Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Criança também precisa ir ao psicólogo?

Criança também precisa ir ao psicólogo?

13/10/2023 Amonick Carolina de Souza

Especialista fala sobre a importância de cuidados com a saúde mental dos pequenos.

Criança também precisa ir ao psicólogo?

A saúde mental das crianças é um aspecto fundamental para o desenvolvimento, assim como os cuidados com a sua saúde física. Por isso, elas também precisam receber atenção desde cedo para evitar possíveis problemas no futuro, uma vez que assim como os adultos, os pequenos também podem vivenciar situações desafiadoras que trazem medo e insegurança e uma forma eficiente de os preparar para esses cenários é iniciar a descoberta de si, dos sentimentos e, de certa maneira, do mundo, por intermédio de terapias.

Um estudo publicado na revista médica JAMA Pediatrics, em 2022, apresenta um aumento significativo nos casos de crianças diagnosticadas com ansiedade e depressão entre os anos de 2016 e 2020 nos Estados Unidos. Durante esse período, o número de crianças com ansiedade cresceu 29%, enquanto o de depressão aumentou em 27%.

Já no Brasil, pesquisa realizada pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP) indicou que 36% das crianças e adolescentes desenvolveram quadros de ansiedade e depressão durante a fase mais aguda da pandemia da Covid-19. E em muitos casos, esses sintomas persistem até os dias atuais.

Apesar de a pandemia ter destacado ainda mais esse tema, o ideal é que a atenção à saúde mental das crianças seja contínua e integrada à rotina de cuidados, independentemente das circunstâncias externas. Não há uma idade específica para iniciar um acompanhamento psicológico, porém, quanto mais cedo ele ocorrer, melhor.

“Normalmente, os pais costumam procurar a psicoterapia somente quando percebem prejuízos significativos no desenvolvimento, comportamento e interações sociais de seus filhos. Isso reforça a ideia de que o cuidado psicológico deve ser buscado apenas em resposta à problemas aparentes”, afirma Amonick Carolina de Souza, psicóloga do Centro de Referência de Dor Crônica Parque Maria Helena, gerenciado pelo CEJAM em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde da cidade de São Paulo.

Segundo a especialista, a cultura do cuidado preventivo no âmbito mental já não é consolidada entre adultos, e isso é ainda mais notável no contexto das crianças. "Essa é uma fase crucial para buscar acompanhamento psicológico, por diferentes motivos, e um deles é a saúde psicológica dos pais, que acaba exercendo influência direta sobre o bem-estar da criança", explica.

A criança, assim como um adulto, sente e absorve situações e sentimentos para si. E, diante disso, podem surgir diferentes sintomas que venham a contribuir para seu sofrimento e/ou aumento do risco de desenvolver transtornos psicopatológicos.

"Os indicadores mais evidentes de que algo pode não estar bem com o bebê ou a criança incluem mudanças no padrão de sono, na alimentação, na eliminação e na capacidade de resposta ao contato com outras pessoas, bem como alterações no comportamento", relata a psicóloga.

Todos esses sintomas geralmente podem ser interpretados pelo adulto como desobediência, birra ou até mesmo pirraça. No entanto, essas manifestações podem ser sinais de que a criança está enfrentando dificuldades emocionais que precisam ser compreendidas e abordadas com sensibilidade e cuidado.

“Costuma-se dizer que os pais são os menos recomendados para ser conselheiros dos filhos, pois acabam tomando a angústia dele e julgam muito mais do que acolhem. Mesmo assim, praticar a escuta, a observação, a presença e a validação de sentimentos dos filhos ainda é um caminho esperançoso a se trilhar quando se ocupa esse papel”, enfatiza a profissional.

Os cuidados com a saúde mental infantil desempenham um papel crucial na formação de adultos saudáveis e resilientes no futuro. Portanto, é essencial que pais e cuidadores estejam dispostos a compreender os sinais de dificuldades emocionais enfrentadas nessa fase da vida, criando um ambiente que promova o bem-estar e a capacidade de enfrentar os desafios.

Siga o CEJAM nas redes sociais (@cejamoficial) e acompanhe os conteúdos divulgados no site da instituição: cejam.org.br/noticias.

* Amonick Carolina de Souza, psicóloga do Centro de Referência de Dor Crônica Parque Maria Helena.

Para mais informações sobre crianças clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Máquina CW



O atentado contra Trump e a corrida à Casa Branca

Os atentados contra líderes não são um fenômeno raro na história mundial.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


A pior epidemia de drogas está dentro da sua casa

Imagine a seguinte cena: você vai à praia ou ao parque com sua família e filhos.

Autor: Sérgio Patto


Saldo comercial de Minas registra US$ 13,2 bilhões no primeiro semestre

Somente em junho, Estado teve superávit de US$ 2,1 bilhões e foi o segundo maior exportador do país. Dados atualizados estão disponíveis em painel interativo da FJP.

Autor: Divulgação


O arco-íris da economia

Na vida, o colorido do arco-íris vai perdendo espaço.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Como manter a memória em dia na terceira idade?

Os exercícios físicos são propostos como benéficos desde a Grécia Antiga.

Autor: Divulgação

Como manter a memória em dia na terceira idade?

Produtores gaúchos lotam ginásio da Fenarroz em protesto contra governo federal

Mais de dois meses após catástrofe climática que dizimou o agronegócio, socorro prometido por Brasília ficou apenas na promessa.

Autor: Divulgação

Produtores gaúchos lotam ginásio da Fenarroz em protesto contra governo federal

Como evitar a formação de ferrugem após usar um conversor?

Para evitar a formação de ferrugem após usar um conversor de ferrugem, é crucial seguir alguns passos importantes para garantir uma proteção duradoura das superfícies metálicas.

Autor: Divulgação

Como evitar a formação de ferrugem após usar um conversor?

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

Comecei a perceber que algo não estava certo na minha vida quando, mesmo sendo bem-sucedida, me sentia constantemente inferior.

Autor: Thereza Cristina Moraes

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Solicitante não precisa se deslocar até uma unidade presencial para pedir o documento, podendo recebê-lo em casa ou no cartório de sua escolha.

Autor: Divulgação

Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Investir em imóveis certos é garantia de retorno rápido e seguro se feito com base na valorização, localização, demanda e segurança. Uma incorporadora de confiança te ajuda a realizar seu sonho!

Autor: 5 estrelas

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Inflação em bares e restaurantes é mais baixa que os índices de alimentação no domicílio e também dos insumos, aponta IPCA.

Autor: Divulgação

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Nilza e Paraná convivem há quase 18 anos na unidade da Fhemig em Betim (MG).

Autor: Divulgação

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento