há saída?

Hidrogênio sustentável, a eterna energia do universo

O Brasil detém características que o colocam em posição privilegiada para se inserir competitivamente na cadeia do hidrogênio sustentável.

Autor: Eustáquio Sirolli

Hidrogênio sustentável, a eterna energia do universo

A energia eólica e o impacto dinâmico na economia brasileira

Já são 1016 parques eólicos existentes com mais de 10.941 turbinas eólicas instaladas.

Autor: Divulgação

A energia eólica e o impacto dinâmico na economia brasileira

Minas atrai R$4 bilhões em investimentos em fontes alternativas

Hidrogênio verde, biodiesel de macaúba e biogás de resíduos são alguns dos projetos em curso que podem colocar o estado na liderança mundial em tecnologia de produção de energias limpas e renováveis.

Autor: Divulgação

Minas atrai R$4 bilhões em investimentos em fontes alternativas

UFMG recebe inscrições para Especialização em Energias Renováveis – EAD

As aulas remotas acontecerão às terças, quartas e quintas; inscrições estão abertas até 3 de março.

Autor: Divulgação


Parceria vai fornecer energia renovável para salões de beleza

Iniciativa deve beneficiar cerca de 80 salões do interior de São Paulo; economia nas contas de luz ultrapassará R$ 600 mil.

Autor: Luiz Pacheco e Joana Fleury

Parceria vai fornecer energia renovável para salões de beleza

Hidrelétricas de pequeno porte permitem o crescimento da energia solar

Para poder crescer no Brasil e ser ambientalmente vantajosa, a energia solar precisa deixar de depender de usinas termelétricas fósseis para à noite compensar a falta de novas hidrelétricas.

Autor: Ivo Pugnaloni

Hidrelétricas de pequeno porte permitem o crescimento da energia solar

Armazenamento de energia é fundamental para transição energética

Sistemas de armazenamento são capazes de permitir o uso combinado de várias fontes de energia limpa, garantindo mais eficácia e segurança.

Autor: Carlos Eduardo Ribas

Armazenamento de energia é fundamental para transição energética

Como as empresas podem reduzir custos de energia e emissões de carbono

Grandes empresas gastam diretamente muito dinheiro em energia a cada ano – e milhões indiretamente, na cadeia de suprimentos, terceirização e logística.

Autor: Pedro Okuhara

Como as empresas podem reduzir custos de energia e emissões de carbono

São Paulo está instalando a maior usina solar flutuante do país

Na última quarta-feira (17), o governador Tarcísio de Freitas entregou a primeira etapa de implantação da Usina Fotovoltaica Flutuante de Araucária, na Represa Billings.

Autor: Divulgação

São Paulo está instalando a maior usina solar flutuante do país

Tecnologia ajuda a reduzir riscos por quedas de energia durante ondas de calor

Especialista explica como empresas podem se preparar para prevenir prejuízos causados pela oscilação de energia e temperatura.

Autor: Davi Lopes

Tecnologia ajuda a reduzir riscos por quedas de energia durante ondas de calor