Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Peugeot lança furgão Boxer, parente mais moderno do Fiat Ducato

Peugeot lança furgão Boxer, parente mais moderno do Fiat Ducato

25/11/2018 Marcos Villela (Transporte Mundial)

O Boxer nasceu de uma parceria com a marca italiana, mas que vem ganhando independência.

Peugeot lança furgão Boxer, parente mais moderno do Fiat Ducato

O Boxer nasceu de uma parceria com a marca italiana, mas que vem ganhando independência.O francês chega com o motor turbo diesel BlueHDi 2.0 de 130 cv (a 3.500 rpm) e 34 mkgf de torque (a 1.750 rpm). O maior torque em menor cilindrada e em rotação mais baixa na comparação com o furgão da Fiat também já revela mais modernidade do propulsor francês. O Ducato conta com motor FPT 2.3 de 130 cv (3.600 rpm) e 32,6 mkgf de torque (1.800 rpm).

O câmbio é manual de 6 marchas em ambos. Vale ressaltar que, quando havia a parceria entre Peugeot e Fiat no Brasil, com a produção na fábrica da Iveco em Sete Lagoas (MG), ambos utilizavam o mesmo motor FPT 2.3. A parceria terminou em 2016, quando a Fiat decidiu parar de produzir o Ducato no Brasil (hoje é importado do México) e, consequentemente, a produção de Peugeot Boxer e Citroën Jumper.
  As diferenças entre os motores resultaram em menor consumo na cidade e menor emissão a favor do Boxer. Já na estrada, o Fiat Ducato leva a melhor.
  A menor emissão do Boxer tem uma explicação e um custo para o cliente, mas que o meio ambiente agradece. O seu motor está em conformidade com as normas mais exigentes de controle de emissões, a Euro 6. Para isso, o motor conta com o sistema de pós-tratamento de gases SCR (Redução Catalítico Seletiva), que requer o uso do agente químico Arla 32. O consumo médio de Arla é equivalente a 5% do consumo de diesel. Em uma conta direta, para cada R$ 1.000 gastos com diesel, o proprietário do Boxer vai gastar R$ 50 com Arla.
O motor do Fiat Ducato atende à norma Proconve L6, equivalente à norma antiga Euro 5. Porém, no Brasil, os veículos diesel vão ter que se adequar à norma equivalente ao Euro 6 que vai entrar em vigor a partir de janeiro de 2023.
  Capacidade de carga

A capacidade de carga útil é de 1.667 kg. Por ser uma geração mais moderna, o Boxer leva 403 kg a mais de carga do que o Ducato Maxicargo, que tem a capacidade limitada a 1.204 kg. Em termos de espaço volumétrico, o compartimento de carga de Boxer e Ducato tem capacidade de 13 m3.
  Preço
  O preço anunciado de lançamento do Peugeot Boxer é de R$ 117.171 em uma ação promocional. Depois sobe para R$ 139.490. O Fiat Ducato Maxicargo, com preço sugerido de R$ 133.690. Mas a realidade apontada pela Fipe é de que o preço médio praticado na venda do furgão italiano é de R$ 126.444. Portanto, a maioria dos compradores tem conseguido um desconto 5,42%, percentual até baixo para venda direta e para frota. Como o Boxer está sendo lançado agora, ainda não há pesquisa para a tabela Fipe.    Para não faltar energia para celular e tablet, o interior do Boxer conta com duas tomadas, uma convencional de 12V e outra USB. Para carregar tralhas, o modelo conta com 10 porta-objetos, incluindo o porta-luvas com chave e um compartimento de 22 litros na parte superior.
  Segurança

Assim como os concorrentes Fiat Ducato e Mercedes-Benz Sprinter, o Boxer é completo em equipamentos de segurança, com controle de estabilidade, assistente de partida em rampa (Hill Assist) e controle antipatinagem (ASR).
  Os demais furgões desta categoria, em termos de segurança, apenas oferecem o que a lei obriga, como freios ABS e airbag.



Postos terão duas formas de mostrar preços de combustíveis

A medida passa a valer a partir do dia 7 de maio.

Postos terão duas formas de mostrar preços de combustíveis

Maio Amarelo alerta população sobre impactos dos acidentes de trânsito

Trabalho conjunto das Forças de Segurança, ação terá programação durante todo o mês.

Maio Amarelo alerta população sobre impactos dos acidentes de trânsito

Financiar carro vale a pena?

Especialista em análise de crédito esclarece os principais mitos dessa alternativa.

Financiar carro vale a pena?

Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Apostar nos recursos tecnológicos é também uma alternativa para garantir praticidade durante o trajeto até o destino.

Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Projeto desenvolvido pela startup brasileira OnePercent vende primeira coleção logo após o lançamento e anuncia novas coleções e funcionalidades.

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

O uso do cinto impede que o passageiro seja arremessado, diz especialista.

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Na comparação com março do ano passado, produção foi 7,8% inferior.

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Entre os objetivos do programa está a retirada de circulação da frota com mais de 30 anos de fabricação.

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Espaço de convivência faz parte do projeto de modernização do Terminal de Passageiros 1.

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Serão inseridos 14 carros elétricos e uma rede de eletropostos com 12 pontos de recarga interligados na ilha.

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Ação visa o desenvolvimento de processo de reciclagem de células de baterias de íon-lítio dos veículos da BMW.

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público

O setor de mobilidade urbana ainda precisa cumprir algumas tarefas para ser um exemplo de eficiência no Brasil.

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público