Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A influência do avanço tecnológico e da ciência de dados na otimização da base florestal da Suzano

A influência do avanço tecnológico e da ciência de dados na otimização da base florestal da Suzano

15/06/2022 Jefferson Mansano Ticianelli

Usando o analytics, big data e inteligência artificial, a empresa tem como meta conectar toda a sua cadeia florestal.

A influência do avanço tecnológico e da ciência de dados na otimização da base florestal da Suzano

Em um universo com mentes pensantes, podemos dizer que o planeta Terra se tornou pequeno para o homem. Os avanços tecnológicos desenvolvidos ao longo dos anos, em especial pós-Revolução Industrial, interferiram diretamente na forma como as sociedades se desenvolveram e estabeleceram suas relações. Não é exagerado pensarmos, portanto, que o mundo como conhecemos hoje foi moldado a partir do surgimento de novas tecnologias, que continuam a se desenvolver.

Esse é um caminho em constante evolução e, nos dias atuais, já é quase impossível falar em avanço da sociedade e do mundo corporativo sem falar em transformação digital, um processo de adoção de ferramentas digitais, tecnologias inovadoras e mudança cultural para aprimorar ou substituir processos obsoletos. E não só isso.

A digitalização de processos tem se tornado crucial na rotina das empresas, da revolução no campo à transformação nas indústrias. Passando pela logística, pelo processo de seleção de pessoas, pela aquisição de materiais e contratação de serviços, pelo formato de parceria com clientes e fornecedores etc.

No setor florestal, por exemplo, o objetivo é fazer com que, por meio do uso de tecnologias como analytics, big data e inteligência artificial, toda a cadeia florestal esteja conectada. Aliada à estrutura de P&D, na Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, usamos a inovação para trazer produtividade, de ponta a ponta. Por isso, buscamos permanentemente soluções para os desafios do nosso negócio.

Plantar mais e melhor

Quando falamos de plantio e produtividade, a empresa enfrenta as mais variadas condições climáticas: excesso e escassez de chuvas, calor e geada, combate a pragas e doenças. Nesse cenário, temos utilizado diversas tecnologias como nossas aliadas na assertividade da etapa de plantio e, consequentemente, na competitividade a partir da produção segura de celulose e demais materiais fabricados a partir dessa matéria-prima.

Hoje, a base genética de eucaliptos da Suzano é a maior do mundo – fora da Austrália, de onde a espécie é nativa – e deve fechar 2022 na casa de 18 mil clones, garantindo um importante diferencial competitivo. Um dos produtos que garantem uma produtividade certeira é o Tetrys. Com essa tecnologia, conseguimos florestas mais produtivas, além de reduzir o uso de herbicidas, fungicidas e inseticidas, o consumo de água e também diminuir o número de caminhões nas estradas.

Para a integração das etapas de colheita e transporte, uma nova ferramenta digital, batizada de iGroot, otimiza cerca de 30 milhões de variáveis para entender em que estágio de crescimento a madeira deve ser colhida, para onde levá-la e qual é o modal correto a ser utilizado nesse transporte, dependendo da unidade de destino. O iGroot foi desenvolvido para resolver uma dor do planejador florestal quanto ao volume de variáveis que precisam ser analisadas para compor um plano. O desenvolvimento da ferramenta envolveu muitas áreas da empresa como Digital Tech, Operação, Planejamento e Logística.

Ainda quando falamos em planejamento florestal, temos diversos "time frames" para visualizar a floresta e o seu desenvolvimento, como o planejamento micro de entrega de madeira para as fábricas, com uma visão diária para os próximos 45 dias. Para este planejamento micro, temos a ferramenta Rocket, que contribui para reduzir a variabilidade da madeira para garantir uma matéria-prima mais estável para a produção de celulose. A estabilidade operacional gerada nas fábricas proporciona reduções de consumo específico de madeira, que é um dos maiores custos para a produção de celulose. A ferramenta da Suzano foi desenvolvida com os times de Digital Tech, Operação e Logística, e opera em quase todas as nossas plantas, com vários cenários que são gerados para análise.

Energia Verde

Na indústria, uma solução de machine learning contribui para otimizar o calor liberado das caldeiras para o funcionamento das turbinas, maximizando a energia gerada para a unidade industrial, ou seja, energia limpa. Para direcionar o vapor para as turbinas existentes, foram usadas várias técnicas de otimização e inteligência artificial que deram origem a uma ferramenta de tomada de decisão para os operadores. Denominada Thor, a nova solução está em operação em quase todas as nossas fábricas e, somente em 2021, contribuiu para a geração de 5MW médio a mais de energia, potência suficiente para alimentar aproximadamente 10.000 lares brasileiros.

Toda a nossa experiência tem nos levado a refletir que a implementação da transformação digital na sociedade e no mundo corporativo resultará cada vez mais em aumento de produtividade, eficiência e sustentabilidade, além de possibilitar que as companhias tenham maiores vantagens competitivas. Essa é uma jornada para a qual a Suzano está de portas abertas e para a qual contamos com o apoio de parceiros de todos os perfis.

* Jefferson Mansano Ticianelli é Gerente Executivo de Digital Tech da Suzano.

Para mais informações sobre Tecnologias clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Planin



Rockwell Automation anuncia parceria com Bravo Motor Company

Apostando em inovação e ESG, objetivo é oferecer soluções tecnológicas de ponta para a fabricação de baterias de veículos elétricos no mercado brasileiro.


Novas tecnologias a serviço do engajamento do cliente: o que podemos esperar do 5G e do Metaverso?

Os últimos anos mostraram como a transformação digital é importante para as empresas.

Novas tecnologias a serviço do engajamento do cliente: o que podemos esperar do 5G e do Metaverso?

Brasil tem 3,4 mil pontos de descarte de eletrônicos para reciclagem

Regulamentação acelerou logística reversa no setor eletroeletrônico.

Brasil tem 3,4 mil pontos de descarte de eletrônicos para reciclagem

Foguete da SpaceX lança dois satélites da Força Aérea Brasileira

Lançamento ocorreu em Cabo Canaveral, nos Estados Unidos.

Foguete da SpaceX lança dois satélites da Força Aérea Brasileira

Uma imagem vale mil informações

Optical Character Recognition (OCR) torna o sistema capaz de identificar e extrair dados de mais de 1.500 tipos de documentos.


Metaverso na construção civil: o futuro é virtual

O metaverso que constrói o mundo virtual de Snow Crash, livro de Neal Stephenson de 1992, é daqueles shows de ficção que enredam o leitor do começo ao fim.

Metaverso na construção civil: o futuro é virtual

Mercado de soluções 5G no Brasil deve chegar a R$ 101 bilhões

Estudo foi apresentado pelo Ministério da Economia.

Mercado de soluções 5G no Brasil deve chegar a R$ 101 bilhões

Quatro principais dúvidas sobre TVs QLED

Tecnologia segue evoluindo e garante imagens mais nítidas e reais.

Quatro principais dúvidas sobre TVs QLED

GOL anuncia integração com Alexa, inteligência artificial da Amazon

Disponível para download na Skill Store da Amazon, novidade permite que os Clientes da Companhia possam consultar o status de voo via comando de voz.

GOL anuncia integração com Alexa, inteligência artificial da Amazon

Publicidade customizada é o futuro da TV aberta

O novo recurso, já em desenvolvimento para a TV 3.0, permitirá que anunciantes e emissoras criem conteúdos mais direcionados à localização e às preferências do telespectador.

Publicidade customizada é o futuro da TV aberta

SpaceX inicia nova missão e coloca nanossatélite da UnB em órbita

Projeto pretende trazer novas soluções de enlaces nas faixas de frequências de rádio amador.

SpaceX inicia nova missão e coloca nanossatélite da UnB em órbita

Mais de 4 milhões de metros de cabos de telecomunicações foram roubados em 2021

Pelo terceiro ano seguido o volume de cabos roubados passa de 4 milhões de metros. Ações criminosas deixaram mais de 6 milhões de clientes sem serviço no ano passado.

Mais de 4 milhões de metros de cabos de telecomunicações foram roubados em 2021