Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Maio Roxo: você sabe o que são as doenças inflamatórias intestinais?

Maio Roxo: você sabe o que são as doenças inflamatórias intestinais?

25/05/2021 Lucas Vilela

Também podem ser impulsionadas por características genéticas e imunológicas de cada pessoa.

Maio Roxo: você sabe o que são as doenças inflamatórias intestinais?

No dia 19 de maio é celebrado o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal. Para dar destaque a esta data e enfatizar a sua importância, a Federação Europeia de Colite Ulcerativa e Crohn (EFCCA) criou o Maio Roxo. A campanha tem como objetivo disseminar informações sobre as doenças inflamatórias intestinais, como a Doença de Crohn e a Retocolite Ulcerativa, e conscientizar a população quanto a relevância do diagnóstico precoce destas enfermidades.

Comum em jovens com idades entre 20 e 40 anos, as DII atingem 13,25 brasileiros a cada 100 mil habitantes, sendo 53,83% dos casos estão relacionados a doença de Crohn e 46,16% a retocolite ulcerativa, segundo a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP). Ainda sem causas definidas, estas patologias podem estar conectadas ao consumo excessivo de alimentos industrializados e gordurosos. Também podem ser impulsionadas por características genéticas e imunológicas de cada pessoa.

As DII são enfermidades crônicas que provocam inflamações no trato digestório. A doença de Crohn, por exemplo, pode gerar lesões da boca ao ânus, acometendo de forma mais intensa os intestinos delgado e grosso. Ela se faz presente de maneira espaçada e alcança as camadas mais profundas dos órgãos e tecidos atingidos. Já retocolite ulcerativa estimula o surgimento de úlceras no intestino grosso e reto, afetando a camada superficial da parede intestinal. Os pacientes com essa condição costumam expor feridas mais contínuas e seguidas, não havendo áreas sem a doença entre as regiões inflamadas.

É importante estar atento aos sintomas que geralmente podem ser representados pela presença de sangue nas fezes, dor abdominal, diarreia, perda de peso e feridas na boca ou próximas ao ânus. Afetando também crianças, as DII podem fazer com que os seus portadores percebam os primeiros sinais das inflamações antes dos 18 anos. O diagnóstico precoce é fundamental, pois quanto mais cedo ele ocorrer, maiores serão as chances de controle e tratamento destas doenças.

A identificação destas doenças é baseada na análise do histórico clínico do paciente e avaliação dos resultados de hemogramas e exames de endoscopia e raio X. O tratamento vai variar conforme a gravidade e posição das lesões em cada pessoa. Hoje, os efeitos das DII podem ser amenizados por meio do uso de anti-inflamatórios, imunomoduladores, antibióticos e agentes biológicos.

A utilização de medicamentos biológicos no tratamento de casos moderados e graves vem se mostrando bastante eficaz, pois as substâncias empregadas ao longo da terapêutica mitigam os sintomas das inflamações de maneira rápida, além de manter a resposta por um maior período de tempo. Uma dieta balanceada também deve ser adotada, excluindo alimentos que causem alergias ou intolerâncias. Para casos críticos, as dietas elementares ou poliméricas podem ser ótimas opções, pois propiciam a absorção mais simples de alguns nutrientes. 

* Lucas Vilela, administrador e gestor comercial da operadora de planos de saúde You Saúde.

Para mais informações sobre Instestino clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Muito além do chip da beleza

Você, com certeza, nos últimos meses já ouviu falar do famoso “chip” da beleza.


Evolução da telessaúde

Maior segurança e respeito à autonomia de profissionais e pacientes.


Minas mobiliza população para receber proteção contra sarampo e gripe

Ações para estimular a vacinação ocorrem em todo o estado, pois coberturas contra o sarampo e a gripe continuam baixas.

Minas mobiliza população para receber proteção contra sarampo e gripe

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

É inaceitável que pessoas ainda morram de malária

Esta semana, de 25 a 29 de abril, marca a luta mundial contra a malária.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Nutricionista fala sobre o poder dos alimentos para a nossa saúde.

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Tireoide não é a culpada pelo ganho de peso

É muito comum algumas pessoas associarem o ganho de peso excessivo e inexplicado a um problema de tireoide, chamado de hipotireoidismo que nada mais é, a falta dos hormônios tireoidianos.