Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Mitos e verdades sobre a obesidade

Mitos e verdades sobre a obesidade

23/10/2023 Divulgação

Mesmo atingindo cerca de milhões de pessoas, a obesidade ainda é alvo de teorias pela falta de desinformação sobre a doença.

Mitos e verdades sobre a obesidade

A obesidade é, para o Ministério da Saúde, um problema de saúde pública devido ao número expressivo de pessoas afetadas pela doença. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em agosto de 2023, mostram que o Brasil tem cerca de 41 milhões de pessoas obesas. Somando o total de indivíduos acima do peso, o número chega a quase 96 milhões.

Apesar de ser uma doença comum entre os brasileiros, a obesidade ainda carrega uma série de teorias. Ao pesquisar sobre o assunto na internet, é possível encontrar muitas informações divergentes e até mesmo sem fundamento que levam à disseminação de mitos sobre a condição. 

Alguns chegam a dizer, inclusive, que a obesidade não oferece riscos à saúde e que não precisa de um tratamento especializado. No entanto, há relatos científicos que comprovam que ela pode favorecer o surgimento de outras doenças e que pode ser combatida com a inclusão de hábitos saudáveis e uso de medicamentos como Morosil.

Para evitar falsas teorias sobre o assunto, é importante manter-se informado. Diferentes órgãos de saúde e artigos científicos falam sobre obesidade no intuito de conscientizar a população. 

Obesidade pode gerar outras doenças 

Verdade. A obesidade é um fator de risco para outras enfermidades. De acordo com o Ministério da Saúde, a condição pode favorecer o surgimento de doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão e alguns tipos de câncer.

A Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD) aponta que o excesso de peso corporal é um fator de risco para diabetes tipo 2, mas nem todas as pessoas com essa doença estão com sobrepeso. Além disso, a ANAD indica que a obesidade também pode favorecer o surgimento de diabetes gestacional. 

Outro ponto destacado pelo Ministério da Saúde é que a enfermidade também pode ocasionar em problemas ligados à saúde mental.

A obesidade possui diferentes níveis 

Verdade. A obesidade é uma doença com vários níveis. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, uma das formas de identificar se uma pessoa está com essa condição é pelo Índice de Massa Corporal (IMC), um cálculo que analisa o peso em relação à altura de uma pessoa.

O resultado do IMC é utilizado para categorizar os níveis de obesidade. Alguém com peso normal apresenta esse índice entre 18 e 24,9 kg/m², com sobrepeso o número fica entre 25 e 29,9 kg/m².

A obesidade grau 1 é classificada com IMC entre 30 e 34,9 kg/m², a de grau 2 é de 25 a 39,9 kg/m² e a de grau 3, também chamada de obesidade mórbida, é com índice igual ou superior a 40 kg/m². 

Além do IMC, o médico também precisa avaliar o paciente com outros exames para confirmar a obesidade, já que o índice não distingue músculo de gordura. 

Dietas radicais são eficazes para a perda de peso 

Mito. Muitas pessoas buscam por soluções rápidas para perder peso, mas é importante entender que dietas radicais não são as mais indicadas para reverter o quadro de obesidade. 

Segundo o Ministério da Saúde, o método mais saudável para reduzir o excesso de gordura corporal é composto por alimentação saudável, prática regular de atividade física e inclusão de hábitos saudáveis no dia a dia. 

Além disso, em alguns casos, o médico pode indicar o uso de medicamentos para intensificar os resultados. As dietas restritivas podem, inclusive, gerar problemas à saúde, uma vez que diminuem a quantidade de alimentos responsáveis por nutrir o organismo. 

Pessoas com sobrepeso nunca são saudáveis 

Mito. Entre os mitos que cercam o assunto da obesidade, há a ideia de que as pessoas em sobrepeso não são saudáveis. Um estudo realizado pela Sociedade Europeia de Cardiologia comprovou que há pessoas metabolicamente saudáveis com essa condição. No entanto, essa não é uma regra. 

Essa relação acontece, pois existe o fator genético entre os qualificados como a doença. Nesses casos, a gordura visceral tende a ser menor, o que faz com que a pessoa tenha menos chances de desenvolver hipertensão, diabetes e dislipidemia (excesso de gordura no sangue).

Para mais informações sobre obesidade clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Experta Média



Saiba quais são as alergias e doenças respiratórias mais comuns no inverno

A incidência de doenças respiratórias aumenta no inverno devido às baixas temperaturas, ambientes úmidos e poluição.

Autor: Divulgação

Saiba quais são as alergias e doenças respiratórias mais comuns no inverno

Por que o frio é um dos vilões para o cabelo?

A queda de cabelo costuma ser o terror de muita gente. E a chegada do frio torna esse pesadelo ainda mais intenso.

Autor: ‌Melina Oliveira

Por que o frio é um dos vilões para o cabelo?

A era da saúde digital chegou: seus conflitos éticos também

A chamada era digital já transformou toda a área da saúde. Saúde Digital

Autor: Thiago Rocha da Cunha 

A era da saúde digital chegou: seus conflitos éticos também

Queimadas, poluição e tempo seco: como fica a saúde respiratória e ocular?

Cerca de 25% apresentam a síndrome do olho seco nesta época do ano.

Autor: Divulgação

Queimadas, poluição e tempo seco: como fica a saúde respiratória e ocular?

Veranico com calor e poluição é risco para quem faz atividades ao ar livre

Professor de Medicina do Esporte dá dicas de como evitar problemas causados por essa combinação.

Autor: Divulgação

Veranico com calor e poluição é risco para quem faz atividades ao ar livre

O que comer para evitar resfriados e fortalecer o sistema imunológico?

Com a chegada do inverno no próximo dia 21, as temperaturas caem, a umidade aumenta e os vírus e bactérias se propagam com mais facilidade.

Autor: Divulgação

O que comer para evitar resfriados e fortalecer o sistema imunológico?

O tempo seco e as alergias

Com uma nova onda de calor chegando aliada ao tempo seco, comum nesta época do ano, as alergias respiratórias ganham força.

Autor: Divulgação

O tempo seco e as alergias

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

A nutrição adequada fornece ao corpo os nutrientes necessários para funcionar corretamente.

Autor: Divulgação

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

Inverno: frio, vento e tempo seco são alerta para doenças respiratórias

Estação começou; cuidados com a hidratação e alimentação podem ajudar na prevenção de gripes e resfriados.

Autor: Divulgação

Inverno: frio, vento e tempo seco são alerta para doenças respiratórias

Cigarro: eletrônico ou “analógico”, é preciso se livrar dele!

Médicos do Hospital Paulista alertam para as diferentes formas de consumo da nicotina, todas prejudiciais à saúde.

Autor: Divulgação

Cigarro: eletrônico ou “analógico”, é preciso se livrar dele!

Quer envelhecer vivendo mais e melhor?

Então cuide agora da sua pressão arterial.

Autor: Felipe Vecchi

Quer envelhecer vivendo mais e melhor?

Glaucoma atinge milhões de pessoas no país e pode causar a perda de visão

Campanha Maio Verde visa estimular a conscientização sobre o diagnóstico precoce da doença, que tem progressão lenta e assintomática.

Autor: Divulgação

Glaucoma atinge milhões de pessoas no país e pode causar a perda de visão