Portal O Debate
Grupo WhatsApp

5 dicas para impulsionar lideranças femininas no ambiente corporativo

5 dicas para impulsionar lideranças femininas no ambiente corporativo

22/08/2023 Carolina Gilberti

As empresas precisam pensar em medidas que gerem mudanças reais para esse cenário.

5 dicas para impulsionar lideranças femininas no ambiente corporativo

Mesmo representando a maioria da força de trabalho no Brasil, mais de 60%, de acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres ainda estão em desvantagem em cargos de liderança. 

Segundo o relatório Women in Business 2022, da Grant Thornton, apenas 38% dos cargos de liderança no país são ocupados por mulheres.

As empresas precisam pensar em medidas que gerem mudanças reais para esse cenário, como a criação de redes de apoio, mentoria e desenvolvimento para as trabalhadoras, garantir equidade salarial e comitês de defesa às mulheres e políticas de diversidade. Veja cinco dicas que podem ajudar na criação e manutenção de lideranças femininas dentro das organizações.

1 - Entender o contexto de vida das trabalhadoras e criar políticas de inclusão, sobretudo para as mães e cuidadoras, transferindo a responsabilidade infantil da maternidade para a parentalidade

Muitas das mulheres no mercado de trabalho têm filhos ou cuidam de crianças e familiares. É preciso que a empresa se preocupe com a qualidade de vida da trabalhadora. A empresa auxilia a mulher quando oferece creches e locais adequados de recreação para o filho dela, e também possibilitando que elas tenham uma carga horária de trabalho flexível, com regime híbrido ou remoto.

Outro ponto crucial é transferir a pauta da maternidade para a parentalidade. A criança não é responsabilidade exclusiva da mulher, ela é parte de um todo que consiste em uma estrutura que deve ser mantida por várias esferas, desde a familiar até pública e privada.

2 - Incentivar programas de mentoria criados por mulheres e voltados para mulheres

Dentro do universo feminino de liderança no Brasil existe um fenômeno interessante que as empresas devem apoiar, é de ‘uma sobe e puxa outra’. Executivas que atingiram o auge de suas carreiras trazem outras mulheres. Gerar valor e abrir espaço para esse tipo de movimento é um primeiro passo que a corporação pode dar para que mais mulheres alcancem cargos de liderança. Um exemplo de iniciativa inspiradora é da startup, AngelUs Network, empresa parte do portfólio da Mubius WomenTech Ventures, que tem o propósito de aumentar a representatividade feminina na liderança das empresas.  A jornada pode ser percorrida de forma independente e empreendedora ou mesmo financiada por empresas que investem em suas colaboradoras por meio de um programa customizado.

3 - Estar aberta à diversidade verdadeiramente

Não adianta abraçar as pautas femininas apenas no mês de março. Quando as empresas se mostram abertas e conectadas a essas pautas, cria-se um caminho de diálogo e de escuta que gera uma série de soluções. O relatório Women in Business and Management: The Business Case for Change, em tradução livre, ‘Mulheres nos negócios e na gerência: por que mudar é importante para os negócios’, divulgado recentemente pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), órgão pertencente à ONU, concluiu que empresas que investem em políticas de igualdade de gênero e diversidade apresentam melhores resultados. Em relação à rentabilidade, a maioria das empresas que adotaram a diversidade relatou crescimento de 10% a 15% em sua receita.

4 - Criar políticas de fomento à educação e qualificação das mulheres

Para chegar aos cargos de liderança é necessário investir em educação, ter curso superior, pós-graduação e dominar mais de um idioma. As empresas podem criar incentivo para que as colaboradoras possam continuar os estudos, oferecendo bolsas de estudo em universidades, além de descontos em livros, cursos de reciclagem profissional e de idiomas. Em contrapartida, o setor de recursos humanos deve acompanhar o desenvolvimento das futuras líderes, realizando reuniões e divulgando os programas de benefícios para incentivar outras mulheres.

5 - Identificar e coibir preconceito e estereótipos de gênero no dia a dia

O mais indicado é que as empresas invistam em projetos de reeducação dos colaboradores, com enfoque, principalmente, nos homens. Manter canais de comunicação abertos para trocas de experiência e boas práticas ou até mesmo para denúncias. Além de tudo, depois da apuração, é fundamental que a punição mais adequada seja aplicada ao funcionário que infringir regras, o que pode ser desde a demissão até instauração de inquérito judicial.

* Carolina Gilberti, é CEO da Mubius WomenTech Ventures, a primeira WomenTech do Brasil.  

Para mais informações sobre liderança clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: NB Press Comunicação



Toda mãe merece (e precisa) conciliar maternidade com bem-estar

A dedicação aos filhos é importante, mas ela precisa ser acompanhada de hábitos que auxiliem uma mãe a permanecer emocionalmente saudável.

Autor: Celso di Lascio

Toda mãe merece (e precisa) conciliar maternidade com bem-estar

Livro aborda os desafios para as mulheres na área de tecnologia

A promoção da diversidade e da inclusão ainda é um grande desafio na área de tecnologia.

Autor: Divulgação

Livro aborda os desafios para as mulheres na área de tecnologia

MRV promove qualificação para mulheres atuarem na construção civil

A iniciativa faz parte do projeto ‘Elas Transformam a Construção’ e conta com o apoio do Alicerce Educação e do Instituto da Quebrada.

Autor: Divulgação


O dom da maternidade

Maternidade é uma palavra doce que exala o perfume do amor, mas que também traz impregnado nessa doce missão outros atributos como entrega, doação e santidade.

Autor: Rogéria Moreira

O dom da maternidade

Fabet abre inscrições para curso de formação de motoristas mulheres no transporte de cargas

A Fabet São Paulo está com inscrições abertas para a próxima turma de Formação de Mulheres para o Transporte de Cargas.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

Fabet abre inscrições para curso de formação de motoristas mulheres no transporte de cargas

Só podia ser mulher…

Levanta a mão a mulher que nunca ouviu essa frase. Bem, não aconselho esperar muito para ver essa tal mão surgir estendida, muito menos se você estiver de pé.

Autor: Jéssica Chagas Lydes

Só podia ser mulher…

Seja mais otimista

Você sabia que ser otimista pode influenciar positivamente no seu desempenho? Algumas pesquisas já comprovaram isso.

Autor: Juliana Brito

Seja mais otimista

Silicone atrapalha a amamentação?

Médico tira dúvidas que podem surgir ao realizar uma mamoplastia de aumento.

Autor: Divulgação

Silicone atrapalha a amamentação?

A Justiça Restaurativa em defesa das mulheres

O Brasil ainda está muito longe de ser um exemplo de sociedade que respeita e protege suas mulheres.

Autor: Jéssica Gonçalves

A Justiça Restaurativa em defesa das mulheres

A luta feminina também é contra o câncer de colo de útero

As mulheres devem ter em mente é que a prevenção precisa ser tratada com prioridade.

Autor: Celso di Lascio

A luta feminina também é contra o câncer de colo de útero

A intuição feminina

A intuição pode ser, por vezes, confundida com o que algumas pessoas costumam chamar de “sexto sentido”, porém a intuição é muito mais profunda e palpável.

Autor: Camila Carvalho Duarte


Elas no comando: a potência da gestão feminina para os resultados corporativos

À medida que celebramos o Dia Internacional da Mulher, convido a todos a refletir sobre o papel fundamental das mulheres na liderança empresarial.

Autor: Ellen Gonçalves

Elas no comando: a potência da gestão feminina para os resultados corporativos