Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como a saúde mental impacta o nosso sistema imunológico?

Como a saúde mental impacta o nosso sistema imunológico?

07/05/2020 Divulgação

Prevenção de enfermidades físicas e emocionais devem ter um trabalho focado em tratar o estresse que o isolamento social tem causado.

Como a saúde mental impacta o nosso sistema imunológico?

Estamos vivenciando uma pandemia mundial de coronavírus. A doença, que já é preocupante por si só, também tem refletido o medo e as inseguranças com nosso bem-estar, o que afeta diretamente a nossa saúde física e emocional. Somando isso ao isolamento social, o cérebro libera reações de ansiedade, que possuem como consequência direta o abalo em nosso sistema imunológico.

Também é importante pontuar que a relação entre suporte social e saúde já possui uma longa história. Sujeitos mais bem estruturados socialmente são mais saudáveis e têm menos probabilidade de adoecerem física e/ou emocionalmente. Por isso, é necessário compreender como esse processo ocorre e qual o papel da psicologia nesse contexto.

Mas, afinal, por que nossas emoções são capazes de afetar nossa imunidade? Estudos de função imunológica, conhecidos como Psiconeuroimunologia, constataram que a proteção do corpo está diretamente ligada a fatores psicossociais. Dentre eles, destacam-se os estados emocionais, a intensidade do estresse que o indivíduo enfrenta, os traços de personalidade e a qualidade das relações sociais.

A conclusão não poderia ser diferente: o desânimo e características pessimistas estão diretamente ligados a piora no funcionamento do nosso sistema de defesa. De forma simplificada, as experiências de vida (que variam de acordo estados psicológicos de uma pessoa) ativam o Sistema Nervoso Central e a sua resposta hormonal. Esse movimento tem forte influência no sistema imunológico, provocando mudanças e gerando maior susceptibilidade a doenças.

Com isso, é possível afirmar que o isolamento favorece aqueles que estão bem estabelecidos socialmente, com a possibilidade de trabalho remoto, convênio médico e acesso a remédios. Projetando essas mesmas questões para as camadas menos favorecidas, encontramos questões sérias e problemáticas, como empregos informais e condições precárias de moradia, saneamento básico e higiene.

Diante desse contexto, a atuação dos psicólogos é fundamental para ajudar na prevenção de problemas e diminuir os efeitos da pandemia sobre a saúde individual e coletiva. E engana-se quem pensa que os profissionais da psicologia e psiquiatria só podem realizar atendimentos presencialmente e com alto custo.

Nessa época de coronavírus, a terapia online tem sido uma alternativa mais barata e acessível, podendo atingir um número maior de pessoas e gerar uma transformação de impacto social.

A prevenção de enfermidades físicas e emocionais podem, e devem, ter um trabalho focado em tratar o estresse que o isolamento social tem causado. Somente assim será possível aumentar a defesa imunológica e garantir um estilo de vida mais saudável nos aspectos emocional, fisiológico e imunológico.

Texto: Sonia Pittigliani - psicóloga da Telavita, plataforma de psicoterapia online

Fonte: PiaR Comunicação



O tempo seco e as alergias

Com uma nova onda de calor chegando aliada ao tempo seco, comum nesta época do ano, as alergias respiratórias ganham força.

Autor: Divulgação

O tempo seco e as alergias

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

A nutrição adequada fornece ao corpo os nutrientes necessários para funcionar corretamente.

Autor: Divulgação

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

Cigarro: eletrônico ou “analógico”, é preciso se livrar dele!

Médicos do Hospital Paulista alertam para as diferentes formas de consumo da nicotina, todas prejudiciais à saúde.

Autor: Divulgação

Cigarro: eletrônico ou “analógico”, é preciso se livrar dele!

Quer envelhecer vivendo mais e melhor?

Então cuide agora da sua pressão arterial.

Autor: Felipe Vecchi

Quer envelhecer vivendo mais e melhor?

Glaucoma atinge milhões de pessoas no país e pode causar a perda de visão

Campanha Maio Verde visa estimular a conscientização sobre o diagnóstico precoce da doença, que tem progressão lenta e assintomática.

Autor: Divulgação

Glaucoma atinge milhões de pessoas no país e pode causar a perda de visão

Desconforto no joelho sem causa aparente?

Problema pode estar no quadril, alerta especialista.

Autor: Divulgação

Desconforto no joelho sem causa aparente?

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

Realizar o transplante capilar é um sonho para muitas pessoas com calvície ou com outros problemas que resultam na queda de cabelo.

Autor: ‌Melina Oliveira

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

O que o seu “catarro” quer dizer?

Especialista explica as principais doenças que podem causar a secreção na garganta e como tratar.

Autor: Divulgação

O que o seu “catarro” quer dizer?

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

Em artigo, cardiologista da Unimed Araxá explica a importância de modificar fatores que originam as doenças.

Autor: Dr. Flávio Paes

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

Ronco e sonecas durante o dia também aumentam chance de ter um glaucoma.

Autor: Divulgação

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Dr. Ricardo Kores, médico infectologista do HC-UFU responde às principais dúvidas.

Autor: Divulgação

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?

Neuropediatra e membro do Conselho Científico da ONG Prematuridade.com explica a questão.

Autor: Divulgação

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?