Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Começam os testes com o Mercedes-Benz movido a base de hidrogênio

Começam os testes com o Mercedes-Benz movido a base de hidrogênio

21/05/2021 Marcos Villela (Transporte Mundial)

A fabricante de caminhões está focando na célula de combustível com base em hidrogênio para a eletrificação de seus caminhões.

Começam os testes com o Mercedes-Benz movido a base de hidrogênio

Os caminhões movidos a célula de combustível são o maior desafio dos fabricantes europeus para concretizar a oferta comercial desses modelos, antes que fabricantes asiáticos avancem no mercado, como já ocorre na Suíça com a chegada dezenas de unidades do pesado da Hyundai. Por isso, a Daimler Trucks acelera os testes rigorosos com o primeiro protótipo Mercedes-Benz GenH2 Truck.

A fabricante de caminhões está focando na célula de combustível com base em hidrogênio para a eletrificação de seus caminhões, atendendo desde a distribuição urbana até o transporte rodoviário de longas distâncias. A Daimler Trucks busca atingir autonomia de até 1.000 quilômetros ou mais em um só tanque de hidrogênio.

De acordo com o plano de desenvolvimento da Daimler Trucks, o caminhão também será testado em vias públicas antes do final deste ano e os testes com clientes estão programados para começar em 2023. Os primeiros Mercedes-Benz GenH2 Truck produzidos em série devem ser entregues aos clientes a partir de 2027.

“A propulsão por célula de combustível com base em hidrogênio se tornará indispensável para o transporte rodoviário de longas distâncias neutro em CO2 no futuro. Além disso, um impulso considerável está sendo dado pelo claro compromisso assumido pelas agências reguladoras nacionais e europeias quanto ao uso de hidrogênio para o transporte rodoviário de mercadorias. O apoio político desempenha um papel importante para a criação de uma infraestrutura para o hidrogênio verde e para tornar o uso de caminhões com célula de combustível economicamente viável para nossos clientes”, acrescenta Martin Daum, presidente do Conselho de Administração da Daimler Truck AG.

A Daimler Trucks atualizou sua política para veículos comerciais eletrificados. Ela também apresentou como será seu caminhão movido a célula de combustível com base em hidrogênio para operações de transporte em longas distâncias. O caminhão “GenH2 Truck” da Mercedes-Benz, que teve o veículo-conceito apresentado, marca o início da propulsão por célula de combustível.

Com o “GenH2 Truck”, o grupo apresenta tecnologias específicas para que o caminhão tenha autonomia de até 1.000 quilômetros ou mais com um só abastecimento do tanque de hidrogênio. A Daimler Trucks planeja começar testes do “GenH2 Truck” junto a clientes em 2023. A produção em série deverá ter início na segunda metade desta década. Graças ao uso de hidrogênio líquido em vez do gasoso, com sua maior densidade energética, o desempenho do veículo está planejado para igualar o de caminhões equivalentes convencionais movidos a diesel.

A Daimler Trucks também mostrou uma prévia do caminhão para longas distâncias movido exclusivamente por bateria, o “eActros LongHaul” projetado para cobrir rotas regulares planejáveis. Ela planeja começar a vender o “eActros LongHaul” com a produção em série em 2024. Sua autonomia com a carga de uma bateria será de aproximadamente 500 quilômetros.

Fonte de energia do GenH2 Truck

A Daimler Trucks está avançando no desenvolvimento das tecnologias de sistemas de tanques que são necessários para tornar o hidrogênio líquido utilizável como fonte de energia em caminhões com células de combustível produzidos em série. O armazenamento de hidrogênio líquido criogênico a -253 graus Celsius já é prática comum em aplicações estacionárias, por exemplo, na indústria ou em postos de abastecimento de hidrogênio. Isso também se aplica ao transporte de hidrogênio líquido como carga.

Os dois tanques de hidrogênio líquido, feitos de aço inoxidável, destinados à versão em série do GenH2, terão uma capacidade de armazenamento particularmente alta de 80 kg (40 kg cada) para cobrir longas distâncias. O sistema de tanques consiste em dois tubos, um dentro do outro, que são conectados um ao outro e isolados a vácuo. Na versão em série desse caminhão, o sistema de célula de combustível deverá fornecer 2 x 150 kW e a bateria deverá fornecer 400 kW adicionais temporariamente.

* Marcos Villela - Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002.

Para mais informações sobre Caminhões clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte Transporte Mundial



Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Apostar nos recursos tecnológicos é também uma alternativa para garantir praticidade durante o trajeto até o destino.

Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Projeto desenvolvido pela startup brasileira OnePercent vende primeira coleção logo após o lançamento e anuncia novas coleções e funcionalidades.

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

O uso do cinto impede que o passageiro seja arremessado, diz especialista.

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Na comparação com março do ano passado, produção foi 7,8% inferior.

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Entre os objetivos do programa está a retirada de circulação da frota com mais de 30 anos de fabricação.

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Espaço de convivência faz parte do projeto de modernização do Terminal de Passageiros 1.

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Serão inseridos 14 carros elétricos e uma rede de eletropostos com 12 pontos de recarga interligados na ilha.

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Ação visa o desenvolvimento de processo de reciclagem de células de baterias de íon-lítio dos veículos da BMW.

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público

O setor de mobilidade urbana ainda precisa cumprir algumas tarefas para ser um exemplo de eficiência no Brasil.

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público

Mercedes-Benz reduz dependência da Cemig na fábrica de Juiz de Fora (MG)

A área dispõe de placas de energia fotovoltaica capazes de produzir uma potência de 10.000 kwh/mês.

Mercedes-Benz reduz dependência da Cemig na fábrica de Juiz de Fora (MG)

Será que ainda vale a pena ter carro?

Essa é uma pergunta que toda pessoa que quer ou tem um carro se faz, ainda mais nos dias de hoje em que temos facilidades adicionais com os aplicativos.

Será que ainda vale a pena ter carro?

Aeroportos da Infraero são destaques no Programa “Aeroportos Sustentáveis” da Anac 

Programa busca incentivar a adoção de boas práticas de gestão ambiental nos aeroportos do Brasil. 

Aeroportos da Infraero são destaques no Programa “Aeroportos Sustentáveis” da Anac