Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cejusc Virtual cadastra mediadores e conciliadores voluntários

Cejusc Virtual cadastra mediadores e conciliadores voluntários

07/10/2020 Divulgação

Conciliação e mediação virtuais serão feitas onde não haja Cejusc ou este não disponha de equipamentos para videoconferência.

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania Virtual (Cejusc Virtual), vinculado à 3ª Vice-Presidência do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), abriu cadastro para composição do quadro de conciliadores e mediadores judiciais voluntários.

O 3º vice presidente do TJMG e responsável pelas iniciativas de conciliação e mediação, desembargador Newton Teixeira Carvalho, comenta que o Cejusc Virtual atuará primordialmente, em sua fase inicial, no atendimento às comarcas sem Cejusc instalado, ou que, embora o tenham,faltem equipamentos de videoconferência.

Ele terá atuação em todo o Estado e o procedimento será inteiramente virtual. O desembargador também destaca que essa iniciativa, além de estender as possibilidades de acesso do cidadão ao Poder Judiciário, é alinhado institucionalmente com as ações sustentáveis do TJMG.

3º vice-presidente do TJMG, Newton Teixeira Carvalho, destaca que a iniciativa está alinhada com objetivos sustentáveis do TJMG

Podem se inscrever os interessados que possuam certificado em curso de capacitação oferecido pelo TJMG, através da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernanes (Ejef) ou por instituições de ensino reconhecidas pelo Tribunal a formar conciliadores e mediadores judiciais.

Alunos que estejam em formação em curso realizado pela Ejef e que tenham concluído a etapa teórica podem se inscrever.

As horas de atendimento valerão para a certificação do aluno em formação, desde que sejam devidamente relatadas ao respectivo supervisor.

As Câmaras Privadas de Mediação e Conciliação credenciadas pelo TJMG de acordo com a Portaria Conjunta da Presidência nº 655/PR/2017/TJMG, e que integram a rede de atendimento ao cidadão na Política Judiciária Nacional de solução adequada de conflitos de interesses, também poderão se cadastrar para atuar no Cejusc Virtual.

O interessado deve ter computador, tablet ou smartphone com as configurações necessárias para a realização das sessões e preenchimento das atas das audiências (teclado, microfone, webcam, fone, entre outros) e deverá indicar, no formulário de inscrição, os dias e os horários em que estará disponível para realizar as sessões de conciliação e mediação.

Fonte: TJMG



Demissão por WhatsApp não é ilegal

Entendimento da Justiça tem sido de verificar, independente do meio, postura digna e comunicação clara nos desligamentos de trabalhadores.


Caso Daniel Alves, a Lei Pelé e a cultura de atraso de salários no futebol brasileiro

Na última semana fomos surpreendidos pela atitude corajosa do lateral Daniel Alves que decidiu não atuar mais pelo São Paulo Futebol Clube, por conta de atrasos de salários.


As expectativas advindas do Marco Legal das Startups

É verdade que a sensação da comunidade empresarial, quando da eminência da publicação de um novo diploma legal a fim de regular determinada atividade, volta-se naturalmente aos entraves burocráticos capazes de frear e obstar a chancela de negócios.


As fraudes financeiras com bitcoins e a necessidade da punição exemplar

A ampla cobertura da mídia sobre as operações das autoridades brasileiras contra fraudes financeiras utilizando a rentabilidade das criptomoedas como forma de atrair investidores deu visibilidade à uma prática que vem crescendo exponencialmente no Brasil.


Polêmica da Anvisa: atuação do órgão no jogo entre Brasil e Argentina

Na tarde do último domingo (5 de setembro), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) paralisou a partida de futebol entre Brasil e Argentina, que jogavam pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.


As virtudes e desvirtuamentos do Novo Código Eleitoral

Tramita no Congresso Nacional o projeto do Novo Código Eleitoral com mais de novecentos artigos.


Principais impactos da LGPD nas relações de trabalho

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD - Lei nº13.709/2018) prevê regras e princípios que devem ser observados quando da utilização de dados pessoais pelas empresas privadas e públicas.


Como garantir sua aposentadoria com tranquilidade em Portugal

Quando um cidadão brasileiro decide morar em Portugal, ou vice e versa, é preciso fazer diversos planos para que a sua qualidade de vida seja ainda melhor no país de destino.


Parecer da Receita pretende excluir o ICMS da base dos créditos de PIS e COFINS

O ICMS destacado na nota fiscal não pode ser considerado receita bruta por não representar acréscimo patrimonial do contribuinte.



O que mudou no Direito Condominial com o novo Código Civil?

O jurista Dalmo Dallari afirma que a sociedade humana pode ser considerada como um conjunto de pessoas que estão ligadas pela necessidade de se ajudarem com o intuito de garantir a continuidade da vida e satisfazer seus interesses e desejos.


A necessidade da LGPD na sociedade contemporânea

A lei de proteção de dados se tornou essencial diante todas as evoluções tecnológicas.