Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Hanseníase: entenda a doença

Hanseníase: entenda a doença

05/02/2020 Lívia Botti

Considerada uma das doenças mais antigas do mundo, a Hanseníase foi registrada pela primeira vez no século 6 a.C., sendo conhecida naquela época como lepra.

Mesmo com o passar dos anos, ela ainda se faz presente na sociedade e possui grandes números de incidência.

Atualmente, o Brasil possui 13% dos casos registrados no mundo e é o segundo país com o maior número de incidência da doença, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2015. Nosso país fica atrás somente da Índia com 60% da parcela dos casos mundiais.

A Hanseníase é uma doença infecciosa, crônica e transmissível que é causada pela Mycobacterium leprae, um bacilo ou bactéria que consegue infectar um grande número de pessoas e, normalmente, acomete a pele e os nervos periféricos.

Por ocasionar lesões neurais e ter um alto poder incapacitante, a doença é bastante temida pela população, o que leva muitos pacientes hansenianos a sofrerem o com preconceito e estigma social.

O contágio da doença se dá por meio da inalação de secreções nasais ou gotículas salivares, assim como pelo contato direto com feridas ulceradas de pacientes não tratados.

O que acontece é que estas pessoas podem disseminar o bacilo através do líquido presente nas lesões, e também expeli-lo quando elas falam, tossem ou espirram.

No entanto, é necessário que isso ocorra a vários anos para que a infecção se instale. É preciso deixar claro que pessoas com uma boa imunidade, podem não desenvolver a doença, mesmo se entrarem em contato com a bactéria.

A doença pode se manifestar por meio do surgimento de manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas que se elevam e ganham um aspecto de placas.

Nos locais destas lesões há a diminuição ou perda da sensibilidade ao calor, frio e ao tato. Isso acontece porque os nervos periféricos são afetados pela doença.

Assim que as extremidades dos nervos da pele são comprometidas, podem surgir as sensações de dormência e formigamento nas áreas em que se localizam as manchas. Se por fim, todo o nervo estiver danificado, pode ocorrer a perda de força e paralisia nas mãos e pés.

Dentre outros sintomas da doença estão o aparecimento de nódulos e caroços no corpo, perda de pelos, alteração das secreções de suor, diminuição da força muscular, desenvolvimento de feridas crônicas nas solas dos pés, cegueira e o inchaço do nariz e orelhas.

A incubação da bactéria é lenta e pode levar anos entre o período de contaminação e o surgimento dos sintomas, mas é uma doença que possui cura.

O tratamento é ambulatorial, não necessitando de internação, e pode levar cerca de seis meses em casos amenos, e até um ano para pessoas que apresentam quadros mais graves. Ainda no início do tratamento, a hanseníase deixa de ser transmitida.

* Lívia Botti é dermatologista da Clínica Penchel.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Principais vacinas e reações em bebês

A vacinação infantil protege de inúmeras doenças e faz parte dos cuidados básicos.

Principais vacinas e reações em bebês

Campanha Nacional de Vacinação foca em poliomielite e multivacinação

Cerca de 40 mil salas de vacinação em todo o país começaram a aplicar os imunizantes. A campanha terminará em 9 de setembro.

Campanha Nacional de Vacinação foca em poliomielite e multivacinação

Sinusites e conjuntivites do inverno aumentam risco da celulite ocular em crianças

Os principais sintomas da celulite periorbital e orbital são vermelhidão e inchaço nas pálpebras.

Sinusites e conjuntivites do inverno aumentam risco da celulite ocular em crianças

Transtornos alimentares: conheça as diferenças de cada tipo e os sintomas

Os transtornos alimentares podem trazer consequências sérias para a saúde.

Transtornos alimentares: conheça as diferenças de cada tipo e os sintomas

Mito ou verdade: seguro de vida é usado somente em morte

O seguro de vida oferece diversas coberturas para serem utilizadas em vida.

Mito ou verdade: seguro de vida é usado somente em morte

O perigo dos cigarros eletrônicos para os adolescentes e jovens

Um pequeno dispositivo que cabe no bolso e que surgiu com a promessa de ser menos prejudicial que o cigarro normal e ainda ajuda a parar de fumar.

O perigo dos cigarros eletrônicos para os adolescentes e jovens

ANVISA aprova novos produtos de canabidiol no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou pela primeira vez dois produtos medicinais com teor de THC acima de 0,2%.

ANVISA aprova novos produtos de canabidiol no Brasil

Cuidados ao longo do dia melhoram aparência da pele e previnem doenças

Os diferentes tipos de pele e os cuidados que devem ser tomados em cada período do dia.

Cuidados ao longo do dia melhoram aparência da pele e previnem doenças

Rosácea aumenta risco de inflamação crônica nas pálpebras e olho seco

Doença afeta cerca de 5% da população e em 20% dos casos há manifestações oculares.

Rosácea aumenta risco de inflamação crônica nas pálpebras e olho seco

Benefícios da osteopatia na gravidez

Todo o processo focará na extinção e prevenção de qualquer tipo de dores e inflamações oriundas das alterações corporais.

Benefícios da osteopatia na gravidez

Entorse de tornozelo pode evoluir para lesões mais severas quando não tratado

Até um terço dos pacientes podem sentir dor depois de 12 meses da lesão.

Entorse de tornozelo pode evoluir para lesões mais severas quando não tratado

Diabetes aumenta em 35% o risco de desenvolver um glaucoma neovascular

Glaucoma neovascular está ligado ao diabetes e doenças que afetam o sistema vascular.

Diabetes aumenta em 35% o risco de desenvolver um glaucoma neovascular