Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A importância da organização dos documentos trabalhistas do empregado

A importância da organização dos documentos trabalhistas do empregado

29/08/2023 Cristiane Galindo da Rocha

A organização dos documentos trabalhistas é de extrema importância para as empresas, tanto do ponto de vista legal quanto operacional.

Principalmente quando a empresa se depara com uma ação judicial ajuizada por um empregado ou ex-empregado.

São diversos elementos que compõem as rotinas trabalhistas, desde documentos, registros, arquivos e segurança das informações.

Para que tudo esteja sempre organizado, seguro e disponível a qualquer momento, é fundamental que a empresa tenha organização em cada etapa do processo.

O cumprimento das obrigações legais é de fundamental relevância, pois a legislação trabalhista impõe uma série de obrigações às empresas no que diz respeito à documentação dos funcionários.

Isso inclui a guarda e disponibilização de documentos como carteira de trabalho, contratos de trabalho, recibos de pagamento, termos de entrega de vale transporte, equipamentos de proteção individual ao trabalho, entre outros.

Uma organização adequada garante que todos esses documentos estejam disponíveis quando necessário, evitando problemas e penalidades legais.

Outro quesito tão importante quanto é a facilidade de acesso à informação, visto que a empresa que mantém os documentos trabalhistas organizados permite um acesso rápido e fácil às informações necessárias, como dados cadastrais dos funcionários, histórico de salários e benefícios, registros de horas trabalhadas, entre outros.

Isso é fundamental para a gestão eficiente dos recursos humanos, permitindo a tomada de decisões embasadas em informações atualizadas e precisas.

No entanto, ter agilidade no atendimento a demandas internas e externas é fundamental para garantir eficiência no processo, seja para atendimento de questões internas da empresa, como nos casos de solicitações dos funcionários.

Já nas demandas externas, como fiscalizações de órgãos governamentais e quando há ações judiciais trabalhistas, esta prática evita a perda de tempo e recursos na busca por informações e documentos importantes, bem como evitar condenações por multas administrativas e condenações judiciais face à empresa.

A organização adequada dos documentos também contribui para a segurança da informação dentro da empresa. Isso inclui medidas como o armazenamento em locais seguros, a criação de backups dos documentos digitais e o controle de acesso às informações.

Dessa forma, é possível proteger os dados sensíveis dos funcionários e garantir que não sejam acessados por pessoas não autorizadas e garante o cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Uma ordenação eficiente dos documentos trabalhistas facilita a realização de diagnósticos e auditorias internas, permitindo identificar possíveis irregularidades, inconsistências ou desvios nas práticas trabalhistas da empresa.

Essa análise periódica contribui para a correção de problemas e o aprimoramento dos processos internos, bem como evita possíveis falhas que possam gerar reclamações trabalhistas futuras.

Portanto, a importância da organização dos documentos trabalhistas dos empregados está relacionada à conformidade legal, à agilidade nos processos internos e externos, à segurança da informação e à possibilidade de análise e melhoria contínua das práticas trabalhistas da empresa.

Com essas informações armazenadas organizadamente e com segurança, a empresa confere eficácia e transparência nas rotinas administrativas.

* Cristiane Galindo da Rocha é formada pela Universidade Guarulhos e Especialista em Direito do Trabalho e Processual do Trabalho pela Faculdade Legale.

Para mais informações sobre documentos trabalhistas clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Vervi Assessoria



Você contribui a mais com INSS?

Ela está lá, presente no contracheque de qualquer trabalhador com carteira assinada e nas cobranças mensais referentes ao funcionamento do MEI.

Autor: Marcelo Maia


Planejamento patrimonial ou sucessório? Na verdade, os dois!

Preocupar-se com o presente, o agora, é algo inerente a qualquer empresa. Até porque são as decisões deste instante, do hoje, que ajudam a determinar o amanhã.

Autor: Mariella Bins Santana


Aposentado pode permanecer em plano de saúde empresarial

Decisão recente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que ex-funcionários aposentados devem assumir a integralidade da mensalidade do plano de saúde, em modalidade de coparticipação.

Autor: Natália Soriani


Desafios e soluções para condomínios com a legalização da maconha

Advogado Dr. Issei Yuki aponta aspectos críticos para a administração condominial.

Autor: Divulgação


Hiperjudicialização da saúde no Brasil: gargalos e soluções

A hiperjudicialização da saúde no Brasil é um fenômeno crescente que tem gerado preocupações significativas no sistema Judiciário.

Autor: Natália Soriani


Obra analisa direitos familiares sob o viés da afetividade

Com o intuito de aprofundar os aspectos constitutivos da afetividade familiar, o doutor em Direito Caio Morau assina livro em que analisa modelos de uniões cujo reconhecimento é reivindicado por setores da sociedade, como as poligâmicas, concubinárias e incestuosas.

Autor: Divulgação


Terrenos de marinha são diferentes de praia

A Proposta de Emenda à Constituição dos terrenos de marinha (PEC 3/2022), a chamada PEC das Praias, tem fomentado debates.

Autor: Fabricio Posocco


O que você precisa saber sobre pensão alimentícia

A pensão alimentícia é um direito fundamental garantido pela legislação brasileira, assegurando que dependentes, especialmente filhos menores, recebam o suporte financeiro necessário para seu sustento, educação e bem-estar.

Autor: Divulgação


A inadequação da mediação obrigatória pré-judicial

Nos últimos anos, a sobrecarga do sistema judiciário brasileiro tem provocado o debate acerca da obrigatoriedade da tentativa de solução extrajudicial de conflitos antes do ajuizamento de ações judiciais, como uma forma de comprovar o interesse de agir.

Autor: Suzana Cremasco


Novas regras de combate ao telemarketing abusivo entram em vigor

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) implementou uma série de novas medidas para combater o telemarketing abusivo, reforçando a proteção dos consumidores brasileiros.

Autor: Divulgação


Licença-maternidade sem carência para as autônomas

Foi uma decisão histórica, e com 25 anos de atraso!

Autor: Nayara Felix


Recorde de queixas contra planos de saúde e a necessidade de mudanças

Nos últimos dez anos, o Brasil testemunha um aumento alarmante nas queixas de consumidores contra planos de saúde.

Autor: Natália Soriani