Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

26/06/2020 Divulgação

O diagnóstico e o início precoces do tratamento da hipertensão arterial são fatores essenciais para o controle da doença.

Hipertensão: a primeira aferição é capaz de diagnosticar o problema?

Segundo o cardiologista do Hospital Edmundo Vasconcelos, André Levin, a situação deve ser entendida como um alerta importante, mas não como um diagnóstico definitivo de hipertensão. “São várias as causas de elevação da pressão arterial de forma transitória e, por isso, é preciso uma avaliação minuciosa sobre os motivos dessa elevação”, explica.

Para o diagnóstico de hipertensão ser definido é preciso registrar pressão alta em mais de uma oportunidade ou ainda apresentar alguma lesão em um órgão alvo, como coração, rim, cérebro, olhos e sistema vascular. As aferições podem ser feitas de forma manual no consultório médico, pelo paciente ou mesmo em ambulatórios com o aparelho específico chamado MAPA e os resultados devem ser iguais ou superiores a 140x90.

“É importante que o paciente esteja de repouso e em um ambiente tranquilo. O primeiro número obtido na aferição - mais elevado – determina a pressão sistólica, que diz respeito à fase de contração do coração. O segundo número aponta a pressão diastólica, que é verificada na fase de relaxamento do órgão. As duas referências são igualmente importantes. E o quadro de hipertensão é definido quando uma ou ambas estão elevadas em mais de uma aferição”, reforça o médico. 

Com a confirmação do quadro, a enfermidade deve ser tratada de forma contínua para que se evite complicação à saúde. Segundo Levin, nessa etapa o olhar sob o paciente deve ser multifatorial. “O paciente deve mudar hábitos de vida, inserir na rotina a prática de atividade física, a reeducação alimentar e a perda de peso”. Além disso, o cardiologista lembra que o uso de medicamentos é determinado nessa etapa. “Eles podem variar conforme as características do paciente e os níveis de pressão arterial no início do diagnóstico”, complementa.

Fonte: TREE Comunicação



Sinusites e conjuntivites do inverno aumentam risco da celulite ocular em crianças

Os principais sintomas da celulite periorbital e orbital são vermelhidão e inchaço nas pálpebras.

Sinusites e conjuntivites do inverno aumentam risco da celulite ocular em crianças

Transtornos alimentares: conheça as diferenças de cada tipo e os sintomas

Os transtornos alimentares podem trazer consequências sérias para a saúde.

Transtornos alimentares: conheça as diferenças de cada tipo e os sintomas

Mito ou verdade: seguro de vida é usado somente em morte

O seguro de vida oferece diversas coberturas para serem utilizadas em vida.

Mito ou verdade: seguro de vida é usado somente em morte

O perigo dos cigarros eletrônicos para os adolescentes e jovens

Um pequeno dispositivo que cabe no bolso e que surgiu com a promessa de ser menos prejudicial que o cigarro normal e ainda ajuda a parar de fumar.

O perigo dos cigarros eletrônicos para os adolescentes e jovens

ANVISA aprova novos produtos de canabidiol no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou pela primeira vez dois produtos medicinais com teor de THC acima de 0,2%.

ANVISA aprova novos produtos de canabidiol no Brasil

Cuidados ao longo do dia melhoram aparência da pele e previnem doenças

Os diferentes tipos de pele e os cuidados que devem ser tomados em cada período do dia.

Cuidados ao longo do dia melhoram aparência da pele e previnem doenças

Rosácea aumenta risco de inflamação crônica nas pálpebras e olho seco

Doença afeta cerca de 5% da população e em 20% dos casos há manifestações oculares.

Rosácea aumenta risco de inflamação crônica nas pálpebras e olho seco

Benefícios da osteopatia na gravidez

Todo o processo focará na extinção e prevenção de qualquer tipo de dores e inflamações oriundas das alterações corporais.

Benefícios da osteopatia na gravidez

Entorse de tornozelo pode evoluir para lesões mais severas quando não tratado

Até um terço dos pacientes podem sentir dor depois de 12 meses da lesão.

Entorse de tornozelo pode evoluir para lesões mais severas quando não tratado

Diabetes aumenta em 35% o risco de desenvolver um glaucoma neovascular

Glaucoma neovascular está ligado ao diabetes e doenças que afetam o sistema vascular.

Diabetes aumenta em 35% o risco de desenvolver um glaucoma neovascular

Dicas para cuidar da saúde no inverno

O frio favorece o aparecimento de doenças respiratórias, fique de olho.

Dicas para cuidar da saúde no inverno

Consumo de bebida alcoólica afeta dieta de mulheres com compulsão alimentar

Estudo da USP relaciona consumo problemático de bebida alcoólica e menor qualidade da alimentação.

Consumo de bebida alcoólica afeta dieta de mulheres com compulsão alimentar