Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que você precisa saber sobre extintores de incêndio em empresas

O que você precisa saber sobre extintores de incêndio em empresas

18/07/2020 Divulgação

Venha descobrir neste post sobre todos os detalhes da utilização dos extintores de incêndio nos ambientes corporativos!

O que você precisa saber sobre extintores de incêndio em empresas

A segurança no trabalho é um fator fundamental dentro dos ambientes de trabalho. Afinal, quando os indivíduos presentes fazem o uso correto desse equipamento, é possível contribuir para evitar a propagação de acidentes e problemas diversos envolvendo o incêndio.

Diariamente, deve-se dar muita atenção a todos os riscos possíveis no ambiente corporativo, além de estar prevenido para qualquer situação, especialmente em casos de incêndio, que por sua vez, podem gerar danos severos e irreversíveis.

E diante disso, os extintores de incêndio chegaram como uma solução fundamental no que diz respeito à prevenção de riscos e outras situações perigosas.

Os extintores de incêndio foram criados para combater diversas modalidades de incêndio ainda em seu estágio inicial.

Além disso, devido a sua alta funcionalidade, eles não podem ser substituídos por mangueiras, dentre outros equipamentos para cuidar do fogo alastrante. Porém, eles podem ser complementados com outros itens de segurança, como no caso do detector de gás, entre outros.

Pensando nisso, para garantir o melhor uso dos extintores de incêndio dentro das empresas, neste post nós vamos esclarecer as principais dúvidas sobre o equipamento. Continue nos acompanhando para saber mais!

Afinal, o que são os extintores de encendio?

De forma geral, os extintores de incêndio são equipamentos de segurança que possuem a finalidade de extinguir ou controlar possíveis incêndios.

Eles normalmente possuem a forma de um cilindro e podem ser carregados até o local do incêndio, seja de forma manual ou por meio de um carrinho plataforma.

Quais são os tipos de extintores de incêndio?

Há três tipos de extintores de incêndio: à base de água, à base de dióxido de carbono (pó químico), e à base de espuma e compostos halogenados. Seus usos se diversificam de acordo com a características de cada incêndio. Veja abaixo sobre o perfil dos incêndios:

- Incêndios de classe A: são os que ocorrem em materiais sólidos, como madeira e tecidos, e podem ser combatidos com um extintor à base de água ou os de espuma;

-  Incêndios de classe B: ocorrem por meio de líquidos inflamáveis, como gasolina. Os extintores de pó químico são os mais adequados para esses casos;

- Incêndios de classe C: ocorrem por meio de equipamentos elétricos, e podem ser resolvidos com extintores em pó químico;

- Incêndios de D e K: são mais perigosos e raros, e utilizam modelos de extintores de incêndio mais específicos.

Onde instalar os extintores de incêndio?

Os extintores de incêndio devem ser instalados em um local onde haja a menor possibilidade do fogo bloquear o seu acesso.

Além disso, também deve ser um espaço onde todos os colaboradores possam circular sabendo da sua presença.

Como funciona a manutenção dos extintores de incêndio?

Os extintores de incêndio devem sempre passar por manutenções periódicas, que por sua vez, varia de acordo com a legislação vigente.

Cada extintor possui o seu prazo de validade, e por isso, a troca dos equipamentos também devem ser consideradas.

Agora que você já sabe de todos os detalhes sobre sobre os extintores de incêndio em empresas, o que acha de investir nesse equipamento e ter total segurança? Gostou do post? Conta pra gente!

* Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.



Como um profissional pode se destacar na área da tecnologia?

No Brasil existe uma carência de profissionais de Tecnologia da Informação de mais de 408 mil postos de trabalho, segundo dados da Softex.

Como um profissional pode se destacar na área da tecnologia?

Internet 5G, um salto de qualidade

A internet 5G já é realidade no Brasil.

Internet 5G, um salto de qualidade

Tecnologia edifica conexões entre o mundo virtual e o mundo concreto da construção civil

O uso da IoT aliada à automação ainda está em fase inicial no Brasil.

Tecnologia edifica conexões entre o mundo virtual e o mundo concreto da construção civil

Sinal 5G chega a Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre

Estreia da tecnologia foi feita em Brasília.

Sinal 5G chega a Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre

Projetos-piloto são vitais para alavancar o 5G no Brasil

A meta de início das operações do 5G são bem ambiciosas.

Projetos-piloto são vitais para alavancar o 5G no Brasil

Anatel autoriza o 5G em Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa

Operadoras poderão ativar suas redes a partir do dia 29 de julho.

Anatel autoriza o 5G em Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa

Dicas para crescer e ser promovido na área de tecnologia

A área da Tecnologia da Informação (TI) vive um dos melhores cenários no mercado de trabalho.

Dicas para crescer e ser promovido na área de tecnologia

EMBRAPII e BNDES vão investir R$ 25 milhões em Economia Circular

Fomento irá apoiar o desenvolvimento de soluções e tecnologias nas áreas de nanotecnologia, manufatura integrada, beneficiamento e purificação de resíduos da indústria mineral, entre outras.

EMBRAPII e BNDES vão investir R$ 25 milhões em Economia Circular

IA criativa: uma aliança entre humano e máquina na criação da arte

Um termo que se tornou popular nos últimos anos é o do "ócio criativo".

IA criativa: uma aliança entre humano e máquina na criação da arte

Tecnologia foca na gestão da indústria de fertilizantes

Ferramenta criada pela Agrotis atende clientes em todo Brasil.

Tecnologia foca na gestão da indústria de fertilizantes

Brasília é a primeira cidade a receber sinal 5G no país

Próximas capitais a terem a tecnologia liberada serão Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo.

Brasília é a primeira cidade a receber sinal 5G no país

Automação de processos como diferencial nas empresas

O tempo é nosso maior e mais valioso ativo. Isso é um fato!

Automação de processos como diferencial nas empresas