Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Vitiligo: a informação é o melhor remédio

Vitiligo: a informação é o melhor remédio

24/06/2021 Ana Maria Bertelli

25 de junho é o Dia da Conscientização do Vitiligo, doença que atinge entre 1% e 2% da população mundial.

Vitiligo: a informação é o melhor remédio

No Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), ela afeta cerca de 1 milhão de pessoas. Apesar de ser uma patologia benigna, não infecciosa, que se caracteriza por áreas de pele e pelos com redução de pigmento, o mais desafiador para o portador de vitiligo é conviver com o preconceito. 

Atualmente, várias teorias tratam da causa do vitiligo, desde desordens autoimunes até condições genéticas e aumento do stress oxidativo e dos radicais livres, que causam uma redução dos melanócitos (células responsáveis pela formação da melanina, pigmento que dá cor à pele e aos pelos) nos locais afetados. As lesões têm pouco ou nenhum pigmento, podem ter tamanho variado e acometer pequenas áreas ou até a totalidade da pele, afetando também os pelos e cabelos, que ficam brancos. Como a pele com menos melanina é mais sensível à radiação solar, em alguns casos os pacientes relatam maior sensibilidade e dor na área afetada, que se torna mais susceptível a queimaduras solares, requerendo um maior cuidado e proteção solar.  

Estudos mostram que é provável que haja um componente genético no vitiligo, pois entre 20% a 30% dos portadores têm ao menos um parente de primeiro grau com a doença, que pode começar a aparecer em qualquer fase da vida. 

Sabe-se também que fatores emocionais podem estar entre os motivos que desencadeiam ou agravam a condição – um ponto importantíssimo a ser considerado em tempos de pandemia, no qual grande parte das pessoas está sofrendo com estresse e ansiedade, ou seja, é um momento de atenção para todos os portadores de vitiligo, caso surjam novas manchas pelo corpo. 

De acordo com a SBD, muitas doenças de pele estão relacionadas a questões emocionais. Por isso, neste momento de pandemia, é fundamental avaliar o paciente de forma completa. Muitos pacientes que apresentavam quadros estáveis de doenças de pele voltaram ao consultório com agravamento de sintomas, como reaparecimento de manchas de vitiligo, aumento da queda de cabelos, dermatites atópicas, dermatite seborreica, entre outros. 

É um momento único para, além de prover o tratamento adequado aos pacientes, usarmos nosso alcance para levarmos informações importantes e corretas à população. Todos devem saber sobre o vitiligo e suas particularidades. Somente assim ajudaremos realmente os seus portadores e combateremos o preconceito. Afinal de contas, o vitiligo não é uma doença contagiosa e todos precisam ter esse conhecimento.  

Em caso de dúvidas, procure um dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e tire todas as suas dúvidas sobre a doença ou qualquer outra condição da sua pele, cabelos e unhas. 

* Ana Maria Bertelli é dermatologista e professora do curso de Medicina da Universidade Santo Amaro – Unisa. 

Para mais informações sobre Doenças da Pele clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Unisa



Ministério da Saúde lança campanha nacional de combate à sífilis

Gestantes representaram mais da metade dos casos contraídos em 2020.


Pandemia afetou em 35% número de consultas oftalmológicas em 2020

Cerca de 3,7 milhões de atendimentos deixaram de ser feitos.

Pandemia afetou em 35% número de consultas oftalmológicas em 2020

Nomofobia: Você tem medo de ficar longe do celular?

Uma pesquisa recente publicada pela Digital Turbine mostra que 20% dos brasileiros não ficam mais de 30 minutos longe do celular.

Nomofobia: Você tem medo de ficar longe do celular?

Dor crônica na região lombar pode ser sinal de ‘bico de papagaio’

A região lombar costuma ser a mais afetada pela osteofitose

Dor crônica na região lombar pode ser sinal de ‘bico de papagaio’

Livro inédito comemora centenário da descoberta da insulina

A renda obtida com a venda dos livros será doada ao Instituto Correndo Pelo Diabetes para incentivar a prática da atividade física.

Livro inédito comemora centenário da descoberta da insulina

10 curiosidades sobre o crânio e o cérebro que irão te surpreender

Ainda estamos longe de conhecer todo o mistério que envolve a interligação do cérebro com o nosso organismo como um todo, mas já temos importantes achados.


Quase 3 milhões de mulheres deixaram de rastrear o câncer de mama na pandemia

Com medo do contágio pelo coronavírus, as mulheres deixaram de lado a rotina de cuidados.

Quase 3 milhões de mulheres deixaram de rastrear o câncer de mama na pandemia

Bons hábitos de saúde podem evitar doenças cardiovasculares

Em 2021, Brasil registra 299.304 pessoas mortas por doenças cardiovasculares.

Bons hábitos de saúde podem evitar doenças cardiovasculares

Uso de lentes de contato por crianças deve ser cauteloso

Conheça os riscos e benefícios de crianças e adolescentes usar lentes de contato.

Uso de lentes de contato por crianças deve ser cauteloso

Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Medicações têm efeitos danosos, inclusive com risco de morte.

Pandemia aumenta uso de ansiolíticos, antidepressivos e estabilizadores de humor

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Entenda como as diferentes posições para dormir interferem no funcionamento do organismo.

Por que roncamos ao dormir de barriga para cima?

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença

"Conhecer demência é conhecer Alzheimer" é tema de campanha em 2021.

Dia Mundial do Alzheimer visa desmistificar o preconceito sobre a doença