Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Empresa lança projeto de transporte de carga em alta velocidade para portos

Empresa lança projeto de transporte de carga em alta velocidade para portos

20/08/2021 Marcos Villela (Transporte Mundial)

É o trem mais rápido parado do mundo.

Empresa lança projeto de transporte de carga em alta velocidade para portos

Os veículos elétricos existem há cerca de 100 anos e não passaram de boas ideias que não foram viabilizadas economicamente. Trem de alta velocidade existem há anos e até hoje é muito caro, fazendo que pouquíssimas cidades no mundo ofereçam este tipo de transporte, muitas vezes, com passagem mais cara do que a de avião. Recentemente, a China apresentou um trem que pode chegar a 600 km/h por levitação magnética, no entanto, ainda não teve condições de construir os trilhos. É o trem mais rápido parado do mundo. Ideias e projetos precisam ser criados e isso faz parte da evolução humana, mesmo que seja inviável economicamente hoje, mas as próximas gerações vão dar continuidade. Imagina se não déssemos atenção ao mineiro Santos Dumont? Depois dessa reflexão, ainda não sabemos nada sobre a viabilidade econômica da Hyperloop Transportation Technologies que, após lançar um projeto de transporte de passageiros em tubos, agora, lança outro projeto para o transporte de contêineres em uma espécie de trem em tubo de forma ultra rápido.

Em ambos os projetos, passageiros e cargas, a empresa acredita da viabilidade dele no Brasil. Sim, no mesmo País que não consegue construir rodovias (menos de 13% são asfaltadas), ferrovias que atende só o interesse de grandes exportadores em detrimento aos interesses do cidadão comum, raros metrôs, portos pouco eficientes, e ainda não realizou o sonho de ter um trem de alta velocidade, aquele, que seria feito para a Copa de 2014.

Vamos escutar o que a empresa tem a dizer e mais, vamos torcer que tenha sucesso. A introdução acima é apenas um retrato da realidade brasileira, muito diferente, da realidade dos países do Hemisfério Norte. Assista o vídeo do projeto e leia o comunicado da empresa enviado para imprensa:

“A empresa de tecnologia de transportes ultra rápidos e sustentáveis HyperloopTT anuncia o lançamento do HyperPort, um sistema de carga de alta velocidade e solução de frete para operadores portuários. Capaz de realizar o transporte em contêineres por centenas de quilômetros em velocidade de avião, suas cápsulas têm capacidade para dois contêineres padrão, ou high-cube de 20 pés, ou um contêiner de 40 a 45 pés. Dessa forma, a companhia espera que a solução plug-and-play seja uma peça-chave no setor de logística global, que prevê um crescimento de US$ 12 trilhões até 2023.

Desenvolvido para atender os padrões atuais da indústria, o HyperPort pode mover 2.800 contêineres por dia em um ambiente fechado, que elimina passagens de nível. Isso aumenta não só a agilidade da operação, mas também a confiabilidade, eficiência e segurança do trabalhador portuário. O sistema, desenvolvido em parceria com a Hamburger Hafen und Logistik AG (HHLA), operadora do porto de Hamburgo, na Alemanha, passa por revisão e certificação do design. O próximo passo é o lançamento de um demonstrador de realidade virtual no ITS World Congress, a maior exposição de mobilidade do mundo, que acontece em Hamburgo, de 11 a 15 de outubro de 2021.

Assim como o sistema de transporte de passageiros hyperloop, que está em estudo de viabilidade no Sul do Brasil, o HyperPort não depende de grandes subsídios governamentais para ser adotado. De acordo com as necessidades locais, a HyperloopTT desenvolve e licencia a tecnologia, que pode ser adquirida e executada por operadores de portos interessados em se destacar no mercado por meio de inovação, tecnologia e sustentabilidade tanto ambiental quanto financeira. 

“O HyperPort traz a nova era do transporte de cargas. Com a mesma tecnologia do nosso sistema de passageiros, adaptada para a realidade dos portos, a solução resolve problemas logísticos, aumenta a capacidade e eficiência e, ao mesmo tempo, diminui a poluição e o congestionamento em portos ao redor do mundo. Serão mais de 2 mil contêineres transportados em um único dia, então o operador portuário também terá mais agilidade e possível redução de custos de operação. É uma solução que pode ser implementada em qualquer lugar e traz benefícios econômicos, sociais e ambientais, como a redução da pegada ambiental devido ao seu sistema zero emissões”, comenta o Diretor da HyperloopTT na América Latina, Ricardo Penzin.

“Na HHLA, sabemos que para se preparar para o futuro você deve inovar”, afirma Gerlinde John, Gerente de Projetos HyperPort da HHLA. “A tecnologia hyperloop é adequada para levar o transporte de mercadorias a um novo nível. Com o conceito HyperPort, estamos desenvolvendo uma solução alternativa aos sistemas existentes, voltada ao transporte de mercadorias do futuro e para um mercado global em rápido crescimento”, conclui.

Projetada pela premiada empresa Mormedi, a cápsula de carga é destaque no vídeo recém-lançado, que mostra o potencial transformador da nova forma de logística. A tecnologia pronta para pré-comercialização, desenvolvida pela HyperloopTT em colaboração com a HHLA e a empresa de engenharia CT Ingenieros, apresenta mais de 20 mil horas de engenharia detalhada incluindo concepção, modelos analíticos, cálculos, estudos de trade-off, modelos 3D, otimizações gerais de design e integrações. A cápsula, a infraestrutura e os componentes do sistema HyperPort estão em otimização para a completa implantação comercial.

Sobre HyperloopTT

Hyperloop Transportation Technologies (HyperloopTT) é uma empresa inovadora de transporte e tecnologia focada em realizar o hyperloop, um sistema que move pessoas e mercadorias com segurança, eficiência e sustentabilidade, trazendo a velocidade do avião para o solo. Por meio do uso de tecnologia exclusiva e patenteada e um modelo de negócios colaborativo avançado, a HyperloopTT está criando a primeira nova forma de transporte em mais de um século.

Fundado em 2013, o HyperloopTT é uma equipe global de mais de 800 engenheiros, criativos e tecnólogos em 52 equipes equipes multidisciplinares, além de 50 parceiros corporativos e universitários. Com sede em Los Angeles, CA e Toulouse, França, a HyperloopTT tem escritórios na América do Norte e do Sul, Oriente Médio e Europa. A HyperoopTT ainda é signatária do Pacto Global das Nações Unidas, refletindo o compromisso da empresa com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Responsável pelo primeiro e único sistema de teste em grande escala do mundo, a HyperloopTT lançou o primeiro estudo de viabilidade abrangente analisando um sistema hyperloop em 2019, que concluiu que o sistema é econômica e tecnicamente viável e irá gerar lucro sem exigir subsídios governamentais. Hoje, possui um estudo de viabilidade em curso no Sul do Brasil, que visa ligar a capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, à Serra Gaúcha.  O trajeto de 130 km é estimado em apenas 17 minutos e promete impactar o desenvolvimento sustentável, a geração de empregos e o turismo local.

* Marcos Villela - Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002. 

Para mais informações sobre Veículos Elétricos clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Transporte Mundial



Sem carros voadores, moradias do futuro estão cada vez mais próximas aos Jetsons

Os avanços tecnológicos trouxeram novo conceito e redesenho do meio urbano.

Sem carros voadores, moradias do futuro estão cada vez mais próximas aos Jetsons

Webb lançado no Ariane 5 para desvendar os segredos do Universo

O Telescópio Espacial James Webb foi lançado num foguetão Ariane 5 do porto espacial europeu na Guiana Francesa, às 13:20 CET do dia 25 de dezembro, partindo para a sua emocionante missão de desvendar os segredos do Universo.

Webb lançado no Ariane 5 para desvendar os segredos do Universo

Primeiro satélite brasileiro produzido por startup será lançado pela SpaceX

Projeto foi desenvolvido pela PION Labs e entrará em órbita a partir de 10 de janeiro de 2022.

Primeiro satélite brasileiro produzido por startup será lançado pela SpaceX

Robô entende gírias, interjeições e os mais diversos sotaques brasileiros

Assistente virtual, com NLU própria, é considerado inovação pioneira e recebe aporte de fundo de investimento.

Robô entende gírias, interjeições e os mais diversos sotaques brasileiros

Exército de robôs? Ficção ou realidade?

O professor e escritor Tiago Augusto Figueiredo traz profundas reflexões e críticas sobre o ser humano, em um cenário futurista dominado por robôs.


Qual é o lugar da mulher na tecnologia?

Você sabia que as mulheres representam apenas 20% do total de profissionais na área de TI no Brasil?

Qual é o lugar da mulher na tecnologia?

Pesquisadores criam proteção que amortece impacto de batidas em postes

Equipamento diminui gravidade de acidentes e ocupantes dos veículos.

Pesquisadores criam proteção que amortece impacto de batidas em postes

Mapeamento digital deve representar um mercado de 50 bilhões de dólares até 2030

Presente de celulares a carros, os scanners 3D, com tecnologia LiDAR, se destacaram ao automatizar processos e viabilizar a transformação digital em diversos setores da economia.

Mapeamento digital deve representar um mercado de 50 bilhões de dólares até 2030

O reúso de água no setor automotivo

O reúso de água – prática atualmente indispensável nos setores industriais e até dentro do cenário urbano, tem cada vez mais ganhado força por meio dos benefícios técnicos, financeiros e socioambientais que ele proporciona.

O reúso de água no setor automotivo

Twitter expande acesso a dados para desenvolvedores de aplicativos

Medida visa promover conversas online mais seguras.

Twitter expande acesso a dados para desenvolvedores de aplicativos

Ramo de serviços em TI cresce três vezes mais que o setor de serviços

Levantamento apresenta panorama das receitas das empresas de serviços em tecnologia da informação no Brasil.

Ramo de serviços em TI cresce três vezes mais que o setor de serviços

Claro, Vivo e TIM arrematam faixa de 3,5 GHz do leilão do 5G

O 5G é uma nova tecnologia que amplia a velocidade da conexão móvel e reduz a latência.

Claro, Vivo e TIM arrematam faixa de 3,5 GHz do leilão do 5G