Portal O Debate
Grupo WhatsApp

As relações trabalhistas no mundo das franquias

As relações trabalhistas no mundo das franquias

26/07/2018 Sthefany Guerreiro de Vicente

No contrato de franquia a franqueada é inteiramente responsável por administrar seu negócio.

A Lei de Franquias dispõe em seu texto legal a afirmação expressa que franqueadora e franqueada não possuem vínculo de emprego. No entanto, muito se questiona acerca da responsabilidade subsidiária do franqueador nas dívidas trabalhistas do franqueado.

Em primeiro lugar, cumpre destacar que o contrato de franquia, por si só, não caracteriza grupo econômico, isto porque franqueadora e franqueada são empresas distintas, com personalidade jurídica própria e não estão sob a direção, controle ou administração uma da outra, logo, inexiste razão para caracterização de grupo econômico.

O contrato de franquia é regido pelo Direito Civil mantendo-se, assim, a independência das empresas franqueada e franqueadora, de modo que a primeira não integra o grupo econômico da segunda.

No contrato de franquia a franqueada é inteiramente responsável por administrar seu negócio, bem como, contratar seus próprios empregados, assumindo assim os riscos do empreendimento. A função da franqueadora é fiscalizar assuntos intimamente relacionados às características do negócio empresarial, objetivando única e exclusivamente preservar a qualidade e credibilidade da marca.

Não obstante ocorra orientação e repasse de conhecimentos pela franqueadora, não há ingerência direta nos negócios da franqueada, dentre eles, relações trabalhistas. Pontua-se, portanto, que a franqueadora poderá exigir o cumprimento de determinados procedimentos, sempre com o fim de preservação e qualidade da marca, mas jamais intervir ou mascarar o poder de gestão do franqueado em relação a sua empresa.

Para pacificar a questão, tramita no Congresso Nacional o projeto de Lei 8201/17, que se aprovado, afastará qualquer dúvida futura e confirmará o entendimento majoritário dos nossos Tribunais, no sentido de não haver responsabilidade subsidiária pautada na existência do grupo econômico da franqueadora nas relações trabalhistas havidas entre franqueada e seus empregados. E, assim, chancelando a responsabilidade da franqueadora apenas nos assuntos relacionados a qualidade, credibilidade e preservação da sua marca.

* Sthefany Guerreiro de Vicente é advogada do escritório Cerveira Advogados Associados.

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada



Maior feira de Franquias do Brasil se prepara para edição de BH

A 5ª edição da Feira Franchise4u, de um total de 16 que serão realizadas em 2022, vai mostrar novos expositores.

Maior feira de Franquias do Brasil se prepara para edição de BH

Energia Solar: franquia inova e não cobra royalties

Empreendedores, conseguem ter uma micro franquia com pouco mais de R$ 25 mil de investimento.

Energia Solar: franquia inova e não cobra royalties

Franquias mineiras crescem 15,3% e faturam mais de R$ 14,5 bilhões em 2021

O maior número das unidades de franquias do Estado está nos mercados de serviços.

Franquias mineiras crescem 15,3% e faturam mais de R$ 14,5 bilhões em 2021

Blue Sol Energia Solar abre 30ª franquia no Rio de Janeiro

São Gonçalo recebe a 3ª unidade da marca, que é referência em energia solar fotovoltaica.


Fintech de consórcios entra para o setor de franquias

Com 11 unidades em operação, a empresa projeta vender R$1 bilhão de cotas em 2022 e pretende ter 100 lojas abertas até o fim do ano.

Fintech de consórcios entra para o setor de franquias

O sistema de franchising está sofrendo com o etarismo?

Segundo dados do Sebrae, a idade média do empreendedor brasileiro é de 44,7 anos.

O sistema de franchising está sofrendo com o etarismo?

Amigos criam rede de franquias especializada em banho e tosa por app

A maioria dos players do segmento não disponibilizavam um aplicativo que facilitasse o agendamento de serviços.

Amigos criam rede de franquias especializada em banho e tosa por app

Microfranquias são oportunidades para crescimento do país

Quantas vezes, na escola, se estudou sobre finanças, administração ou marketing?

Microfranquias são oportunidades para crescimento do país

Contrato de franquia pode ser válido mesmo sem estar assinado

No mês passado, o Superior Tribunal de Justiça julgou o Recurso Especial no 1.881.149-DF que decidiu que o contrato de franquia, mesmo que não esteja assinado pelo franqueado, é válido quando o comportamento de ambas as partes comprova aceitação tácita da relação.


Vinte pequenas empresas mineiras lançam suas próprias franquias

Apoiados pelo Programa Minas Franquia, os empreendimentos serão apresentados para o mercado no dia 12 de novembro.

Vinte pequenas empresas mineiras lançam suas próprias franquias

A revisão dos contratos de franquia em tempos de pandemia

Existe forte tendência comportamental entre os negociantes de pactuarem cláusulas que efetivamente não são inseridas no contrato formal.


Descubra o passo a passo para ter uma franquia de sucesso

Abrir o próprio negócio é uma decisão muito importante na vida de uma pessoa.