Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como é trabalhar em uma startup

Como é trabalhar em uma startup

14/11/2017 Herbert Marcondes

O termo "startup" é cada vez mais comum no mercado.

A palavra diz respeito a empresas que estão iniciando suas atividades, geralmente com ideias inovadoras ou reinventando algo que há muito já existe. São ideias que, quando entendemos, nos fazem questionar como ninguém havia pensado nisso antes.

São empresas jovens, que têm o empreendedorismo em seu DNA, fomentam um perfil flexível e apostam em profissionais de fácil adaptação. Tudo isso, no entanto, gera uma dúvida: como é trabalhar em uma startup?

O dia a dia de quem trabalha em uma empresa jovem, que nasceu para desbancar modelos tradicionais de negócio, pode ser considerado uma montanha russa. Em um dia tudo vai bem e, no outro, você enfrenta turbulências. Se você não lida bem com riscos, talvez você precise repensar.

Outra característica que deve ser considerada está presente em todo guia de sucesso: pró-atividade. Pessoas que não são pró-ativas tendem a ter dificuldade com uma estrutura de gestão horizontal, como em uma startup, onde muitas vezes você é seu próprio chefe.

Com isso, é correto afirmar que o profissional deve ter sede de conhecimento e possuir um perfil hands on. Em contrapartida, trabalhar em uma startup faz com que o profissional desenvolva múltiplas habilidades. Isso acontece porque a estrutura é muito flexível e geralmente o quadro é enxuto, o que pode te levar a aprender tarefas diferentes e tomar decisões que, em empresas tradicionais, não estariam em seu escopo.

Além disso, a equipe reduzida e o perfil colaborativo levam a uma proximidade diferenciada com os colegas de trabalho. Todos se ajudam e procuram trabalhar em sintonia, o que cria um grande sentimento de família. Isso junto, é claro, a um ambiente descontraído, com muitos jovens, onde todos podem ficar à vontade.

Afinal de contas, é bem melhor trabalhar de jeans do que de terno, não é mesmo? Se você busca um ambiente desafiador, flexível, onde pode encontrar estímulo diário para se superar e aprender muito, mas saindo da zona de conforto, você precisa de uma startup na sua carreira.

* Herbert Marcondes é Formado em Tecnologia em Marketing e com MBA em Gestão de Pessoas.



Viver não custa…

Meses depois de ter casado, na Igreja, fui viver para andar de prédio, que ficava nos subúrbios da minha cidade.


Insetos na dieta

Aproximadamente dois bilhões de pessoas em 130 países já comem insetos regularmente.


Habilidades socioemocionais podem ser aprendidas

Desde o início da infância, as pessoas aprendem um conjunto de comportamentos que são utilizados nas diferentes interações sociais.


Entenda porque amor é diferente de paixão

Você sabe diferenciar o amor da paixão?


A finalidade e controle das ONGs

O mais adequado não é combatê-las, mas manter sob controle as suas ações como forma de evitar desvio de finalidade, corrupção e outras distorções.


A reforma da máquina pública

A aprovação da reforma da Previdência, pela Câmara dos Deputados, é um avanço do governo.


Os desafios da maternidade e do mercado de trabalho

Ter filhos não é fator de impedimento para uma mulher trabalhar.


Todos querem ser ricos…

Mais vale pobreza, com paz e consciência limpa, que riqueza, sem sossego, alma escurecida, e pesados de remorsos.


A importância de empoderar nossas meninas

Fatores culturais de valorização do masculino, enraizados desde sempre na nossa sociedade, afetam a autoestima e a confiança feminina.


Advogados e Cursos jurídicos

Onze de Agosto é o Dia da Fundação dos Cursos de Direito e é também o Dia do Advogado.


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Ética de advogados e juízes

A advocacia e a magistratura têm códigos de ética diferentes.