Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O movimento dos orgânicos não parou

O movimento dos orgânicos não parou

11/05/2020 Clauber Cobi Cruz

Perder vidas para um vírus agressivo é o que pode acontecer de pior para a sociedade.

O movimento dos orgânicos não parou

No entanto, a principal marca dessa pandemia foi o isolamento social para conter o COVID-19 e preservar o setor de saúde. De quarentena, os habitantes das grandes cidades retomaram uma atividade à qual há muito não se dedicavam: cozinhar! E foi cozinhando que se deram conta da importância dos alimentos para a manutenção da saúde.

Alimentar-se com produtos saudáveis e naturais é decisivo para ter imunidade e proteger-se de qualquer doença. Essa conscientização provocou um aumento na demanda por frutas, legumes e verduras – a chamada sessão de FLV nas redes varejistas – justamente os produtos que abrem as portas do mercado de orgânicos aos novos consumidores. Resultado: o setor não perdeu o vigor ao longo dessa crise. Ao contrário, a expectativa é a de manter as estimativas de crescimento na ordem de 10% em 2020.

Dependendo do cenário, essa previsão poderá inclusive ser ampliada. Nas sondagens com diversos players do setor de orgânicos, percebemos um claro otimismo, já que muitos sentiram um crescimento expressivo na procura por seus produtos durante o período de quarentena. De fato, o consumo de alimentos orgânicos, livres de agrotóxicos e cultivados de forma a preservar seus atributos nutritivos e ambientais, está associado pelo consumidor com a manutenção de um estilo de vida natural e saudável.

Se de um lado a conscientização aumentou, de outro, não faltou poder aquisitivo para esse flerte com os produtos orgânicos. Da mesma forma que se dispõe a pagar mais pelo prazer de, por exemplo, degustar uma cerveja artesanal, o consumidor percebeu que é viável manter alimentos orgânicos na sua dieta, para agregar mais valor em termos de saúde e bem-estar.

O crescimento do e-commerce nesse período de quarentena também jogou a favor dos orgânicos. Os serviços de entrega on-line, com fornecimento de cestas orgânicas, garantiram o abastecimento regular e trouxeram uma nova experiência de compra e venda. Os produtores, de repente, viram-se diante da necessidade de ampliar sua presença no ambiente digital, encontrando formas de divulgar suas ofertas e solucionar os problemas de logística diferenciada.

Para o setor de orgânicos, a volta à normalidade terá um impacto mais positivo do que aquele sentido por outros setores. Sem aeronaves no pátio esperando para decolar, sem taxas de ocupação com que se preocupar, os produtores orgânicos vão se beneficiar da conquista de novos consumidores, que experimentaram e aprovaram seus produtos. Essa conquista não tem volta.

Inserido na dinâmica do agronegócio, o setor de orgânicos tende a seguir em sua trajetória de crescimento. Apesar da baixa previsibilidade que a carência de dados abrangentes ainda nos impõe, esse otimismo é reflexo do aumento contínuo que vínhamos percebendo no número de unidades produtivas cadastradas no MAPA. Além disso, o espaço que os orgânicos vêm ocupando nas redes varejistas de todo o país é cada vez maior. O potencial para aumentar a produção é enorme, enquanto que o número de consumidores dispostos a consumir mais orgânicos só aumenta.

Diante da crise provocada pelo COVID-19, o setor de orgânicos não só está conseguindo se manter, como também é um dos poucos com expectativa de crescimento e aumento de produção. Produtores, varejistas e prestadores de serviço, confinados nesse período de quarentena, estão aproveitando muito bem as oportunidades para aprender, planejar e inovar.

* Clauber Cobi Cruz é diretor da Organis, entidade setorial dos orgânicos.

Fonte: Vera Moreira Comunicação



Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Entenda como as diferentes posições para dormir interferem no funcionamento do organismo.

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

"Conhecer demência é conhecer Alzheimer" é tema de campanha em 2021.

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

Estamos esperando o quê?

Uma pesquisa rápida no Google Trends aponta o que qualquer cidadão do mundo já sabe: o termo mais mencionado e pesquisado no ano passado foi “Coronavírus”.

Estamos esperando o quê?

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Pesquisa analisa 5 mil profissionais de educação e da segurança pública da rede estadual lotados em Manaus.

Proteção da CoronaVac em pessoas com comorbidade é superior a 90%

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Doença é autoimune e pode afetar bebês e crianças pequenas.

Fisioterapia precoce é essencial no tratamento da artrite idiopática juvenil

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

Estudo aponta que declínio do risco pode chegar a 73%.

Atividade física reduz risco de desenvolver glaucoma 

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Campanha para reduzir índices de suicídio é uma iniciativa da ABP e do Conselho Federal de Medicina.

“Agir salva vidas” é tema de campanha Setembro Amarelo 2021

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Variantes do vírus fazem com que seja necessário "treinar" o organismo para poder prevenir infecções.

Por que terceira dose de vacina contra Covid é importante e necessária

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Relação entre fumo e doença é mais um motivo importante para a decisão de parar de fumar

Tabagismo aumenta chances de casos graves da Covid-19

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Toda mulher passa por diferentes fases no ciclo fértil.

Dicas de alimentação na TPM, gravidez e menopausa

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Pesquisa mostra que procura por atendimento hospitalar por AVC e ataques cardíacos sofreu redução no período.

Número de mortes por paradas cardíacas aumenta durante a pandemia

Como a vitamina B12 pode beneficiar a sua saúde

A deficiência de vitamina B12 pode causar disfunções no sistema digestivo, sanguíneo ou neurológico.

Como a vitamina B12 pode beneficiar a sua saúde