Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Mortalidade de startups cresce em 2023: como reverter esse cenário?

Mortalidade de startups cresce em 2023: como reverter esse cenário?

26/12/2023 Alexandre Pierro

O importante é que busquem o apoio de uma consultoria especializada no tema para que identifiquem a melhor opção conforme sua realidade e objetivos e se estruturem da melhor formato possível.

Mortalidade de startups cresce em 2023: como reverter esse cenário?

Vender uma grande ideia de forma atrativa. Esse foi, por muitos anos, o principal objetivo e estratégia das startups, buscando atrair investidores e parceiros que acreditassem neste mesmo potencial e que as rentabilizassem para alavancar o crescimento do negócio. Hoje, contudo, aquelas que tentam insistir nessa mentalidade, percebem que o jogo virou. Ter um grande sonho não basta para tirá-lo do papel neste novo cenário econômico desafiador, e depende de uma nova mentalidade inovadora pautada em uma gestão robusta para garantir que esses empreendimentos prosperem e não acabem fechando rapidamente pela falta de aportes financeiros que os sustentem.

Grande parte do cenário preocupante que presenciamos atualmente se deve pelo fato de o Brasil apresentar seus dois lados da moeda quando falamos sobre seu espaço propício para empreender. Afinal, apesar de, nos últimos dez anos, mais de sete mil startups terem sido abertas no país, segundo dados do relatório Inovação em Movimento, realizado pela Cortex, muitas não resistiram e acabaram fechando suas portas.

Este ano foi brutal para estes negócios. Informações divulgadas pela empresa de gestão Carta identificaram que, apenas até o terceiro trimestre de 2023, mais startups encerraram suas atividades do que o total registrado em 2022 inteiro – em uma queda de mais de 60%. No geral, 90% delas morrem em menos de três anos de atividade, principalmente devido à insistência em uma filosofia que, nitidamente, não faz mais sentido para elas.

Além da enorme mudança no cenário macroeconômico global e o aumento significativo das taxas de juros que, por si só, já fazem com que os investidores pensem duas vezes antes de apostar seu dinheiro em uma startup, as guerras a Ucrânia e em Israel e, claro, os efeitos devastadores da pandemia no mercado mundial mexeram drasticamente com a questão de logística e de bens de consumo. Agora, muitos preferem, como exemplo, investir nos famosos tesouros americanos, justificados como opções mais seguras economicamente, trazendo maiores resultados sob um risco reduzido.

Não há mais espaço para essas startups unicórnios, já que se tornou um verdadeiro desafio conseguirem o aporte necessário para crescerem a nível exponencial até atingirem o valor de mercado de US$ 1 bilhão. A mentalidade precisa mudar, dependendo minimamente destes investimentos externos, arriscando menos, e compreendendo que precisam adotar estratégias de gestão semelhantes à de qualquer microempresa – por meio de processos e metodologias bem estabelecidos que fortaleçam seu ambiente favoravelmente à conquista de resultados cada vez melhores.

Essa é a premissa das startups camelo: mais resistentes, adaptáveis e flexíveis frente aos cenários externos perante a sobrevivência de suas operações. Em seus modelos de negócios, ao invés de focar nestes recursos financeiros de terceiros, elas entendem que precisam estar preparadas para se adequar às mudanças mercadológicas que podem surgir, compreendendo para atingir isso a importância de uma gestão e robusta em seus processos.

E, ao contrário do que muitos ainda acreditam, não é preciso esperar atingir um patamar e renome elevados no segmento para iniciar essa estratégia. A própria ISO de Inovação, metodologia reconhecida internacionalmente, defende que uma boa governança inovadora pode – e deve – ser implementada por qualquer negócio, independentemente de seu porte ou segmento. Ela irá oferecer as melhores diretrizes a serem seguidas pelo empreendimento conforme suas metas e condições, prezando pela flexibilidade e adaptabilidade para possíveis ajustes necessários conforme o desenrolar do projeto.

Existem diversos modelos de governança que podem ser adotados pelas startups, desde as voltadas à padronização dos processos, até aquelas destinadas mais a questões ambientais, para saúde dos colaboradores, compliance, dentre tantos outros. O importante é que busquem o apoio de uma consultoria especializada no tema para que identifiquem a melhor opção conforme sua realidade e objetivos e estruturem o melhor formato possível, de forma que consigam trazer essas inovações em seus processos e entreguem produtos e serviços de alta qualidade aos seus clientes.

Muitas startups trouxeram inovações extremamente importantes para o mercado, assim como as fintechs que, como exemplo, geraram uma tremenda revolução no setor financeiro. Porém, dificilmente conseguirão manter a prosperidade com o antigo mindset corporativo pautado nos aportes externos. Hoje, muito mais do que ter uma ideia brilhante, é preciso saber como tirá-la do papel com efetividade, investindo em uma governança de inovação robusta que crie o ambiente ideal para este processo.

Dessa forma, quanto mais compreenderem seu ecossistema e adotarem medidas favoráveis às suas operações, maior será a chance de atraírem, naturalmente e com maior segurança, investidores dispostos a se juntarem a este sonho.

* Alexandre Pierro é mestrando em gestão e engenharia da inovação, bacharel em engenharia mecânica, física nuclear e sócio fundador da PALAS, consultoria pioneira na ISO de inovação na América Latina.

Para mais informações sobre startups clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Informa Mídia



Startup cresce mais de 300% conectando “talentos tech” com empresas

Growyx foi fundada em 2021 e já conta com mais de 20 mil profissionais cadastrados na plataforma.

Autor: Divulgação

Startup cresce mais de 300% conectando “talentos tech” com empresas

Startup paulista propõe o uso de drones para erradicar o mosquito da dengue

O projeto teve apoio do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE).

Autor: Divulgação

Startup paulista propõe o uso de drones para erradicar o mosquito da dengue

Os insights que a crise dos investimentos trouxe para as startups

Cada crise é única, e as lições aprendidas podem variar dependendo da natureza e do alcance da crise.

Autor: Rafael Kenji Hamada

Os insights que a crise dos investimentos trouxe para as startups

Como criar uma equipe poderosa para sua startup

Contar com uma equipe poderosa, que ajude a construir o crescimento da empresa, é o sonho de qualquer empreendedor.

Autor: Divulgação

Como criar uma equipe poderosa para sua startup

Startup mineira facilita contratos com órgãos públicos

Licitei, parte do portfólio da Dome Ventures, acaba de ganhar aporte de 150 mil dólares da Microsoft.

Autor: Diogo Catão

Startup mineira facilita contratos com órgãos públicos

Você tem perfil para ser CEO de startup?

Características importantes para quem pretende iniciar um modelo de negócio.

Autor: Marilucia Silva Pertile

Você tem perfil para ser CEO de startup?

Cinco dicas para uma startup conquistar sucesso em 2024

Com a proximidade de um novo ano, empreendedores podem aproveitar para dar um novo gás aos seus negócios.

Autor: Marilucia Silva Pertile

Cinco dicas para uma startup conquistar sucesso em 2024

4 dicas jurídicas para abrir e manter startups

Inovar e criar soluções tecnológicas para diversos tipos de segmentos são um dos principais objetivos de uma startup.

Autor: Patrícia Zanlorenci

4 dicas jurídicas para abrir e manter startups

Como estar preparado e aumentar ganhos na captação de investimentos?

Atingir o status de unicórnio é o sonho de muitas startups, mas o caminho até lá não é nada simples.

Autor: Gustavo Michel Arbach

Como estar preparado e aumentar ganhos na captação de investimentos?

Startups iniciantes: o que saber antes de investir?

Existe uma diferença muito grande entre startups em fases iniciais, que também chamamos de early-stage, e companhias consolidadas, principalmente no que diz respeito ao risco do investimento.

Autor: Rafael Kenji Hamada

Startups iniciantes: o que saber antes de investir?

Startup de IA de Elon Musk lança plataforma rival do ChatGPT

A plataforma Grok, lançada pela xAI será disponibilizada inicialmente aos assinantes do X, antigo Twitter, e irá competir com o ChatGPT, que ainda domina o mercado.

Autor: Marcelo Crespo

Startup de IA de Elon Musk lança plataforma rival do ChatGPT

Como um trabalho de mentoria pode ajudar uma startup?

Ajuda especializada pode impulsionar empreendedor que está enfrentando desafios.

Autor: Marilucia Silva Pertile

Como um trabalho de mentoria pode ajudar uma startup?