Portal O Debate
Grupo WhatsApp

5 exercícios para idosos praticarem em casa

5 exercícios para idosos praticarem em casa

17/02/2021 Divulgação

Atividade física frequente na terceira idade previne doenças no coração, nas articulações e até melhora o humor.

5 exercícios para idosos praticarem em casa

O grupo da terceira idade com certeza foi um dos mais afetados durante este período de isolamento social que estamos passando. Além das dificuldades de se encontrar com família e amigos, muitos idosos que tinham o hábito de se exercitar em academias, ou até mesmo com caminhadas ao ar livre, já não tem essa opção.

“O exercício físico é essencial para pessoas de todas as idades, mas é ainda mais importante para quem já está na terceira idade,” esclarece Marcella Santos, especialista em gerontologia e enfermeira chefe do Grupo DG Sênior. “A movimentação do corpo de forma frequente ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, doenças ósseas e articulares, além de aliviar dores e melhorar muito o humor”.

Marcella defende que, neste momento de estagnação, é ainda mais importante incentivar a atividade física e buscar exercícios que possam ser praticados longe de ambientes cheios. E, no momento, as melhores alternativas são as ‘caseiras’.

“Para praticar exercícios em casa”, explica a especialista, “é necessário primeiro ter certeza de que você tem condições físicas adequadas para a prática e manter em mente que muitos exercícios não são possíveis para todos. Caso haja dúvidas, basta conversar com seu médico.” Ela ainda destaca que deve ser realizada uma boa refeição antes das atividades, e beber bastante água enquanto se exercita.

Confira algumas dicas da especialista para preservar a saúde física dentro de casa.

1. Marcha estacionária

A indicação para este grupo de idade é não sair de casa, portanto fazer uma ‘caminhada parada’ é uma ótima alternativa ao invés de caminhar na rua. Basta realizar um movimento que imita o andar, trazendo os joelhos até a altura da cintura, ou até onde conseguir, alternadamente, mantendo a postura ereta. Pode ser realizado de uma vez durante 30 minutos, ao longo do dia, separado em seções de 5 minutos a cada duas horas deitado ou sentado.

2. Sentar e levantar

É muito importante trabalhar os músculos usados na hora de se sentar e se levantar, uma grande dificuldade para idosos. Sente-se em uma cadeira sem braços e tente levantar-se sem apoio, o que vai trabalhar os músculos da coxa. O ideal é realizar 3 séries de 15 repetições, com intervalos de 5 minutos. Se você sentir muita dificuldade pode começar com menos repetições e ir progredindo até o número indicado.

3. Sentar e estender os joelhos

Ainda com a cadeira sem braços, pode-se também trabalhar os joelhos, levantando as duas pernas do chão esticando-as para frente e depois de volta ao chão. É uma ótima alternativa para quem encontra muita dificuldade no exercício de sentar e levantar. O ideal também são 3 séries de 15 repetições, mas lembre-se de criar intervalos entre elas.

4. Levantar peso

Para manter a tonificação dos braços pode se realizar um levantamento de pesos leves, como de 500g ou 1Kg. Caso você não tenha pesinhos próprios em casa, produtos que tenham o peso equivalente também servem. Esse exercício deve ser realizado com a pessoa sentada, com os pés no chão. Então basta esticar os braços ao lado do corpo, segurando os pesos, e levantá-los até a altura dos ombros. Neste caso, 2 séries de 10 repetições são melhores para começar, já que é uma atividade um pouco mais pesada.

5. Aperte e solte

Muitos idosos sofrem com a falta de fraqueza e falta de firmeza nas mãos. Para fortalecer esses músculos e as articulações dos dedos, é necessário fazer um exercício de apertar e soltar. Existem muitas bolinhas próprias para isso à venda, porém também pode ser realizado com uma bola de tênis ou até com algumas meias dobradas uma dentro da outra. Neste caso não há um limite de repetições, mas recomendo deixar a bolinha escolhida próxima a você durante o dia, e assim você pode apertá-la enquanto assiste à televisão, por exemplo.

Para adquirir produtos de Saúde e Beleza clique aqui...

Fonte: Máxima



Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Casos aumentaram em 12 estados em relação ao ano passado.

Governo lança campanha de combate ao mosquito da dengue

Estamos todos saindo da UTI?

Nas últimas semanas, esses ambientes estão diferentes do que vivenciamos ao longo de quase 20 meses.

Estamos todos saindo da UTI?

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Elas têm mais autoconsciência, senso de empatia e tenta “se encaixar” mais socialmente que eles.

Por que o autismo em meninas é menos comum?

Pesquisa comprova maior eficácia de teste HPV para detecção de câncer

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Passa a ser direito fundamental da pessoa com câncer a obtenção de diagnóstico precoce e acesso a tratamento universal.

Estatuto da Pessoa com Câncer é sancionado

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

A quantidade de pessoas que sofrem com problemas cardiorrespiratórios no Brasil é tão significativa que sobram estatísticas para contar a história.

Mulheres têm mais risco de sofrer infarto do que os homens

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Segundo Dr. Geraldo Carvalhaes, casos de dor crônica também afetam pessoas mais jovens.

Médico adota técnica para apoiar pessoas a envelhecer sem dor

Você é um Hipocondríaco?

Quando a preocupação com a saúde vira doença.

Você é um Hipocondríaco?

Número de prematuros aumenta no Brasil

Média de prematuridade no país atingiu 11,1% em 2020 e aumento pode estar ligado ao covid-19.

Número de prematuros aumenta no Brasil

40% dos clientes de plano de saúde usam o SUS

Pesquisa da Anab foi realizada com 1.006 usuários da saúde suplementar em todo o Brasil no mês de setembro.

40% dos clientes de plano de saúde usam o SUS

Depressão, ansiedade e dores musculares aumentaram na pandemia, diz estudo

Acupuntura e outras técnicas podem ajudar no alívio dos sintomas e melhora global dessas condições.

Depressão, ansiedade e dores musculares aumentaram na pandemia, diz estudo

Novembro Azul, câncer de próstata e cirurgia robótica

Trabalhos científicos mostram que 25% dos portadores de câncer de próstata morrem devido à doença.

Novembro Azul, câncer de próstata e cirurgia robótica