Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Os novos furgões elétricos Citroën Ë-Jumpy e Peugeot e-Expert

Os novos furgões elétricos Citroën Ë-Jumpy e Peugeot e-Expert

21/12/2021 Marcos Villela (Transporte Mundial)

O e-Expert e Ë-Jumpy são o mesmo carro, diferenciado apenas os logos e alguns detalhes visuais de acabamento.

Os novos furgões elétricos Citroën Ë-Jumpy e Peugeot e-Expert

Grandes embarcadores e empresas de e-commerce estão apostando no marketing de sustentabilidade ambiental e nos futuros resultados operacionais que os fabricantes de veículos elétricos de carga prometem gerar em um futuro de médio prazo. Depois da pioneira BYD ter lançado o furgão eT3, seguida da JAC com o iEV750V, agora chegam a mercado mais duas opções das marcas do Grupo Stellantis: Citroën Ë-Jumpy e o Peugeot e-Expert, ambos ofertados, inicialmente, pelo mesmo valor de R$ 329.990. Segundo a Fipe, o Peugeot Expert a diesel está sendo comercializado por R$ 132.964. 

Mesmo custando mais caro, empresas como AmBev, Mercado Livre, Nespresso, Coopercarga, RTE Rodonaves, DHL, entre outras, pagam mais para ter um transporte mais sustentável. Isso já é realidade no Brasil com base no crescimento de frotas que prestam serviços para essas com os modelos da BYD, JAC e VWCO. De forma direta, os novos furgões elétricos Ë-Jumpy e e-Expert contam apenas com um concorrente, o BYD eT3.  

Potência e autonomia   

O e-Expert e Ë-Jumpy são o mesmo carro, diferenciado apenas os logos e alguns detalhes visuais de acabamento. No restante, as diferenças ficam por conta da qualidade dos serviços prestados pelo concessionário no qual o veículo for comprado.

Como base na plataforma modular de multienergia EMP2, o modelo conta com bateria incorporada abaixo do assoalho para não comprometer Os utilitários chegam ao mercado brasileiro em versão única, com conjunto de baterias de íons de lítio de 75 kWh e OBC de 11 kW trifásico, capaz de garantir até 330 km de autonomia em consumo de ciclo urbano no Brasil, segundo INMETRO. 

Em linhas gerais, 330 km são suficientes para que o veículo faça o trabalho de uma jornada de trabalho dentro de qualquer cidade brasileira, já que a atividade de furgões conta com muitas paradas para carga e descarga. Segundo a fabricante, 80% da recarga da bateria pode ser feita em até 45 minutos. 

O motor elétrico gera 136 cavalos de potência (100 kW) e 260 Nm de torque imediato. O modelo dispõe de três modos de condução: “Eco”, voltado para o consumo de energia; “Normal”, para um melhor compromisso entre autonomia e performance; e “Power”, que prioriza o desempenho utilizando o máximo de potência e torque. 

Qualidade para o motorista

O visual da versão 100% elétrica é basicamente o mesmo dos demais integrantes da linha Expert e Jumpy. Externamente, a mudança está na introdução do ponto de recarga e na lateral esquerda da carroceria um monograma que identifica a versão elétrica, posicionado à esquerda na porta traseira.

Assim, como para qualquer veículo elétrico, os benefícios dos elétricos de baixa emissão existem apenas se a produção da energia também for de forma sustentável, como solar e eólica. Estudos da Volvo apontam que um carro elétrico recarregado com energia produzida por usina térmica ou geradores de energia com combustível fóssil pode poluir até 40% a mais do que um veículo a combustão.

Além dos benefícios já bastante conhecido dos veículos elétricos, como baixa emissão (da construção ao fim da vida útil e zero emissão durante o uso), baixo ruído (fica apenas do atrito da carroceria com o ar e dos pneus com o piso) e ausência de vibração, o maior benefício para empresa é na melhoria de qualidade de trabalho do motorista. 

* Marcos Villela - Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002.

Para mais informações sobre Veículos Elétricos clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Transporte Mundial



Home office alivia o peso do preço do combustível

As empresas e os trabalhadores aprenderam nos últimos anos como tornar o home office eficaz e funciona.

Home office alivia o peso do preço do combustível

Começou ruim, mas com boas perspectivas para melhorar

Esse primeiro semestre de 2022 foi de causar arrepios em toda cadeia automotiva.

Começou ruim, mas com boas perspectivas para melhorar

Produção de motocicletas aumenta 18% no primeiro semestre de 2022

Segundo a Abraciclo, a categoria mais vendida foi a de uso em cidades.

Produção de motocicletas aumenta 18% no primeiro semestre de 2022

Vendas de veículos caem 4,8% em junho, diz Anfavea

Produção recua 1,1% e exportação cresce 2,7%.

Vendas de veículos caem 4,8% em junho, diz Anfavea

Comprar ou alugar carro: o que vale mais a pena?

Especialista ajuda a decidir qual a melhor opção no atual momento da economia brasileira.

Comprar ou alugar carro: o que vale mais a pena?

Frota própria, transportadora e/ou primarização logística?

Era uma vez, um fazendeiro que vivia no litoral e tinha dificuldades de encontrar empregados.

Frota própria, transportadora e/ou primarização logística?

Nova pesquisa: escassez de motoristas aumenta, devendo saltar até 40% em 2022

A escassez crônica de motoristas comerciais está piorando, com milhões de vagas ainda não preenchidas


Por que as baterias trabalham mais no inverno?

As baterias são mais exigidas em temperaturas baixas.

Por que as baterias trabalham mais no inverno?

BB reduz taxa para financiamento de carro híbrido e elétrico

Medida pretende incentivar a compra de carros sustentáveis.

BB reduz taxa para financiamento de carro híbrido e elétrico

Emplacamento de veículos sobe 25,09% em maio, diz Fenabrave

Automóveis e comerciais leves têm alta de 27,15% e são destaque.

Emplacamento de veículos sobe 25,09% em maio, diz Fenabrave

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Publicação também aborda direitos do consumidor durante a viagem.

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Saiba reconhecer os danos causados pelo uso de combustível adulterado

A mistura incorreta impede a queima correta do combustível e ocasiona perdas de rendimento, maior consumo, desgaste acelerado de componentes e danos no sistema de injeção do veículo.

Saiba reconhecer os danos causados pelo uso de combustível adulterado