Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Volta às aulas: como evitar o estresse e a ansiedade?

Volta às aulas: como evitar o estresse e a ansiedade?

22/02/2024 Divulgação

Milhares de crianças e adolescentes estão de volta às salas de aula.

Volta às aulas: como evitar o estresse e a ansiedade?

Apesar de muitos aguardarem as novidades e o reencontro com amigos, como fica a saúde mental dos estudantes com o início das atividades escolares?

Alguma apreensão como o início ou a retomada das atividades é natural, pois os estudantes começam a pensar nas entregas de trabalhos, provas, tirar notas altas e escolher o que fazer no futuro. Por isso, esse período de volta às aulas é conhecido por gerar empolgação, mas também estresse e ansiedade em parte dos alunos.

Camila Fardin Grasseli, docente do curso de Psicologia da Una, aponta alguns fatores estressantes que podem comprometer a saúde mental dos estudantes e promover um esgotamento emocional.

- Pressão por bons resultados: alguns alunos enfrentam expectativas acadêmicas muito altas. Desde muito cedo, os professores, a escola e, às vezes, os pais, já têm um discurso subentendido sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Essa pressão acadêmica gera muito estresse para o estudante e para a família.

- Competição acadêmica: estimular a competição acadêmica não é uma boa ideia quando o assunto é saúde mental dos estudantes. Se uma família ou uma escola fala muito sobre o Enem, ela está gerando um ambiente de competição acadêmica. Entre alunos que estão no 1º ou 2º ano do Ensino Médio ou até mesmo no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental, essa competição não deve ser estimulada, porque faz com que o adolescente sinta um grande estresse, que pode provocar depressão, angústia e sentimento de fracasso na escola. Exigir do estudante mais do que ele é capaz de suportar pode levar à frustração, ao desinteresse, ao desestímulo e à desmotivação em relação ao aprendizado.

- Preocupação com o futuro: ainda muito cedo, aos 12 ou 13 anos, alguns estudantes começam a se preocupar com o futuro. Acreditam que já deviam estar escolhendo a sua profissão e isso gera pressão e desgaste emocional.

- Bullying: algumas crianças e jovens sofrem bullying na escola e isso pode provocar não apenas que o estudante tenha um desempenho ruim ou repita o ano, mas também o desinteresse, o desestímulo e a desmotivação em relação ao aprendizado na escola e até mesmo a evasão.

Apoio nos estudos

Camila ressalta que é essencial que as crianças e adolescentes obtenham ajuda em como estudar. “Estudar não é uma coisa inata. É preciso ter contato com formas diferentes de estudo, para que cada aluno estude e aprenda da melhor forma possível. No começo, o aluno não sabe qual é o seu estilo de aprendizagem. Por isso, a escola ou os pais precisam ensinar formas diferentes de aprender para que o estudante possa experimentar e ver qual que combina mais com o jeito dele”, esclarece.

A especialista evidencia outras ações que atuam como apoio aos estudantes. “Além dessa questão de como aprender e de como ter organização e planejamento para os estudos, é importante ainda saber técnicas de relaxamento, porque às vezes os estudantes ficam ansiosos devido ao volume de dever de casa”.

A docente destaca ainda a relevância da atividade física para manter a saúde mental das crianças e adolescentes em idade escolar. “A atividade física é sempre bem-vinda, porque é um momento de relaxamento. Por mais extenuante que possa ser, a atividade física descansa o cérebro da rotina de estudos”. Camila salienta ainda a boa alimentação e ter uma rede de apoio – os familiares, os colegas e a própria escola – para garantir o conforto emocional. 

Para mais informações sobre estresse e a ansiedade clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Rede Comunicação



Estudantes cativados, estudantes motivados

Contar com a participação da família nesse processo é fundamental para que a criança seja estimulada e reconhecida.

Autor: Cleonara Schultz Diemeier

Estudantes cativados, estudantes motivados

Quem faz pós graduação EaD pode estagiar?

A escolha pelo modelo híbrido de educação ganha força e esses alunos também podem pleitear as vagas.

Autor: Carlos Henrique Mencaci

Quem faz pós graduação EaD pode estagiar?

Livro ensina às crianças as verdadeiras cores da amizade

Obra infantil combina narrativa poderosa com ilustrações que ganham vida ao longo das páginas para incentivar a tolerância desde cedo.

Autor: Divulgação


A maldição da aula divertida

Nem tudo o que precisamos aprender para compreender o mundo é divertido ou pode ser aprendido em meio a jogos lúdicos ou brincadeiras dinâmicas.

Autor: Daniel Medeiros

A maldição da aula divertida

Era uma vez em uma escola na Suécia

O governo sueco resolveu dar uma guinada nas suas orientações escolares e agora estimula fortemente o uso de livros em vez de laptops.

Autor: Daniel Medeiros

Era uma vez em uma escola na Suécia

Pais de autistas pedem que ministro o Parecer do Autismo

Associações de pais de autistas de todo o Brasil estão empenhadas em ampliar os direitos educacionais dos filhos.

Autor: Divulgação

Pais de autistas pedem que ministro o Parecer do Autismo

Educação e cidadania: pilares para futuro sustentável

Investir nas pessoas no tempo presente é um princípio básico e pode ser uma das maneiras mais efetivas de garantir um futuro mais sustentável.

Autor: Antoninho Caron

Educação e cidadania: pilares para futuro sustentável

10 motivos para falar de IA com crianças e adolescentes

Para os especialistas, a ferramenta já é considerada uma nova forma de alfabetização.

Autor: Divulgação

10 motivos para falar de IA com crianças e adolescentes

Participação e inclusão escolar: como fazer?

O princípio da gestão democrática da educação, previsto no artigo 206 da Constituição de 88, é também uma luta histórica dos movimentos a favor dos direitos das pessoas com deficiência. 

Autor: Lucelmo Lacerda e Flávia Marçal

Participação e inclusão escolar: como fazer?

Desvendando a defasagem na aprendizagem

Pesquisa compara ritmo acadêmico pré e pós-pandemia, mostrando caminhos para solucionar essa defasagem e promover sucesso educacional aos alunos.

Autor: Divulgação

Desvendando a defasagem na aprendizagem

Como as competições podem melhorar o desempenho dos alunos

O Brasil é um dos países que menos investe em educação básica no mundo, segundo a OCDE.

Autor: Divulgação

Como as competições podem melhorar o desempenho dos alunos

Educação para autistas: se não agora, quando?

Nos últimos 10 anos muitas foram as conquistas alcançadas pelas pessoas com autismo, fruto de suas lutas e de suas famílias.

Autor: Lucelmo Lacerda e Flávia Marçal

Educação para autistas: se não agora, quando?