Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Saúde define critérios de distanciamento social com base em diferentes cenários

Saúde define critérios de distanciamento social com base em diferentes cenários

08/04/2020 Divulgação

Medidas de isolamento devem ser proporcionais à realidade apresentada em cada região, observando critérios epidemiológicos, ou seja, de transmissão da doença, além da capacidade da rede de saúde.

Saúde define critérios de distanciamento social com base em diferentes cenários

A partir da próxima segunda-feira (13/04), os municípios e estados do país que não tiveram ultrapassado o percentual de 50% de ocupação dos serviços de saúde, após a pandemia de coronavírus, podem iniciar uma transição para um formato onde apenas alguns grupos ficam em isolamento.

A medida é recomendada desde que haja oferta de leitos e respiradores, Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para o trabalho de profissionais de saúde e testes de diagnóstico. A recomendação está no Boletim Epidemiológico Especial sobre Coronavírus, publicado nesta segunda-feira (6) pelo Ministério da Saúde.

O documento orienta a adoção de ações diferenciadas em relação ao distanciamento social por estados e municípios, a partir de distintos cenários da circulação do vírus. O objetivo é promover o retorno gradual a circulação de pessoas, incluindo as atividades de laborais, com segurança, evitando uma possível explosão de casos sem que o sistema de saúde local tenha tempo de absorvê-los e garantir a assistência adequada à população.

Contudo, nos locais que apresentarem coeficiente de incidência 50% superior à estimativa nacional devem manter essas medidas de distanciamento social de todos os setores da sociedade até que os materiais e insumos de saúde sejam suficientes, considerando a possibilidade de ampliação da transmissão do vírus. A iniciativa considera a diversidade do território brasileiro, de Norte a Sul, na perspectiva dos 5.570 municípios.

Fonte: Ministério da Saúde



Como garantir a qualidade de ar do seu negócio para reabertura pós-pandemia

Um dos sintomas associados a não renovação do ar é a dor de cabeça e a sonolência.

Como garantir a qualidade de ar do seu negócio para reabertura pós-pandemia

Periferias são mais vulneráveis ao coronavírus

Informalidade e desigualdade urbana sãos as principais causas.

Periferias são mais vulneráveis ao coronavírus

O mundo pós Coronavírus

A presente época de pandemia impôs aos seres humanos uma condição inusitada: isolamento social.


Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Atividades são grandes aliadas na preservação da saúde física e mental durante esse período.

Jogos, tecnologia e exercícios físicos são aliados dos idosos durante distanciamento social

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

No Brasil, uma a cada cinco pessoas são obesas.

Entenda por que obesos estão no grupo de risco

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Os pais precisam ficar atentos aos sinais no comportamento dos pequenos.

Tempo demais no celular faz mal à visão das crianças

Pandemia reduz procura no atendimento por câncer de mama

Levantamento foi realizado pela Sociedade Brasileira de Mastologia


Como aumentar a produção de colágeno para o rosto e corpo

Descubra os alimentos que aumentam a produção de colágeno para o rosto, cabelos e unhas. Dicas importantes de como produzir colágeno natural.


Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Percentual é melhor que de abril quando proporção era de 15%.

Pesquisa estima que casos confirmados são 35% dos sintomáticos

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?

Entre as razões está a capacidade de resposta do sistema imunológico, que fica mais lenta e fraca à medida em que a pessoa envelhece.

Por que o Coronavírus é mais perigoso para os idosos?

Por que no outono os cabelos caem mais?

Com a chegada do outono/inverno, cai a incidência de luminosidade e as temperaturas ficam cada vez mais baixas.

Por que no outono os cabelos caem mais?

As dores musculares não podem ser ignoradas

Sofrer com dores não é normal e elas não devem ser ignoradas, ainda mais em tempo de pandemia.

As dores musculares não podem ser ignoradas