Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Alzheimer acometerá 152 milhões de pessoas em 2050

Alzheimer acometerá 152 milhões de pessoas em 2050

23/01/2020 Da Redação

Dados da OMS apontam que atualmente existem 50 milhões de casos da doença no mundo.

Alzheimer acometerá 152 milhões de pessoas em 2050

Desde que Alois Alzheimer (1864-1915) descreveu a Demência de Alzheimer (DA), em 1907, pouco foi possível avançar no seu entendimento. O grande empenho da comunidade científica, sobretudo nas últimas três décadas, reflete a necessidade de respostas rápidas para esta doença que já é considerada a epidemia do século XXI. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca 50 milhões de pessoas são acometidas pela enfermidade em todo o mundo. A entidade estima que, até 2050, esse número cresça para 152 milhões.

Caracterizado como doença neurodegenerativa progressiva, o Alzheimer ocorre quando o processamento de certas células do Sistema Nervoso Central se dá de maneira incorreta. Assim, fragmentos de proteínas tóxicas começam a surgir dentro dos neurônios, promovendo a perda progressiva deles, principalmente, em regiões como hipocampo, responsável pela memória, e córtex cerebral, essencial para linguagem e raciocínio.

De acordo com Dra. Sandra Cristina Maciel, especialista em geriatria e fellowship em psiquiatria, o paciente deve procurar o serviço médico assim que perceber déficit de memória, dificuldade de aprendizado e redução na capacidade de gerir a própria vida, como lidar com as finanças, decisões e planejamento de atividades.

O diagnóstico é feito por exclusão. Os tratamentos com fármacos que existem hoje são tímidos, com efeitos que não se mantêm a longo prazo. “O tratamento farmacológico disponível restringe-se ao tratamento sintomático, capaz de propiciar efeitos benéficos nos aspectos cognitivos, comportamental e funcional. Ele deve ser iniciado logo após o estabelecimento do diagnóstico, porém, o benefício alcançado com esses agentes é, em geral, modesto e não modifica o curso natural da doença”, explica a médica.

Dra. Sandra ressalta ainda que, confirmado o diagnóstico de Alzheimer, toda a família do paciente deve se mobilizar para manter a qualidade de vida e o mais alto grau de autonomia dele pelo maior tempo possível. “O tratamento eficaz para o DA requer uma sólida aliança entre o paciente, familiares e cuidadores. É necessário abordar questões do cuidado, planejamento financeiro e diretivas de vontade por se tratar de uma doença progressiva, degenerativa e irreversível”.

Além do tratamento medicamentoso, terapias ocupacionais também são de grande importância para a melhor qualidade de vida do paciente. Técnicas de reabilitação cognitiva, treinamento de memória, estimulação por meio da arte, recreação, dança e musicoterapia são extremamente válidas e indicadas pelos médicos. “Deve-se sempre considerar as expectativas versus as possibilidades reais e potenciais do paciente e reavaliar constantemente os resultados obtidos por meio da intervenção proposta”, afirma Dra. Sandra Cristina Maciel.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Violência “no touch”

O assédio moral pode trazer sequelas emocionais e físicas.


Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Dicas para manter uma pele saudável e bem cuidada.

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Embora sejam doenças que não têm cura o diagnóstico precoce e correto pode garantir melhor qualidade de vida aos pacientes.

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

O implante de próteses nos seios é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas brasileiras.

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Nesta primeira etapa serão enviadas 660 mil doses da tríplice viral, destinadas a crianças e jovens entre 5 e 19 anos.

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Como utilizar corretamente o protetor solar

Dicas simples que podem te ajudar de forma correta este produto indispensável para a saúde.

Como utilizar corretamente o protetor solar

Transtorno de conduta infantil

O Transtorno de conduta (TC) não é uma simples desobediência.


Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia.

Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Doença normalmente associada à idade avançada, pode se manifestar muito cedo, causando dores e limitações motoras, mas é possível atenuar seus efeitos.

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Prevenção pode detectar lesões assintomáticas e possibilita tratamento do câncer de mama em fase inicial.

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Hanseníase: entenda a doença

Considerada uma das doenças mais antigas do mundo, a Hanseníase foi registrada pela primeira vez no século 6 a.C., sendo conhecida naquela época como lepra.


Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022

Para a população infantojuvenil são esperados mais de 8 mil casos, diz Inca.

Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022