Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O calor passa, uma cicatriz, não!

O calor passa, uma cicatriz, não!

26/01/2024 ‌Felipe Villaça

O verão, conhecido pela temporada de férias, altas temperaturas e dias ensolarados, pode ser uma estação interessante para quem está considerando passar por uma cirurgia plástica.

O calor passa, uma cicatriz, não!

Porém, é importante reconhecer que esse período do ano exige alguns cuidados especiais que devem ser tomados para garantir uma recuperação tranquila e um resultado eficaz.

Engana-se quem acredita que esse tipo de procedimento estético só pode ser realizado no inverno e em estações com temperaturas mais amenas. Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica mostram que as cirurgias plásticas no Brasil aumentam em média 20% a cada verão.

Os meses de dezembro e janeiro, que compreendem a estação, são os períodos em que a maior parte das pessoas está de férias ou recesso, o que pode tornar o pós-operatório mais tranquilo, uma vez que o paciente não precisará se preocupar em se afastar de suas atividades rotineiras, como estudo e/ou trabalho. A redução do esforço físico contribui para que o processo de recuperação e cicatrização seja muito mais rápido e com menores chances de complicações.

Um dos desafios ao optar por cirurgias plásticas no verão é a exposição ao sol. Os raios ultravioleta podem não apenas danificar a pele recém-operada, mas também comprometer a cicatrização e aumentar o risco de complicações, como marcas hiperpigmentadas e quelóides. Portanto, a proteção solar torna-se um cuidado indispensável. O uso regular de protetor solar, conforme orientação do cirurgião, é imprescindível. Além disso, é recomendável evitar a exposição direta ao sol, especialmente durante os horários mais quentes do dia.

Altas temperaturas também podem aumentar a desidratação, situação que pode impactar desfavoravelmente a recuperação pós-cirúrgica. Manter-se bem hidratado é essencial para promover a cicatrização e reduzir o risco de complicações. Pacientes devem seguir todas as instruções sobre a ingestão de líquidos, adaptando-as conforme a condição climática vigente.

Outro fator a se considerar é que o calor pode intensificar o inchaço pós-operatório, tornando essencial adotar medidas para controlá-lo. Compressas frias, repouso e elevação adequada da área afetada são práticas que ajudam a minimizar possíveis desconfortos.

Por fim, optar por cirurgias plásticas no verão exige uma abordagem consciente e cuidadosa. Os pacientes devem colaborar ativamente com o cirurgião, seguindo todas as orientações pré e pós-operatórias. Ao adotar todos os cuidados relacionados à proteção solar, hidratação e controle do inchaço, é possível aproveitar os benefícios das cirurgias plásticas durante o essa estação, tendo tempo suficiente para a recuperação e garantindo um excelente resultado.

* Felipe Villaça é cirurgião plástico da FVG Cirurgia Plástica.

Para mais informações sobre cirurgia plástica clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Gastrite: dicas para prevenir e tratar a doença

O Google Trends, um dos sites mais famosos de busca na internet, vem apontando “gastrite” como um dos temas mais pesquisados pelos usuários.

Autor: Divulgação

Gastrite: dicas para prevenir e tratar a doença

Especialistas alertam para cuidados com queimaduras de limão, sol e água-viva

Comuns no verão, essas lesões podem se tornar graves se não tiverem a atenção necessária.

Autor: Divulgação

Especialistas alertam para cuidados com queimaduras de limão, sol e água-viva

Dengue: hidratação com até 6 litros de água pode evitar o tipo hemorrágico

Especialista em Saúde Pública esclarece que uma pessoa pode adoecer quatro vezes com os quatro sorotipos da doença.

Autor: Divulgação

Dengue: hidratação com até 6 litros de água pode evitar o tipo hemorrágico

Menopausa: sintomas, tratamentos e dicas

Ginecologista Loreta Canivilo explica tudo sobre esse período da vida da mulher.

Autor: Divulgação

Menopausa: sintomas, tratamentos e dicas

Crianças e Dengue: como prevenir?

Número de casos é alto entre os pequenos e algumas faixas etárias não podem sequer usar repelentes contra insetos.

Autor: Divulgação

Crianças e Dengue: como prevenir?

Dengue, Chikungunya e Zika: conheça os sintomas de cada doença

“Os sintomas podem ser parecidos, por isso, é importante uma avaliação médica”.

Autor: Divulgação

Dengue, Chikungunya e Zika: conheça os sintomas de cada doença

Maioria dos adultos sofrem com dores ou inchaços após o dia de trabalho

Um estudo recente aponta que uma grande parcela da população adulta relata sentir dores e inchaços após um longo dia de trabalho.

Autor: Divulgação

Maioria dos adultos sofrem com dores ou inchaços após o dia de trabalho

Novo corpo, novo indivíduo, novo eu

A cirurgia desempenha um papel importante na vida dos pacientes pós-bariátrica.

Autor: Simone Barros

Novo corpo, novo indivíduo, novo eu

Queloide: o que é e como evitar?

Queloide é uma condição dermatológica caracterizada pelo crescimento anormal de tecido cicatricial.

Autor: Divulgação

Queloide: o que é e como evitar?

Dor no calcanhar afeta 1 em cada 10 pessoas depois dos 40 anos

A fascite plantar é uma doença caracterizada pela degeneração progressiva da fáscia plantar, tecido que se estende do osso do calcanhar até a planta do pé.

Autor: Divulgação

Dor no calcanhar afeta 1 em cada 10 pessoas depois dos 40 anos

Cinco formas de lidar com a enxaqueca no dia a dia

Doença está entre as complicações mais incapacitantes do mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.

Autor:  Dra. Jackeline Barbosa

Cinco formas de lidar com a enxaqueca no dia a dia

Ipsemg passará a oferecer serviço de assistência domiciliar

Instituto está com edital aberto para a contratação de prestadores para o serviço.

Autor: Divulgação