Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que as mulheres fazem que mais estragam seus relacionamentos

O que as mulheres fazem que mais estragam seus relacionamentos

24/08/2015 Rosana Braga

Homens e mulheres querem a mesma coisa: ser feliz no amor!

Mas, por razões que muitas vezes eles mesmos desconhecem ou não se dão conta, os fracassos nos relacionamentos têm sido bem maiores e mais frequentes do que ambos gostariam.

Para descobrir o que elas mesmas acreditam que estão fazendo de errado e do que seus parceiros reclamam, fizemos uma pesquisa. E o resultado foi revelador e muito interessante.

Conversamos com mulheres entre 25 e 50 anos. Dentre elas, 43% estão sozinhas; 24% estão solteiras, mas ficando ou saindo com alguém; 18% estão comprometidas, mas não casadas; e 15% delas estão casadas.

Quando questionamos quais características, na opinião delas, mais atrapalham o sucesso de seus relacionamentos, 48,35% disseram que é pelo fato de que se dão e fazem demais pelo outro e não são reconhecidas ou retribuídas. Já 32,97% delas acreditam que o que mais estraga seus encontros é o fato de serem desconfiadas demais.

O mesmo percentual já apontou a baixa autoestima como o principal motivo pelo qual seus romances não são satisfatórios ou não vão pra frente.

Das restantes, 26,37% pensam que é pelo fato de serem impulsivas demais que tudo desanda; 16,48% apontam o seu ciúme como o vilão do amor e, por fim, 14,29% se consideram orgulhosas demais.

Quando a pergunta foi quais principais erros elas cometiam que terminavam comprometendo o relacionamento, 44,71% disseram que cobram demais a atenção de seus parceiros; 35,29% afirmam que o principal erro é não acreditar no que eles dizem; 32,94% assumiram que ficam bravas muito facilmente, enquanto que 27,06% queriam que o parceiro mudasse e fosse diferente do que tem sido e, segundo elas, isso seria um erro grave.

Mudamos o ângulo da questão e perguntamos para elas do que mais seus parceiros reclamavam. De certa forma, os resultados apontam para as mesmas percepções, uma vez que 23,47% disseram que eles reclamam porque elas são desconfiadas demais; 20,41% já ouviram que querem discutir demais a relação; 12,24% foram acusadas de serem carentes demais, enquanto 9,18% são definidas como muito mal humoradas.

A pesquisa aponta para uma preocupante falta de autoconhecimento e, principalmente, baixa autoestima. Fazer demais pelo outro, cobrar muita atenção, desconfiar do parceiro e não acreditar no que ele diz mostram o quanto as relações estão carentes de uma comunicação direta e que mostre os sentimentos e os valores de cada um.

Enquanto essas mulheres não conseguirem olhar para si mesmas, assumirem seus medos e reconhecerem suas crenças equivocadas sobre os homens e sobre as relações, dificilmente vão conseguir experimentar encontros criativos e que gerem prazer e felicidade.

* Rosana Braga é consultora de relacionamento do ParPerfeito, psicóloga, palestrante, jornalista e escritora.



A vida vivida (de verdade) é fora do story

Pedagoga reúne vivências em sala de aula para compor romance juvenil sobre uso excessivo de redes sociais, valorização da aparência e equilíbrio entre saúde física e mental.

Autor: Divulgação


Como doar leite materno?

Médico explica a importância do aleitamento materno e o passo a passo para fazer a coleta e armazenamento corretos.

Autor: Divulgação

Como doar leite materno?

Toda mãe merece (e precisa) conciliar maternidade com bem-estar

A dedicação aos filhos é importante, mas ela precisa ser acompanhada de hábitos que auxiliem uma mãe a permanecer emocionalmente saudável.

Autor: Celso di Lascio

Toda mãe merece (e precisa) conciliar maternidade com bem-estar

Livro aborda os desafios para as mulheres na área de tecnologia

A promoção da diversidade e da inclusão ainda é um grande desafio na área de tecnologia.

Autor: Divulgação

Livro aborda os desafios para as mulheres na área de tecnologia

MRV promove qualificação para mulheres atuarem na construção civil

A iniciativa faz parte do projeto ‘Elas Transformam a Construção’ e conta com o apoio do Alicerce Educação e do Instituto da Quebrada.

Autor: Divulgação


O dom da maternidade

Maternidade é uma palavra doce que exala o perfume do amor, mas que também traz impregnado nessa doce missão outros atributos como entrega, doação e santidade.

Autor: Rogéria Moreira

O dom da maternidade

Fabet abre inscrições para curso de formação de motoristas mulheres no transporte de cargas

A Fabet São Paulo está com inscrições abertas para a próxima turma de Formação de Mulheres para o Transporte de Cargas.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

Fabet abre inscrições para curso de formação de motoristas mulheres no transporte de cargas

Só podia ser mulher…

Levanta a mão a mulher que nunca ouviu essa frase. Bem, não aconselho esperar muito para ver essa tal mão surgir estendida, muito menos se você estiver de pé.

Autor: Jéssica Chagas Lydes

Só podia ser mulher…

Seja mais otimista

Você sabia que ser otimista pode influenciar positivamente no seu desempenho? Algumas pesquisas já comprovaram isso.

Autor: Juliana Brito

Seja mais otimista

Silicone atrapalha a amamentação?

Médico tira dúvidas que podem surgir ao realizar uma mamoplastia de aumento.

Autor: Divulgação

Silicone atrapalha a amamentação?

A Justiça Restaurativa em defesa das mulheres

O Brasil ainda está muito longe de ser um exemplo de sociedade que respeita e protege suas mulheres.

Autor: Jéssica Gonçalves

A Justiça Restaurativa em defesa das mulheres

A luta feminina também é contra o câncer de colo de útero

As mulheres devem ter em mente é que a prevenção precisa ser tratada com prioridade.

Autor: Celso di Lascio

A luta feminina também é contra o câncer de colo de útero