Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O poder da tecnologia na economia pós-corona

O poder da tecnologia na economia pós-corona

30/05/2020 Celso Kleber e Marcello Beltrand,

Espera-se que o Ministério da Economia enxergue o melhor caminho.

O poder da tecnologia na economia pós-corona

Há uma curiosa expressão popular: no news, good news, bastante conhecida do meio jornalístico, algo como “a falta de notícias é um bom sinal”. Talvez esse ditado nunca tenha sido tão atual e verdadeiro como nos dias de hoje. Sobram notícias ruins. E uma das mais duras delas tem feito a manchete em todos os sites de negócios e noticiários. Trata-se do ajuste que o governo brasileiro fez sobre a previsão do PIB em 2020, que despencará de 2,1% para zero. Já o Banco Mundial projeta retração de 5% da nossa economia. Tudo fruto do impacto da síndrome do coronavírus no setor produtivo, centro gerador da riqueza, emprego e renda.

Espera-se que o Ministério da Economia enxergue o melhor caminho. Os desafios da macro e micro economia serão imensos. E os empresários brasileiros, aqueles com gordura adquirida ao longo do tempo, serão chamados a participar desse esforço de retomada. Enquanto isso, nos cabe, como profissionais de estratégia e direção, iluminar o caminho para o protagonismo do setor privado nessa crise.

Ao contrário de outras crises, nesta as empresas privadas devem estar prontas para alavancar o crescimento da economia. Alguns fatos sustentam essa afirmação. Se o governo souber precisar a dose dos incentivos aos empresários, o emprego tende a retomar mais rapidamente e as empresas poderão investir em eficiência e escala tão logo a poeira abaixe. As companhias mais aptas – aquelas que estiverem preparadas para encontrar boas soluções neste período - vão aproveitar melhor o novo momento.

Logo, uma das ferramentas essenciais nessa jornada de recuperação será a tecnologia da informação, cujo potencial de transformação das empresas é imenso, seja revitalizando os sistemas legados ou com soluções disruptivas que tragam eficiência, vendas e melhor experiência para o cliente. Os últimos anos exigiram do setor de TI muita energia.   

Entender o comportamento do consumidor, ainda mais mutante e exigente, digital e sedento por agilidade é vital. As empresas que proverem produtos e serviços, no canal adequado e com o preço justo, vão se destacar quando a crise passar. Talvez seja o kit de sobrevivência pós-crise.

Mas ainda há um poderoso gargalo nesse enredo. O mercado de TI enfrenta histórica carência de talentos. O Brasil, por exemplo, forma 10 advogados para cada engenheiro ao ano. Neste ponto, até a quarentena pode trazer oportunidades. Instituições, Sistema S e escolas técnicas, por exemplo, estão disponibilizando gratuitamente cursos e capacitação a distância que podem preparar melhor os atuais candidatos ou possibilitar novos entrantes no setor.

Enfim, a equação é complexa: além de coragem e fé é preciso medidas governamentais, gestão da escassez e planejamento. Afinal, como disse o lendário jazzista e pianista Duke Ellington, “os problemas são oportunidades para se mostrar o que sabe”.

* Celso Kleber, Diretor Executivo da Qintess, e Marcello Beltrand, Mestre em Administração e consultor em Planejamento

Fonte: PLANIN



Apple deve aumentar preços do iPhone 14

Preço médio da venda de mercadorias no varejo deve subir cerca de 15%.

Apple deve aumentar preços do iPhone 14

Como um profissional pode se destacar na área da tecnologia?

No Brasil existe uma carência de profissionais de Tecnologia da Informação de mais de 408 mil postos de trabalho, segundo dados da Softex.

Como um profissional pode se destacar na área da tecnologia?

Internet 5G, um salto de qualidade

A internet 5G já é realidade no Brasil.

Internet 5G, um salto de qualidade

Tecnologia edifica conexões entre o mundo virtual e o mundo concreto da construção civil

O uso da IoT aliada à automação ainda está em fase inicial no Brasil.

Tecnologia edifica conexões entre o mundo virtual e o mundo concreto da construção civil

Sinal 5G chega a Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre

Estreia da tecnologia foi feita em Brasília.

Sinal 5G chega a Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre

Projetos-piloto são vitais para alavancar o 5G no Brasil

A meta de início das operações do 5G são bem ambiciosas.

Projetos-piloto são vitais para alavancar o 5G no Brasil

Anatel autoriza o 5G em Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa

Operadoras poderão ativar suas redes a partir do dia 29 de julho.

Anatel autoriza o 5G em Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa

Dicas para crescer e ser promovido na área de tecnologia

A área da Tecnologia da Informação (TI) vive um dos melhores cenários no mercado de trabalho.

Dicas para crescer e ser promovido na área de tecnologia

EMBRAPII e BNDES vão investir R$ 25 milhões em Economia Circular

Fomento irá apoiar o desenvolvimento de soluções e tecnologias nas áreas de nanotecnologia, manufatura integrada, beneficiamento e purificação de resíduos da indústria mineral, entre outras.

EMBRAPII e BNDES vão investir R$ 25 milhões em Economia Circular

IA criativa: uma aliança entre humano e máquina na criação da arte

Um termo que se tornou popular nos últimos anos é o do "ócio criativo".

IA criativa: uma aliança entre humano e máquina na criação da arte

Tecnologia foca na gestão da indústria de fertilizantes

Ferramenta criada pela Agrotis atende clientes em todo Brasil.

Tecnologia foca na gestão da indústria de fertilizantes

Brasília é a primeira cidade a receber sinal 5G no país

Próximas capitais a terem a tecnologia liberada serão Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo.

Brasília é a primeira cidade a receber sinal 5G no país