Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

13/02/2020 Divulgação

Dicas para manter uma pele saudável e bem cuidada.

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

A pele é composta de diversas células que se renovam diariamente. Para promover a renovação celular e remover as células mortas, a esfoliação é o procedimento mais indicado.

Além de melhorar a aparência, esse tratamento potencializa a absorção de hidratantes e uniformiza a textura. Porém, antes de realizar a esfoliação, é preciso ficar atento alguns cuidados.

Assim como a pele do rosto, a do corpo também está em constante renovação e é importante esfoliá-la para eliminar as células mortas que ficam acumuladas na superfície. Além disso, a esfoliação também ajuda a desobstruir os poros e remover as impurezas acumuladas com a sujeira e poluição do dia a dia.

A Vialaser preparou uma listinha de dicas, mas antes de começar o processo, avalie o estado atual da pele. Se houver regiões inflamadas, machucados, cicatrizes ou qualquer outra lesão, evite esfoliar. Estar com uma pele saudável é primordial para um procedimento eficaz.

1. Capriche na limpeza

Para começar, é importante estar com as partes que serão esfoliadas bem limpas. Esse passo de preparação é essencial. Portanto, faça uma boa higienização com sabonete ou loção de limpeza própria para o seu tipo de pele.

2. Esfolie com delicadeza

A esfoliação é uma limpeza mais profunda. Com a utilização de loções e cremes esfoliantes, faça movimentos suaves e circulares. Entretanto, é preciso exercer leve pressão para causar um atrito com a superfície da pele. Essa fricção vai ativar o produto e trabalhar na remoção das células mortas.

Tenha cuidado e não tenha pressa. Esfoliar por segundos não vai ser eficaz. O ideal é realizar o procedimento de 2 a 3 minutos para não machucar a pele. A esfoliação no corpo deve ser feita somente uma vez a cada quinze dias. Apenas as regiões como cotovelos, pés e joelhos devem ser esfoliados semanalmente.

3. Produto certo para o seu tipo de pele

Escolha um produto que seja adequado para o seu tipo de pele. Nessa hora, você pode experimentar fazer um esfoliante caseiro.

Geralmente são usados cremes ou receitas caseiras com pequenos grânulos. A ideia é que esses grãos, em contato com a pele, estimulem a saída das sujeirinhas e pele morta das células.

4. Tonifique

O tônico é um produto que trata os poros e revitaliza a pele. Esse produto prepara a pele para receber o hidratante, facilitando sua absorção. Aplique um pouco da loção tônica e aguarde alguns segundos.

Não se esqueça de utilizar o tônico específico para cada tipo de pele. As peles secas devem ter cuidados diferentes de uma pele oleosa, por exemplo. É fundamental tonificar da maneira correta para que ele receba outros produtos de cuidado da melhor forma possível.

5. Hidrate a pele

Finalmente, o último passo é hidratar. Procure uma loção/creme hidratante que seja apropriado para o seu tipo de pele. Você precisa saber que peles oleosas também precisam de hidratação, porém escolha um produto livre de óleos e com toque seco. Finalize o seu ritual de esfoliação com uma camada fina de hidratante.

Além disso, para a hidratação acontecer de maneira eficaz e ainda mais natural, você deve colocar em sua rotina de cuidados o hábito de tomar bastante água durante o dia e comer alimentos que contenham frutas. Saiba que a melhor hidratação vem de dentro para fora.

Fonte: D´Freire



Principais vacinas e reações em bebês

A vacinação infantil protege de inúmeras doenças e faz parte dos cuidados básicos.

Principais vacinas e reações em bebês

Campanha Nacional de Vacinação foca em poliomielite e multivacinação

Cerca de 40 mil salas de vacinação em todo o país começaram a aplicar os imunizantes. A campanha terminará em 9 de setembro.

Campanha Nacional de Vacinação foca em poliomielite e multivacinação

Sinusites e conjuntivites do inverno aumentam risco da celulite ocular em crianças

Os principais sintomas da celulite periorbital e orbital são vermelhidão e inchaço nas pálpebras.

Sinusites e conjuntivites do inverno aumentam risco da celulite ocular em crianças

Transtornos alimentares: conheça as diferenças de cada tipo e os sintomas

Os transtornos alimentares podem trazer consequências sérias para a saúde.

Transtornos alimentares: conheça as diferenças de cada tipo e os sintomas

Mito ou verdade: seguro de vida é usado somente em morte

O seguro de vida oferece diversas coberturas para serem utilizadas em vida.

Mito ou verdade: seguro de vida é usado somente em morte

O perigo dos cigarros eletrônicos para os adolescentes e jovens

Um pequeno dispositivo que cabe no bolso e que surgiu com a promessa de ser menos prejudicial que o cigarro normal e ainda ajuda a parar de fumar.

O perigo dos cigarros eletrônicos para os adolescentes e jovens

ANVISA aprova novos produtos de canabidiol no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou pela primeira vez dois produtos medicinais com teor de THC acima de 0,2%.

ANVISA aprova novos produtos de canabidiol no Brasil

Cuidados ao longo do dia melhoram aparência da pele e previnem doenças

Os diferentes tipos de pele e os cuidados que devem ser tomados em cada período do dia.

Cuidados ao longo do dia melhoram aparência da pele e previnem doenças

Rosácea aumenta risco de inflamação crônica nas pálpebras e olho seco

Doença afeta cerca de 5% da população e em 20% dos casos há manifestações oculares.

Rosácea aumenta risco de inflamação crônica nas pálpebras e olho seco

Benefícios da osteopatia na gravidez

Todo o processo focará na extinção e prevenção de qualquer tipo de dores e inflamações oriundas das alterações corporais.

Benefícios da osteopatia na gravidez

Entorse de tornozelo pode evoluir para lesões mais severas quando não tratado

Até um terço dos pacientes podem sentir dor depois de 12 meses da lesão.

Entorse de tornozelo pode evoluir para lesões mais severas quando não tratado

Diabetes aumenta em 35% o risco de desenvolver um glaucoma neovascular

Glaucoma neovascular está ligado ao diabetes e doenças que afetam o sistema vascular.

Diabetes aumenta em 35% o risco de desenvolver um glaucoma neovascular