Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Uso excessivo do celular pode causar dores e inflamação dos dedos

Uso excessivo do celular pode causar dores e inflamação dos dedos

08/09/2020 Divulgação

Doença chamada de tenossinovite ficou conhecida como "WhatsAppinite".

Uso excessivo do celular pode causar dores e inflamação dos dedos

Punhos, mãos e dedos das mãos, especialmente os polegares, são as principais vítimas do uso excessivo de celulares, computadores e outros dispositivos eletrônicos. Com a pandemia, muitas pessoas aumentaram o tempo gasto com essas tecnologias, resultando em problemas nos tendões e articulações dos punhos e das mãos.

De acordo com a fisioterapeuta e especialista em Pilates, Walkíria Brunetti, muitos pacientes, especialmente as mulheres, chegam à clínica com queixas de dores e inflamação no punho. “Temos visto muitos casos da Síndrome de De Quervain, também chamada de tenossinovite estenosante ou tenossinovite de De Quervain. A condição se desenvolve quase sempre devido aos movimentos repetitivos do punho e polegar, comuns em quem usa computadores ou celulares de forma excessiva”, cita Walkíria. 

Entretanto, a fisioterapeuta ressalta que essa patologia é mais usual em pessoas que usam celulares, por conta do peso do aparelho de celular.

A tenossinovite é o termo usado para designar uma inflamação em um tendão. “Temos vários tendões no corpo. A principal função dessas estruturas é conectar os músculos aos ossos, permitindo movimentos como dobrar o dedão, abrir e fechar as mãos etc. Temos tendões em praticamente todas as articulações”, explica Walkíria.

Tratamento
Quando a tenossinovite já está instalada, a fisioterapia será recomendada. O primeiro passo é tratar a dor.

“Podemos usar diversos recursos, como a crioterapia, eletroterapia, ultrassom, acupuntura. Em alguns casos, podem ser usadas talas. Quando o quadro doloroso melhora, podemos partir para exercícios de fortalecimento das mãos e punhos, assim como fazer uma reeducação do paciente sobre as posturas mais assertivas ao usar dispositivos eletrônicos”, diz Walkíria.

Entretanto, se o paciente retornar aos velhos hábitos, a chance de ter um novo quadro de tenossinovite é grande.

Fonte: Agência Health



As verdades sobre o mau hálito

Conhecida também como mau hálito, a halitose ainda está cercada de dúvidas e preconceitos.

As verdades sobre o mau hálito

Aplicativo brasileiro que monitora Covid-19 já está em uso por 15 países

App conta com versões gratuitas e customizadas de acordo com as necessidades das empresas.

Aplicativo brasileiro que monitora Covid-19 já está em uso por 15 países

Como diagnosticar a artrite reumatoide

Especialista explica os principais fatores que podem indicar o início da doença.

Como diagnosticar a artrite reumatoide

Obesidade é um problema de saúde pública no mundo

Em 2025 estima-se que 2,3 milhões de pessoas estejam com sobrepeso.

Obesidade é um problema de saúde pública no mundo

O seu controle remoto pode estar contaminado e você nem sabe

Dica de limpeza é usar um pano limpo, de preferência de microfibra, e álcool 70º.

O seu controle remoto pode estar contaminado e você nem sabe

Brasil inicia campanhas de vacinação contra pólio e de multivacinação

Outubro Rosa: mês de conscientização sobre os riscos do câncer de mama

Campanha alerta mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Outubro Rosa: mês de conscientização sobre os riscos do câncer de mama

Por que as crianças sofrem mais com infecções no nariz, ouvidos e garganta?

Diagnóstico e tratamento precoces são essenciais para impedir a recorrência dos problemas.

Por que as crianças sofrem mais com infecções no nariz, ouvidos e garganta?

Insegurança alimentar grave atinge 10,3 milhões de brasileiros

Segundo IBGE, 10,3 milhões de pessoas residem em domicílios com insegurança alimentar grave.

Insegurança alimentar grave atinge 10,3 milhões de brasileiros

Vacinas, suas controvérsias e o mundo em pandemia

Temos pesquisadores do mundo todo, aliando forças em prol da produção de uma vacina em tempo recorde.

Vacinas, suas controvérsias e o mundo em pandemia

Má postura no trabalho é a principal causa de cervicalgia

Dados da Sociedade Brasileira de Estudo da Dor (SBED), de 30 a 50% da população sofre de cervicalgia.

Má postura no trabalho é a principal causa de cervicalgia

O transtorno de ansiedade

Você sabia que a ansiedade é biológica?

O transtorno de ansiedade