Portal O Debate
Grupo WhatsApp

TJMG e instituições de ensino se unem para reduzir litígios

TJMG e instituições de ensino se unem para reduzir litígios

02/03/2021 Divulgação

Universitários vão realizar projetos para promover pacificação de conflitos.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) celebrou nesta segunda-feira (1/3) acordo de cooperação técnica com o Centro Universitário Una e o Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH) para a elaboração, em conjunto, de pesquisas e projetos de políticas públicas voltadas para a prevenção ou desjudicialização de litígios.

O acordo busca dar efetividade a algumas das Metas Nacionais do Poder Judiciário, definidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), especialmente àquela que tem relação direta com a presente parceria, a Meta 9: “realizar ações de prevenção ou desjudicialização de litígios voltadas aos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), da Agenda 2030”.

O presidente do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes, destacou a importância da parceria, que irá aprofundar metodologias de aprendizagem voltadas para solucionar conflitos.

“Muitas faculdades ensinam os universitários a litigar, a buscar o confronto entre as partes. É fundamental que os novos profissionais que ingressarem no mercado de trabalho passem a atuar também como mediadores de litígios.”

“O acordo tem finalidade acadêmica e busca proporcionar aos alunos conhecimento prático e experiência com a realidade do mercado de trabalho por meio de atividades relacionadas às formações. Trata-se de um complemento ao conhecimento teórico adquirido na universidade, além de contribuir para o cumprimento da Meta 9 do CNJ”, destacou o presidente Gilson Soares Lemes.

O Centro Universitário Una e Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH), mantidos pelo Grupo Ânima, possuem unidades na capital mineira, em Betim, Contagem, Pouso Alegre, Divinópolis e Bom Despacho.

O reitor do Grupo Ânima, Rafael Ciccarini, reafirmou a necessidade de os universitários confrontarem o conhecimento teórico com a prática. “Daí a importância da aproximação da academia com a sociedade, via Poder Judiciário”, disse.

Projetos

As pesquisas podem se desdobrar em trabalhos de conclusão de curso, artigos científicos para publicação em revistas e periódicos, livros, projetos de pesquisa.

Possibilitam ainda a experiência dos discentes no ambiente profissional do TJMG através do currículo das disciplinas.

Acompanharam a solenidade o 1º vice-presidente do TJMG, desembargador José Flávio de Almeida; o 2º vice-presidente do TJMG, desembargador Tiago Pinto; o desembargador Ramon Tácio; o juiz auxiliar da 3ª Vice-Presidência, José Ricardo Véras; a assessora especial do TJMG Tatiana Camarão; o reitor do Grupo Ânima, Rafael Ciccarini; o diretor jurídico do Grupo Ânima, João Batista Pacheco; a coordenadora de Ciências Jurídicas e vice-presidente acadêmica, Alessandra Mara de Freitas Silva; o diretor da Unidade Aimorés do Centro Universitário UNA, Vinícius Vieira Costa; a diretora das unidades Betim, Barreiro e Contagem, Tatiane Franco Puiate; o diretor do UniBH, Eduardo Oliveira França; e o advogado Thales Catta Preta.

Para adquirir LIVROS clique aqui…

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom



Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Especialista em marketing digital jurídico indica o que e como fazer para advogados se destacarem no universo online e atrair potenciais clientes.

Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

MEIs e PMEs podem economizar cerca de R$ 2.000 em serviços e produtos bancários por ano.

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

Advogados abordarão o impacto de conflitos éticos e estatais na relação entre países

Começa no dia 13 de abril, a partir das 9h30, o “Fórum Mundial de Litígio”.


Inversões da Justiça e as 15 milhões de vítimas de fraudes financeiras no Brasil

De grande repercussão na mídia nacional e até internacional, o caso da GAS Consultoria chama atenção pelos valores envolvidos, que ultrapassam bilhões de reais e deixam milhares de pessoas na incerteza sobre o paradeiro das suas economias.


Compras efetuadas com cartão furtado geram indenização a cliente

O Brasil é o país campeão em vazamento de cartões. Considerando todos os outros países, a população brasileira é a maior vítima, totalizando 45,4% dos casos do mundo todo.


O Rompimento do Noivado e suas consequências: uma breve análise

Intimamente ligado à noção de família, o instituto do casamento é universal e elemento comum em praticamente todos os ordenamentos jurídicos mundiais modernos.


Banco é condenado a indenizar cliente

O banco Itaú Unibanco foi condenado a indenizar uma cliente em R$ 10 mil, a título de danos morais, por não assegurar proteção e segurança para sua conta bancária.


Casal que foi desalojado de hotel deve ser indenizado

Justiça condena agência online por prejudicar viagem.


O último sobrenome deve sempre ser o do pai?

Na hora de registrar o nascimento dos filhos, é muito comum surgirem algumas dúvidas nos pais.


Proteção de dados pessoais torna direito fundamental após emenda

Desde que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro de 2018, as empresas passaram a ter a obrigação de garantir a segurança dos dados aos quais possuem acesso.