Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O mundo pós Coronavírus

O mundo pós Coronavírus

27/05/2020 Ivo Carraro e Genoveva Ribas Claro

A presente época de pandemia impôs aos seres humanos uma condição inusitada: isolamento social.

Tal situação, inesperada e inédita, criou uma realidade em que um estado de ansiedade elevada poderá ser predominante.

Mas, como tudo na vida, é uma situação que está de passagem e deixará, certamente, um rastro de consequências que serão analisadas por diversos olhares como políticos, econômicos, psicológicos, sociais, etc…

Analisando os efeitos desse cenário pela visão da Neurociência, a ciência do cérebro, entra em cena a neuroplasticidade, ou seja, as transformações cerebrais contínuas com as experiências de vida.

O cérebro humano é informado sobre o mundo exterior por vias sensoriais - visão, audição, tato, olfato e paladar – e a elas reage. Tais reações passam, obrigatoriamente, por dimensões emocionais.

Assim, ansiedade, medo e estresse são emoções oriundas do cérebro límbico – emocional – tendo em vista as informações sensoriais geradas no mundo externo.

Estatísticas de quantas pessoas foram infectadas pelo coronavírus e morreram; número de contaminados e foram curados; dificuldades financeiras de empresas que demitem seus colaboradores, etc...

Tais informações provocam, inevitavelmente, um estresse elevado que acarreta em traumas emocionais. Conceitua-se estresse como uma reação bioquímica que acontece no organismo humano tendo em vista uma situação que cause ansiedade ou medo.

No tempo futuro pós-coronavírus é de se deduzir com raciocínio lógico, que o estresse pós-traumático acompanhará a vida de muitos.

Dentro da maior brevidade de tempo, com o anúncio de que a quarentena terminou, para a alegria de todos, o álcool em gel e as máscaras provavelmente continuarão na vida de alguns. Nas filas o espaço de dois metros entre as pessoas certamente ainda será observado.

E assim será em outras situações congêneres. Mas tal fato também será temporário. O cérebro tem a grande capacidade de se acomodar ao mundo novo e tudo voltará a ser como era antes.

O mundo pós-coronavírus pode ter mudado para os seres humanos. Cada qual, com o seu jeito próprio de ser, relacionar-se-á com a sua realidade.

No entanto a Terra, como ponto azul no espaço continuará, silenciosamente, com seus movimentos infinitos. Agora, porém, com uma atmosfera mais pura, com os rios menos poluídos e, oxalá, com seus habitantes mais solidários.

* Ivo Carraro é psicólogo e coordenador do Centro de Atendimento Psicopedagógico do Centro Universitário Internacional Uninter.

* Genoveva Ribas Claro é professora da Escola Superior de Educação – ESE – do Grupo UNINTER. 

Fonte: Página 1 Comunicação



A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

É inaceitável que pessoas ainda morram de malária

Esta semana, de 25 a 29 de abril, marca a luta mundial contra a malária.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Nutricionista fala sobre o poder dos alimentos para a nossa saúde.

8 alimentos para incluir na dieta se você tem dores crônicas

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Tireoide não é a culpada pelo ganho de peso

É muito comum algumas pessoas associarem o ganho de peso excessivo e inexplicado a um problema de tireoide, chamado de hipotireoidismo que nada mais é, a falta dos hormônios tireoidianos.


Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Quando uma forte dor no peito aparece é um indicativo de que há algo errado acontecendo e é comum associarmos imediatamente a dor com a possibilidade de que seja um infarto.

Você sabe identificar os sinais de um ataque cardíaco?

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Dermatologista explica que a guloseima deve ser consumida com moderação. Confira!

Comer chocolate realmente aumenta o surgimento de acne?

Começa vacinação contra a gripe em todo o país

Meta é imunizar 76,5 milhões de pessoas até 3 de junho.

Começa vacinação contra a gripe em todo o país

YouTube lança novas seções de conteúdo de saúde

As novas ferramentas visam ajudar as pessoas a navegarem pela plataforma.

YouTube lança novas seções de conteúdo de saúde

Riscos, físicos e emocionais, provocados por transtornos alimentares

Transtornos alimentares são desordens complexas, causadas e mantidas por diversos fatores sociais, psicológicos e biológicos.

Riscos, físicos e emocionais, provocados por transtornos alimentares

OMS convida Butantan para compartilhar experiência na produção de soro antiofídico

Em 2018, a OMS estabeleceu os acidentes ofídicos como uma doença tropical negligenciada.

OMS convida Butantan para compartilhar experiência na produção de soro antiofídico