Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O canabidiol no tratamento da endometriose

O canabidiol no tratamento da endometriose

31/03/2020 Gabriela Gonçalves

O março amarelo é o mês dedicado à conscientização sobre a endometriose.

A Endometriose é uma doença ginecológica em que células da camada que reveste o útero, o chamado Endométrio, cresce fora da cavidade uterina, podendo acometer outros orgãos presentes no abdome.

Como resultado tem-se uma reação inflamatória crônica que, por sua vez, pode ocasionar cólicas menstruais intensas; dor crônica na região pélvica, na vagina, durante relações sexuais e ao urinar; inchaço; náuseas e vômitos e em casos mais graves até a infertilidade. 

A Endometriose é muito comum no Brasil. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 15% das mulheres, ou seja, aproximadamente 7 milhões, sofrem com a doença no país.

A causa para o surgimento da doença ainda é objetivo de estudos, cientistas apontam que na verdade pode ser algo multifatorial com associação de fatores genéticos, anormalidades imunológicas e disfunção endometrial.

Estudos científicos realizados nos últimos anos verificaram que pacientes com endometriose apresentavam uma queda nos receptores do sistema endocanabinóide, responsável por equilibrar o organismo para que este realize suas funções corretamente.

Este sistema contém neurotransmissores que se ligam a receptores canabinoides produzidos pelo corpo ou adquiridos externamente, como no caso das substâncias da planta Cannabis.

A Journal of Molecular Endocrinology, periódico oficial da Sociedade de Endocrinologia Europeia, publicou uma pesquisa de 2013, constatou que o canabidiol (CBD) – canabinoide extraído da Cannabis – desenvolve ações importantes nos órgãos reprodutores femininos.

Segundo a publicação, estas substâncias podem regular algumas funções tais como a migração e a proliferação de células do endométrio.

Ainda que sejam necessários mais estudos sobre a relação dos canabinoides com o aparelho reprodutor feminino, sabe-se que o CBD tem propriedade analgésica e anti-inflamatória, e, portanto, poderia ser utilizado para o alívio de alguns dos sintomas para endometriose.

O seu uso tem aliviado as dores crônicas da inflamação, os espasmos, as náuseas e vômitos, proporcionando aos pacientes mais qualidade de vida.

Outro ponto importante a favor do uso de CBD para os casos de endometriose, é a sua capacidade de impedir o crescimento e a migração das células que causam a inflamação. O canabidiol bloqueia a ativação do receptor GPR 18 (responsável pelo deslocamento das células danificadas).

As propriedades do CBD têm contribuído para o combate aos sintomas da endometriose, para uma melhora no quadro clínico e na qualidade de vida dos pacientes.

Mas vale reforçar que trata-se do uso medicinal da planta e, que, assim como qualquer outro tratamento, o canabidiol deve ser prescrito e acompanhado por médicos.

* Gabriela Gonçalves é diretora médica da Ease Labs.

Fonte: Partners Comunicação Pro Business



O tempo seco e as alergias

Com uma nova onda de calor chegando aliada ao tempo seco, comum nesta época do ano, as alergias respiratórias ganham força.

Autor: Divulgação

O tempo seco e as alergias

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

A nutrição adequada fornece ao corpo os nutrientes necessários para funcionar corretamente.

Autor: Divulgação

Nutrição e atividade física: saúde do corpo e da mente

Cigarro: eletrônico ou “analógico”, é preciso se livrar dele!

Médicos do Hospital Paulista alertam para as diferentes formas de consumo da nicotina, todas prejudiciais à saúde.

Autor: Divulgação

Cigarro: eletrônico ou “analógico”, é preciso se livrar dele!

Quer envelhecer vivendo mais e melhor?

Então cuide agora da sua pressão arterial.

Autor: Felipe Vecchi

Quer envelhecer vivendo mais e melhor?

Glaucoma atinge milhões de pessoas no país e pode causar a perda de visão

Campanha Maio Verde visa estimular a conscientização sobre o diagnóstico precoce da doença, que tem progressão lenta e assintomática.

Autor: Divulgação

Glaucoma atinge milhões de pessoas no país e pode causar a perda de visão

Desconforto no joelho sem causa aparente?

Problema pode estar no quadril, alerta especialista.

Autor: Divulgação

Desconforto no joelho sem causa aparente?

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

Realizar o transplante capilar é um sonho para muitas pessoas com calvície ou com outros problemas que resultam na queda de cabelo.

Autor: ‌Melina Oliveira

Transplante capilar: cada paciente é de um jeito

O que o seu “catarro” quer dizer?

Especialista explica as principais doenças que podem causar a secreção na garganta e como tratar.

Autor: Divulgação

O que o seu “catarro” quer dizer?

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

Em artigo, cardiologista da Unimed Araxá explica a importância de modificar fatores que originam as doenças.

Autor: Dr. Flávio Paes

Prevenção cardiovascular: quanto mais cedo melhor!

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

Ronco e sonecas durante o dia também aumentam chance de ter um glaucoma.

Autor: Divulgação

Sono ruim aumenta risco de glaucoma em até 20%, diz estudo

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Dr. Ricardo Kores, médico infectologista do HC-UFU responde às principais dúvidas.

Autor: Divulgação

O que você precisa saber sobre a doença do beijo

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?

Neuropediatra e membro do Conselho Científico da ONG Prematuridade.com explica a questão.

Autor: Divulgação

Nascimento prematuro e autismo: Existe relação?