Portal O Debate
Grupo WhatsApp

As múltiplas formas de aprendizagem e os ajustes para se extrair o melhor delas

As múltiplas formas de aprendizagem e os ajustes para se extrair o melhor delas

02/02/2022 Leonardo Libman

Os temas propostos precisam ser abordados em sua total amplitude.

As múltiplas formas de aprendizagem e os ajustes para se extrair o melhor delas

Com o avanço da tecnologia, muitas áreas estão se modificando e sendo impactadas positivamente, incluindo, e quem sabe até de uma forma mais pertinente, a educação, cada vez mais distante da tradicional imagem do professor, escrevendo na lousa, acompanhado presencialmente por um grupo de alunos, focados nele.

Temos novos modos de aprender oferecidos pelos avanços tecnológicos - físico, interpessoal, linguística, musical e visual - que nos presenteiam com um aprendizado mais aguçado e, naturalmente, prazeroso. Mais do que nunca, o ensino está descentralizado da imagem do professor. Não que ele tenha perdido espaço ou a importância, de modo algum, pois em todo modo de aprendizado, sempre será necessária a presença de alguém que ensine, ou seja, o educador.

Aqui é preciso fazer uma ressalva. Notadamente a educação à distância, proporcionada por esse novo cenário, tem muitos benefícios, mas não pode ser a única opção, pois muitos simplesmente não têm acesso a internet com qualidade. Como a educação é um direito de todos, é importante garantir o acesso presencial a todos para assegurar a qualidade do ensino e o acompanhamento assertivo de alunos com dificuldades.

Voltando à questão central, é importante que o novo profissional da educação seja mais flexível, que não apenas conheça a tecnologia, mas que também seja capaz de transformar o espaço escolar, modificando e inovando o processo de ensino e aprendizagem. Desta forma, será possível dividir a atenção dos alunos com novas experiências práticas e também em conteúdos multimídias. Além disso, é importante abordar os temas em sua total amplitude, sabendo abrir as salas de aula cada vez mais para pesquisas, reflexões, debates e novos pontos de vista, trabalhando o humanismo, o senso crítico, o protagonismo dos alunos e a reflexão individual e coletiva sobre os temas abordados.

Os temas propostos precisam ser abordados em sua total amplitude. Com sugestão de mais pesquisas, reflexões, debates e novos pontos de vista, trabalhando o humanismo, o senso crítico, o protagonismo dos alunos e a reflexão individual e coletiva sobre os temas abordados, pensando aqui no cidadão e no profissional do futuro.

Falando especificamente sobre o lado profissional, há um outro ponto importante, e que deve ganhar mais atenção. Sabendo da existência de muitas profissões, afinal no mundo online o campo de pesquisa é muito maior, é necessário ser cada vez mais claro sobre o que cada uma exige e oferece.

O que há em cada carreira, não deve ser passado adiante apenas pela descrição das atividades, mas, também e, principalmente, pela vivência nelas. Que tal começarmos a apresentar aos jovens a real conexão entre uma profissão específica e qual a competência geral da educação elaborada pela BNCC que mais se adapta. Desta forma, o aluno consegue explorar e potencializar melhor a construção do seu itinerário formativo em busca de uma decisão mais assertiva ao final do novo ensino médio. Eis aí, algo que precisa ser trabalhado, para que ao se deparar com uma área, o jovem, ou aquele que pretenda ingressar nela, tenha, de algum modo, a possibilidade de degustar o dia a dia daquela profissão, que possa conhecer um pouco mais suas dores e alegrias. Hoje esse direcionamento é feito por testes vocacionais, que têm o seu valor, pois indicam a aptidão natural de cada um, mas é preciso mais, é preciso conhecer, de alguma forma, a rotina de cada profissão antes fazer uma escolha que, a princípio, é para a vida.

* Leonardo Libman, sócio-fundador e CEO da Seren, edtech brasileira desenvolvedora da metodologia de ensino baseado na experimentação vocacional, fala sobre as múltiplas formas do aprender.

Para mais informações sobre a Eletrobras clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Seven PR



Volta às aulas: como evitar o estresse e a ansiedade?

Milhares de crianças e adolescentes estão de volta às salas de aula.

Autor: Divulgação

Volta às aulas: como evitar o estresse e a ansiedade?

Educação para autistas: se não agora, quando?

Nos últimos 10 anos muitas foram as conquistas alcançadas pelas pessoas com autismo, fruto de suas lutas e de suas famílias.

Autor: Lucelmo Lacerda e Flávia Marçal

Educação para autistas: se não agora, quando?

Readaptação das crianças ao ambiente escolar na volta às aulas

O início do ano letivo se aproxima e com ele muitas expectativas, o período de volta às aulas é um momento de novos desafios e oportunidades.

Autor: Divulgação

Readaptação das crianças ao ambiente escolar na volta às aulas

O direito de estudar também vale para pessoas com autismo

Pautado na perspectiva de um direito humano e fartamente fundamentado nas legislações, o parecer orientador fura a bolha da invisibilidade.

Autor: Lucelmo Lacerda

O direito de estudar também vale para pessoas com autismo

Precisamos ajudar os jovens na conquista de uma autonomia saudável

Criar autonomia não significa agir sem orientação, e é nesse contexto que destaco a importância de auxiliar os jovens em suas escolhas.

Autor: Rafaelle Benevides

Precisamos ajudar os jovens na conquista de uma autonomia saudável

Inovação na educação: o impacto transformador das telas interativas

As telas interativas têm emergido como catalisadoras de mudanças significativas no cenário educacional.

Autor: Severino Sanches

Inovação na educação: o impacto transformador das telas interativas

Revolução educacional e estudantes com autismo: o impacto do CNE

A cada 36 crianças, uma é diagnosticada com autismo. E a garantia do direito à educação desses estudantes se apresenta como tema de interesse público nacional.

Autor: Lucelmo Lacerda e Flávia Marçal

Revolução educacional e estudantes com autismo: o impacto do CNE

Caneta, régua, borracha e apontador são os materiais escolares mais tributados

Pesquisa realizada pela Sovos aponta que tributos incidentes sobre os principais itens escolares podem chegar a 50% do preço final repassado ao consumidor.

Autor: Divulgação

Caneta, régua, borracha e apontador são os materiais escolares mais tributados

Adaptação da criança na escola é momento crítico para pais e educadores

Especialistas dão dicas de como lidar com esse momento de choradeira e inseguranças.

Autor: Divulgação

Adaptação da criança na escola é momento crítico para pais e educadores

Estudantes brasileiros rejeitam FIES como forma de financiamento

30% dos entrevistados não aceitariam de forma alguma o financiamento ou preferem outras formas de pagamento, mesmo se houvesse vaga disponível.

Autor: Divulgação

Estudantes brasileiros rejeitam FIES como forma de financiamento

Estratégias para poupar na compra de material escolar

Dicas sobre como se organizar para que o retorno às aulas não cause um grande impacto financeiro.

Autor: Divulgação

Estratégias para poupar na compra de material escolar

Ortopedista se surpreende com o peso das mochilas na porta das escolas e faz alerta

Mês de janeiro e as crianças e adolescentes começam a preparar a lista de material que vai acompanhá-los ao longo do ano escolar.

Autor: Dr. Maurício Martelletto

Ortopedista se surpreende com o peso das mochilas na porta das escolas e faz alerta