Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Urticária: conheça os tipos da doença e os mitos em torno dela

Urticária: conheça os tipos da doença e os mitos em torno dela

11/01/2020 Da Redação

Um dos desafios de pacientes com urticária é chegar ao diagnóstico correto.

Urticária: conheça os tipos da doença e os mitos em torno dela

É uma jornada muitas vezes longa até descobrir a doença, que afeta o bem-estar e impacta negativamente a qualidade de vida dessas pessoas.

Existem dois tipos de urticárias, a aguda e a crônica. A aguda que é mais frequente, dura no máximo seis semanas e ocorre, principalmente, nas crianças e adultos jovens. Cerca de 80% das urticárias agudas em crianças aparecem após uma ação inflamatória, causadas por infecções parasitárias (ingestão de peixe cru, por exemplo), infecções por bactérias atípicas, hepatite A e B, HIV, entre outras.

A urticária aguda nem sempre requer uma investigação diagnóstica, apenas quando houver a suspeita de alergia alimentar ou a existência de outros fatores desencadeantes de alergias como uso de anti-inflamatório, por exemplo.

No caso da urticária crônica, ela acontece devido a uma alteração do organismo do paciente. Tem duração prolongada, gera muito desconforto, ansiedade e pode até levar à depressão. Ela é dividida em dois subtipos:

Urticária crônica espontânea: a mais frequente. As lesões surgem sem que se encontre qualquer fator externo responsável.

Urticária crônica induzida: as lesões são desencadeadas por fatores externos específicos (exemplo frio, calor), identificados pela história clínica e testes de provocação.

“É preciso combater alguns mitos que envolvem a urticária. A doença não é contagiosa em nenhuma de suas apresentações. A urticária crônica não é causada por alimentos e nem poeira. Urticária generalizada não é sinônimo de anafilaxia. Angioedema na face não necessariamente evolui para edema de glote. Nem toda urticária necessita de corticoide e, por fim, urticária nem sempre é uma alergia”, explica o Dr. Régis Campos, Coordenador do Departamento Científico de Urticária e Angioedema da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI).

Fonte: Gengibre Comunicação



Violência “no touch”

O assédio moral pode trazer sequelas emocionais e físicas.


Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Dicas para manter uma pele saudável e bem cuidada.

Esfoliação ideal para uma pele linda e renovada

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Embora sejam doenças que não têm cura o diagnóstico precoce e correto pode garantir melhor qualidade de vida aos pacientes.

Fevereiro é mês de conscientização do Lúpus, Fibromialgia e Alzheimer

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

O implante de próteses nos seios é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas brasileiras.

Exercícios físicos x uso de prótese nos seios

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Nesta primeira etapa serão enviadas 660 mil doses da tríplice viral, destinadas a crianças e jovens entre 5 e 19 anos.

Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo foca em crianças e jovens

Como utilizar corretamente o protetor solar

Dicas simples que podem te ajudar de forma correta este produto indispensável para a saúde.

Como utilizar corretamente o protetor solar

Transtorno de conduta infantil

O Transtorno de conduta (TC) não é uma simples desobediência.


Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia.

Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Doença normalmente associada à idade avançada, pode se manifestar muito cedo, causando dores e limitações motoras, mas é possível atenuar seus efeitos.

Artrose nas mãos é comum, mas pode ser evitada

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Prevenção pode detectar lesões assintomáticas e possibilita tratamento do câncer de mama em fase inicial.

Dia Nacional da Mamografia: um alerta sobre a importância do exame

Hanseníase: entenda a doença

Considerada uma das doenças mais antigas do mundo, a Hanseníase foi registrada pela primeira vez no século 6 a.C., sendo conhecida naquela época como lepra.


Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022

Para a população infantojuvenil são esperados mais de 8 mil casos, diz Inca.

Brasil terá 625 mil novos casos de câncer por ano até 2022