Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Intercâmbio para crianças é ideal nas férias

Intercâmbio para crianças é ideal nas férias

20/12/2017 Ana Nascimento

A experiência vai auxiliar no amadurecimento pessoal e profissional do jovem.

Intercâmbio para crianças é ideal nas férias

Para crianças e adolescentes estudar durante as férias escolares parece algum tipo de tortura, mas a verdade é que a maioria adoraria aproveitar o recesso das aulas para fazer um intercâmbio cultural em outro país.

Viver uma experiência no exterior traz grandes benefícios, além do aprendizado do idioma, a vivência em um novo país proporciona grande enriquecimento cultural e pessoal para o aluno. Contudo, será que existe uma idade mínima para fazer intercâmbio? Existem escolas que oferecem programas específicos para crianças a partir de oito anos, como os conhecidos Summer/Winter Camps, acampamentos de inverno ou verão.

Esse tipo de programa tem sido cada vez mais procurado. Os pais estão apostando nestes formatos, pois é uma excelente forma para os filhos conhecerem uma nova cultura e viverem uma experiência no exterior ainda na adolescência. Mesmo com pouca idade, um acampamento de verão ou inverno é muito bem aproveitado pelas crianças e adolescentes. Essa experiência vai auxiliar no amadurecimento pessoal e profissional e, com certeza, trará lembranças especiais para toda a vida.

O intercâmbio de férias pode ser de uma a oito semanas, dependendo da instituição e da época do ano. A escola organiza toda a programação. Além das aulas de inglês, as crianças e adolescentes tem atividades à tarde, festas, passeios, pequenas excursões, entre outras atividades. Ou seja, uma experiência completa.

Para 2018 preparamos na Global Study um pacote de viagem para os jovens estudantes conhecerem a Califórnia. O momento de fechar é agora, e a viagem acontece durante as férias de julho. Além de visitar os cenários de filmes mais famosos do mundo localizados em Los Angeles, e conhecer de perto a Disneyland e Universal Studios os estudantes vão fazer um tour na universidade UCLA, Stanford e também uma visita pelo vale do silício.

Existem dois tipos de acomodação disponível: casa de família e residência estudantil. Na casa de família, as crianças são recebidas por moradores locais, e após o período de aulas e atividades voltam para casa “dos pais adotivos” e para o convívio com a cultura do país. Já na residência estudantil, as crianças ficam juntas em instalações controladas pelo colégio, sempre supervisionadas por monitores treinados.

Além do pacote citado acima e feito especialmente para s férias de julho de 2018, existem outros destinos onde os preços variam conforme a escolha de local, preferência de escola e a duração do intercâmbio. Os pacotes são sempre completos, incluindo curso, refeições, acomodação e atividades. Os países mais procurados são Canadá, Estados Unidos, Inglaterra e Espanha.

Outro diferencial dessa modalidade é a sua realização em grupo. Ao unir jovens da mesma faixa etária e de diferentes regiões do país, o aprendizado é potencializado, pois os alunos se sentem mais seguros e, rapidamente, deixam a timidez de lado para criar novos laços de amizade. Além disso, vale lembrar que as aulas são ministradas na parte da manhã, ou seja, no restante do tempo, o estudante poderá participar de passeios e pequenas excursões e explorar pontos turísticos e históricos do país de destino.

Para os mais preocupados, há ainda a possibilidade do intercâmbio em família. Durante o período de férias, as crianças passam o dia nas aulas e atividades, enquanto os pais podem fazer cursos de idiomas. À noite, pais e filhos podem dividir a mesma acomodação. Ainda há a vantagem de poder passear durante os finais de semana. Uma excelente opção para as férias.

Texto: Ana Nascimento é franqueada da Global Study na unidade Niterói e mãe de intercâmbista



Estudantes de baixa renda poderão estudar nos EUA

Programa oferece possibilidade de candidatura em universidades americanas.

Estudantes de baixa renda poderão estudar nos EUA

EaD amplia a acessibilidade na Educação Superior

Elaboração de um plano para assegurar a manutenção dos alunos portadores de necessidades especiais na evolução nos níveis educacionais é fundamental.

EaD amplia a acessibilidade na Educação Superior

Inscrições abertas: programa de estágio da VLI

Estudantes dos níveis técnico e superior podem concorrer a mais de 30 oportunidades.


Escola do Sebrae abre inscrições para curso técnico em Administração gratuito

Jovens da rede pública podem se inscrever até o dia 10 de dezembro. Serão oferecidas 165 vagas.


Brasil não registra avanços em ranking mundial de educação

Exame mede desempenho de jovens de 15 anos em Leitura, Matemática e Ciência.

Brasil não registra avanços em ranking mundial de educação

Vagas para estagiários e aprendizes crescem de janeiro a outubro

De janeiro a outubro houve aumento de 3,7% do número de vagas.

Vagas para estagiários e aprendizes crescem de janeiro a outubro

Meu bebê está indo para a escola. E agora?

O processo de separação será realmente difícil.

Meu bebê está indo para a escola. E agora?

Curso de Mediação Extrajudicial

Curso inovador em Belo Horizonte analisará a aplicação da mediação no mundo do trabalho e sindical.


Cresce inadimplência em escolas particulares do país

Inadimplência de alunos é de 5,9% no 1º semestre, revela pesquisa.

Cresce inadimplência em escolas particulares do país

Hospitais de ensino recebem R$ 57,6 milhões

Os recursos foram liberados pelo Ministério da Saúde e deve beneficiar 39 instituições de saúde no país, que poderão investir em obras e ampliar número de consultas, cirurgias e exames.

Hospitais de ensino recebem R$ 57,6 milhões

Motive seus filhos na reta final dos estudos

O fim do ano está próximo e com isso o final do ano letivo.

Motive seus filhos na reta final dos estudos

MEC lança aplicativo do ID Estudantil

Com o ID Estudantil, os estudantes passam a ter a opção de emitir uma carteirinha digital gratuita.

MEC lança aplicativo do ID Estudantil