Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Bolsonaro pede confiança em quem não votou nele

Bolsonaro pede confiança em quem não votou nele

11/12/2018 Jean-Philip Struck (DW)

Em discurso, futuro mandatário exalta redes sociais, afirma que "poder popular não precisa mais de intermediação" e agradeceu os votos recebidos.

Bolsonaro pede confiança em quem não votou nele

O presidente eleito Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, receberam em cerimônia na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, seus respectivos diplomas eleitorais, documentos que os habilitam a tomar posse.

Após receber o diploma das mãos da presidente do TSE, a ministra Rosa Weber, Bolsonaro exaltou o papel da internet no pleito de outubro. "Vivenciamos um novo tempo. As eleições de outubro revelaram uma realidade distinta das práticas do passado. O poder popular não precisa mais de intermediação", afirmou.

"As novas tecnologias permitiram uma nova relação entre os eleitores e seus representantes", disse o presidente eleito, que, sem contar com grandes recursos e um partido forte, focou sua campanha nas redes sociais.

Em discurso que durou cerca de dez minutos, Bolsonaro deixou de lado sua postura crítica ao processo eleitoral e à segurança das urnas eletrônicas e fez elogios ao TSE, apontando que os brasileiros escolheram seus novos governantes em eleições "livres e justas". "Somos um exemplo de que a transformação pelo voto popular é possível", afirmou.

O presidente eleito afirmou ainda que o Brasil precisa de uma "ruptura" com "práticas que historicamente retardaram" o progresso do país.

"Não mais a corrupção, não mais a violência, não mais as mentiras, não mais manipulação ideológica, não mais submissão do nosso destino a interesses alheio, não mais mediocridade complacente em detrimento do nosso desenvolvimento", afirmou.

"Tenho plena consciência dos desafios que se colocam diante de nós. Trabalharei com afinco para que, daqui a quatro anos, possamos olhar com orgulho para o caminho trilhado", disse.

Ele também agradeceu os mais de 57 milhões de votos recebidos no segundo turno e pediu a "confiança" dos eleitores que não votaram nele. "Agradeço aos mais de 57 milhões de brasileiros que me honraram com o seu voto. Aos que não me apoiaram, peço a confiança para construirmos juntos um futuro melhor para o nosso país", disse.

"A partir de 1º de janeiro serei o presidente de todos, dos 210 milhões de brasileiros. Governarei em benefício de todos sem distinção de origem social, raça, sexo, cor, idade, ou religião", afirmou. "Vamos resgatar o orgulho de ser brasileiro. O Brasil deve estar acima de tudo."

Bolsonaro foi eleito presidente no segundo turno da eleição presidencial, em 28 de outubro. Ele conquistou 55,13% dos votos e derrotou o petista Fernando Haddad (PT), que obteve 44,87% dos votos.

O primeiro diploma eleitoral foi expedido pelo TSE em 1946. O documento foi confeccionado para Eurico Gaspar Dutra, eleito presidente da República no ano anterior.

A sessão solene de diplomação deve ocorrer até o dia 19 de dezembro do ano da eleição, após a análise das prestações de contas dos candidatos eleitos. Na semana passada, Bolsonaro teve suas contas de campanha aprovadas pelo TSE, porém com "ressalvas”.

Conforme a prestação de contas, a campanha arrecadou R$ 4,3 milhões e gastou R$ 2,8 milhões. 



Povos indígenas brasileiros assinam manifesto antigenocídio

Documento ressalta o reconhecimento dos direitos indígenas nos artigos 231 e 232 da Constituição Federal de 1988.

Povos indígenas brasileiros assinam manifesto antigenocídio

Bilionários do mundo têm mais riqueza do que 4,6 bilhões de pessoas

Dado consta de relatório da organização não governamental Oxfam.

Bilionários do mundo têm mais riqueza do que 4,6 bilhões de pessoas

População da China aumenta para 1,4 bilhão de habitantes

Número é divulgado pelo Departamento Nacional de Estatísticas.

População da China aumenta para 1,4 bilhão de habitantes

Carnaval ascende alerta para o uso do preservativo

O mau hábito de não usar camisinha durante a relação sexual é a principal causa do contágio do HPV.

Carnaval ascende alerta para o uso do preservativo

Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019

Destaque foi no comércio de milho, carnes e algodão.

Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019

Valor da cesta básica subiu em 16 das 17 capitais pesquisadas em 2019

Preço da cesta básica caiu apenas em Aracaju, diz Dieese

Valor da cesta básica subiu em 16 das 17 capitais pesquisadas em 2019

Por que o futebol brasileiro anda tão atrasado?

O dinheiro tem sido tão importante quanto a qualidade do futebol.

Por que o futebol brasileiro anda tão atrasado?

Despesas de início de ano ‘apertam’ brasileiros

Em cada dez brasileiros, apenas um tem renda suficiente para pagar despesas de início de ano, mostra pesquisa CNDL/SPC Brasil.

Despesas de início de ano ‘apertam’ brasileiros

Museu do Futebol oferece entrada gratuita para doador de chuteiras

Promoção no Museu do Futebol, em São Paulo vai até o dia 25 deste mês.

Museu do Futebol oferece entrada gratuita para doador de chuteiras

Brasil terá 9 feriados nacionais em dias de semana

Setor de Turismo comemora o número de feriados no ano.

Brasil terá 9 feriados nacionais em dias de semana

Ano bissexto em 2020 é o 504º ano com 366 dias da Era Cristã

Independentemente de ser um ano bom ou ruim, 2020 vai demorar mais a passar.

Ano bissexto em 2020 é o 504º ano com 366 dias da Era Cristã

Troca de presentes não é obrigatória por lei

Embora a prática seja comum, não há legislação que garanta a substituição ou devolução de produtos em bom estado de funcionamento, apenas em casos de defeito.

Troca de presentes não é obrigatória por lei