Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

26/06/2020 Divulgação

O diagnóstico e o início precoces do tratamento da hipertensão arterial são fatores essenciais para o controle da doença.

Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

Segundo o cardiologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, André Levin, a situação deve ser entendida como um alerta importante, mas não como um diagnóstico definitivo de hipertensão. “São várias as causas de elevação da pressão arterial de forma transitória e, por isso, é preciso uma avaliação minuciosa sobre os motivos dessa elevação”, explica.

Para o diagnóstico de hipertensão ser definido é preciso registrar pressão alta em mais de uma oportunidade ou ainda apresentar alguma lesão em um órgão alvo, como coração, rim, cérebro, olhos e sistema vascular. As aferições podem ser feitas de forma manual no consultório médico, pelo paciente ou mesmo em ambulatórios com o aparelho específico chamado MAPA e os resultados devem ser iguais ou superiores a 140x90.

“É importante que o paciente esteja de repouso e em um ambiente tranquilo. O primeiro número obtido na aferição - mais elevado – determina a pressão sistólica, que diz respeito à fase de contração do coração. O segundo número aponta a pressão diastólica, que é verificada na fase de relaxamento do órgão. As duas referências são igualmente importantes. E o quadro de hipertensão é definido quando uma ou ambas estão elevadas em mais de uma aferição”, reforça o médico. 

Com a confirmação do quadro, a enfermidade deve ser tratada de forma contínua para que se evite complicação à saúde. Segundo Levin, nessa etapa o olhar sob o paciente deve ser multifatorial. “O paciente deve mudar hábitos de vida, inserir na rotina a prática de atividade física, a reeducação alimentar e a perda de peso”. Além disso, o cardiologista lembra que o uso de medicamentos é determinado nessa etapa. “Eles podem variar conforme as características do paciente e os níveis de pressão arterial no início do diagnóstico”, complementa.

Fonte: TREE Comunicação



Desconforto no joelho sem causa aparente?

Problema pode estar no quadril, alerta especialista.

Autor: Divulgação

Desconforto no joelho sem causa aparente?

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

Realizar o transplante capilar é um sonho para muitas pessoas com calvície ou com outros problemas que resultam na queda de cabelo.

Autor: ‌Melina Oliveira

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

O que o seu “catarro” quer dizer?

Especialista explica as principais doenças que podem causar a secreção na garganta e como tratar.

Autor: Divulgação

O que o seu “catarro” quer dizer?

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

Em artigo, cardiologista da Unimed Araxá explica a importância de modificar fatores que originam as doenças.

Autor: Dr. Flávio Paes

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

O tempo seco e as alergias

Com uma nova onda de calor chegando aliada ao tempo seco, comum nesta época do ano, as alergias respiratórias ganham força.

Autor: Divulgação

O tempo seco e as alergias

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

Ronco e sonecas durante o dia também aumentam chance de ter um glaucoma.

Autor: Divulgação

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Dr. Ricardo Kores, médico infectologista do HC-UFU responde às principais dúvidas.

Autor: Divulgação

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?

Neuropediatra e membro do Conselho Científico da ONG Prematuridade.com explica a questão.

Autor: Divulgação

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?

7 fatos que você precisa saber antes de cogitar uma plástica

49,5% dos profissionais processados por erros médicos não tinham certificados em cirurgia plástica.

Autor: Divulgação

7 fatos que você precisa saber antes de cogitar uma plástica

Frutose, álcool e café: qual relação com a gordura no fígado?

Endocrinologista responde a dez dúvidas sobre a esteatose hepática.

Autor: Dra. Marília Bortolotto

Frutose, álcool e café: qual relação com a gordura no fígado?

As causas da má saúde causa pressão sobre o setor

A incapacidade de tornar a saúde da população uma prioridade leva a pressões crescentes sobre o sistema de saúde.

Autor: Mara Machado

As causas da má saúde causa pressão sobre o setor

Longevidade: dicas práticas do dia a dia para prevenir osteoporose

Refeições pobres em proteína levam à redução da massa óssea.

Autor: Divulgação

Longevidade: dicas práticas do dia a dia para prevenir osteoporose