Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Ouvir – uma conexão com a saúde?

Ouvir – uma conexão com a saúde?

16/10/2015 Wendy Margolese

Costuma-se dizer que temos dois ouvidos e apenas uma boca para ouvir mais do que falar.

Mas, em virtude da crescente conveniência da tecnologia, é cada vez mais difícil dar o tempo necessário para ouvir e, assim, criar e manter relacionamentos significativos – sejam entre médico e paciente, patrão e empregado, pai e filho ou marido e mulher. Apesar disso, relacionamentos são importantes. É da dinâmica de ouvir e ser ouvido que eles provêm.

Cada vez mais, a comunidade médica está atenta ao papel que o ouvir desempenha no tratamento de um paciente.

Há quem argumente que o sistema médico atual, ao seguir a lógica da redução de tempo, trocou a arte do ouvir – os dados qualitativos – pela ânsia pelos dados quantitativos que a tecnologia oferece.

O Dr. Ted Kaptchuk, diretor da Escola de Medicina de Harvard, alerta que “os medicamentos são reconhecidos como o próprio tratamento, ao passo que o relacionamento – a audição respeitosa e cuidadosa – virou o resto”. Sábios médicos e enfermeiros, assevera ele, sabem que “o resto” – respeito, atenção, empatia etc – costuma responder pela maior parte do cuidado médico.

Se, ao buscar saúde, não encontramos a conexão, há outra fonte à qual podemos nos dirigir. Para encontrá-la, precisamos aguçar nossa própria capacidade de ouvir.

Os Salmos dizem: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus”. Um sábio conselho para quem quer se tornar um melhor ouvinte!

Esse ouvir também tem um efeito sanador, conforme demonstrou Bob, que estava perdendo sua audição. Ele buscou na Bíblia referências a ouvir e audição. Enquanto buscava compreensão espiritual, percebeu que precisava ouvir mais a Deus.

Também percebeu que falava demais e ouvia pouco seus colegas de trabalho. Bob se esforçou para deixar de lado seu próprio ponto de vista e, humildemente, deixar as opiniões pessoais serem dissolvidas ao ouvir a fonte divina da inteligência. No trabalho, passou a ouvir as pessoas sem julgamento.

Aos poucos, sua audição voltou ao normal. Para ele, essa cura foi o resultado da confiança na inteligência divina e do compromisso em ouvir melhor.

É natural querer saber se alguém nos ouve e cuida da nossa saúde. A Mente infinita conhece nossas necessidades. Não é necessário falar muito; ouvir faz a conexão.

* Wendy Margolese escreve sobre espiritualidade e saúde. Ela é Comité de Publicação da Ciência Cristã em Ontário, Canadá.



Como lidar com os 7 maiores incômodos da puberdade

É por volta dos 11 a 13 anos que a menina passa a ter alterações que mudam o seu corpo para sempre.


Levantamento alerta para consumo de álcool no Brasil

Mais de dois milhões de brasileiros têm traços de dependência.

Levantamento alerta para consumo de álcool no Brasil

Maconha é apontada como a droga mais consumida no Brasil

Levantamento da Fiocruz aponta que 7,7% dos brasileiros usaram maconha pelo menos uma vez.

Maconha é apontada como a droga mais consumida no Brasil

Procedimento redesenha aréolas de mulheres que fizeram cirurgia plástica nas mamas

Através de tatuagem realista, mulheres que fizeram mamoplastia, colocaram silicone e que venceram o câncer podem melhorar a autoestima.

Procedimento redesenha aréolas de mulheres que fizeram cirurgia plástica nas mamas

8 aspectos que todos deveriam saber sobre AUTISMO

Não é nem tão difícil assim entender um autista, quando se consegue compreender o modo como vê o mundo.


Rotina de cuidados com a pele facial antes de dormir

Saiba como cuidar melhor da sua pele antes de dormir e tire suas principais dúvidas sobre o assunto.

Rotina de cuidados com a pele facial antes de dormir

Hábitos mais saudáveis podem evitar ou retardar o aparecimento da demência

Doença que já atinge mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo pode ser evitada com atividade física e reeducação alimentar.

Hábitos mais saudáveis podem evitar ou retardar o aparecimento da demência

O que é TDAH e como diferenciar de impulsividade

Segundo dados da OMS, cerca de 4% da população adulta mundial têm o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH.


Agosto é o mês de incentivo ao aleitamento materno

Campanha visa sensibilizar a sociedade sobre a importância de todos contribuírem para garantir às mães a prática do aleitamento materno.

Agosto é o mês de incentivo ao aleitamento materno

O que aprender com as melhores instituições de saúde do mundo?

Profissionais especializados, tecnologia de ponta e muito conhecimento científico respaldando o trabalho médico.


Uso excessivo do celular pode causar vício e problemas psicológicos

Dados mostram que 12% dos americanos já desenvolveram dependência dos smartphones; psicólogo explica os riscos para a saúde mental.

Uso excessivo do celular pode causar vício e problemas psicológicos

Pesquisadores testam novo tratamento contra leishmaniose

Regiões Nordeste e Centro-Oeste são as mais endêmicas no Brasil.