Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Síndrome do Impostor: será que sou uma fraude?

Síndrome do Impostor: será que sou uma fraude?

24/08/2022 William Sanches

Doença é caracterizada por pessoas que têm tendência à autossabotagem.

Síndrome do Impostor: será que sou uma fraude?

Se você se sente incomodado toda vez que recebe um elogio, deixa tudo para depois, tem dificuldade de dizer não para os outros, quer agradar todo mundo ou sempre acha que as coisas boas e as oportunidades são apenas sorte que surge em sua vida, preste bem atenção: você pode estar sofrendo da chamada Síndrome do Impostor.

A Síndrome do Impostor é caracterizada por pessoas que têm tendência à autossabotagem e isso é muito sério, principalmente em tempos difíceis.

Entenda o que é Síndrome do Impostor, a sensação de que a qualquer momento alguém vai descobrir que você é uma fraude.

Segundo estudos da psicóloga Gail Matthews, da Universidade Dominicana da Califórnia, nos Estados Unidos, a condição está ligada à alta competitividade do mercado e atinge 70% dos profissionais.

Você pode perder ótimas oportunidade e ideias criativas, simplesmente por sofrer essa síndrome.

A Síndrome do Impostor é aquela insatisfação recorrente com o seu próprio desempenho, que se soma à falta de valorização dos seus resultados.

Pessoas com essa autopercepção atribuem o sucesso de suas conquistas a fatores como ajuda de terceiros, momentos oportunos, conexões, coincidências, carisma e outros elementos que não possuem relação com seu esforço pessoal.

Isso pode ocorrer em todos os aspectos da sua vida, seja no campo social, profissional, pessoal ou no aprendizado constante, atrapalhando e muito na prosperidade.

Algo bem interessante — e daí vem o nome impostor — é que essas pessoas que desenvolvem essa síndrome “temem ser descobertas como fraudes”. Por não confiarem em suas próprias habilidades e intelecto, acreditam que os demais podem chegar à conclusão de que, na verdade, não são capazes de atingir o nível de excelência atribuída a elas. Assim, serão acusadas de enganarem a todos.

Quem não acredita nas coisas positivas e está sempre esperando o pior de si mesmo, sem perceber, está se autossabotando e tende a não conseguir cumprir seus projetos ou tarefas simples entrando, assim, em um ciclo de negatividade constante.

Quem não enxerga seu próprio valor acaba não se sentindo merecedor das coisas boas que a vida traz. É como receber uma benção divina, mas ao invés de ficar feliz, se sente não merecedor e acaba sofrendo por isso.

A Síndrome do Impostor faz com que suas vítimas não consigam perceber o valor das suas habilidades e competências e elas acabam se colocando numa espécie de vigília negativa, num temor intermitente de serem consideradas “uma fraude”.

Texto: William Sanches - Terapeuta e autor de mais de 20 livros. Especialista em Comportamento Humano e Reprogramação Neurolinguística.

Para mais informações sobre autoestima clique aqui.

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Lara Comunicação



Especialistas alertam para cuidados com queimaduras de limão, sol e água-viva

Comuns no verão, essas lesões podem se tornar graves se não tiverem a atenção necessária.

Autor: Divulgação

Especialistas alertam para cuidados com queimaduras de limão, sol e água-viva

Dengue: hidratação com até 6 litros de água pode evitar o tipo hemorrágico

Especialista em Saúde Pública esclarece que uma pessoa pode adoecer quatro vezes com os quatro sorotipos da doença.

Autor: Divulgação

Dengue: hidratação com até 6 litros de água pode evitar o tipo hemorrágico

Menopausa: sintomas, tratamentos e dicas

Ginecologista Loreta Canivilo explica tudo sobre esse período da vida da mulher.

Autor: Divulgação

Menopausa: sintomas, tratamentos e dicas

Crianças e Dengue: como prevenir?

Número de casos é alto entre os pequenos e algumas faixas etárias não podem sequer usar repelentes contra insetos.

Autor: Divulgação

Crianças e Dengue: como prevenir?

Dengue, Chikungunya e Zika: conheça os sintomas de cada doença

“Os sintomas podem ser parecidos, por isso, é importante uma avaliação médica”.

Autor: Divulgação

Dengue, Chikungunya e Zika: conheça os sintomas de cada doença

Maioria dos adultos sofrem com dores ou inchaços após o dia de trabalho

Um estudo recente aponta que uma grande parcela da população adulta relata sentir dores e inchaços após um longo dia de trabalho.

Autor: Divulgação

Maioria dos adultos sofrem com dores ou inchaços após o dia de trabalho

Novo corpo, novo indivíduo, novo eu

A cirurgia desempenha um papel importante na vida dos pacientes pós-bariátrica.

Autor: Simone Barros

Novo corpo, novo indivíduo, novo eu

Queloide: o que é e como evitar?

Queloide é uma condição dermatológica caracterizada pelo crescimento anormal de tecido cicatricial.

Autor: Divulgação

Queloide: o que é e como evitar?

Dor no calcanhar afeta 1 em cada 10 pessoas depois dos 40 anos

A fascite plantar é uma doença caracterizada pela degeneração progressiva da fáscia plantar, tecido que se estende do osso do calcanhar até a planta do pé.

Autor: Divulgação

Dor no calcanhar afeta 1 em cada 10 pessoas depois dos 40 anos

O calor passa, uma cicatriz, não!

O verão, conhecido pela temporada de férias, altas temperaturas e dias ensolarados, pode ser uma estação interessante para quem está considerando passar por uma cirurgia plástica.

Autor: ‌Felipe Villaça

O calor passa, uma cicatriz, não!

Cinco formas de lidar com a enxaqueca no dia a dia

Doença está entre as complicações mais incapacitantes do mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.

Autor:  Dra. Jackeline Barbosa

Cinco formas de lidar com a enxaqueca no dia a dia

Ipsemg passará a oferecer serviço de assistência domiciliar

Instituto está com edital aberto para a contratação de prestadores para o serviço.

Autor: Divulgação