Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

06/02/2020 Divulgação

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia.

Volta às aulas: as vacinas estão em dia?

As férias escolares estão terminando e, com a volta às aulas, os pais devem redobrar a atenção para evitar o contágio por doenças que podem ser transmitidas na escola.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que as vacinas das crianças e dos adolescentes estejam em dia para prevenir casos de doenças de transmissão interpessoal, considerando o convívio em ambientes coletivos, como as salas de aula.

Uma das doenças graves que pode ser transmitida é a meningite meningocócica, uma infecção bacteriana das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, podendo causar sequelas e até mesmo levar a óbito. Até 23% dos adolescentes e adultos jovens podem ser portadores da bactéria causadora da meningite meningocócica e podem transmití-la para outras pessoas através da saliva e partículas respiratórias, sem necessariamente desenvolver a doença. Por isso é importante a prevenção.

“Dessa forma, além dos próprios adolescentes ficarem protegidos, a vacinação também ajuda a evitar a disseminação da doença para outras pessoas que convivem com eles dentro e fora da escola, como colegas, professores e crianças menores. Além disso, alguns bebês e crianças não podem receber determinadas vacinas devido a alergias graves, sistemas imunológicos debilitados ou outras razões. Para ajudar a mantê-los protegidos, é importante que as outras pessoas e membros da família estejam vacinados também”, afirma Dr. Jessé Alves, infectologista e gerente médico de vacinas da GSK.

O Ministério da Saúde orienta a vacinação das crianças e dos adolescentes de acordo com o calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e todas as vacinas recomendadas no PNI estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) possuem calendários de vacinação com recomendações que complementam o PNI, abrangendo também vacinas que atualmente só estão disponíveis na rede privada para a imunização das crianças e jovens.

Segundo o Dr. Jessé, é importante que os pais e responsáveis não deixem as vacinas das crianças e dos adolescentes em atraso. “A imunização é a principal forma de proteção contra diversas doenças sérias e, caso, alguma dose esteja em aberto ou alguma vacina não tenha sido administrada, é importante fazer a atualização da caderneta de vacinação o quanto antes”, alerta Dr. Jessé.

Meningite Meningocócica

A meningite meningocócica é causada pela bactéria Neisseria meningitidis que possui 13 sorogrupos identificados, sendo que cinco deles são os mais comuns (A, B, C, W e Y).

A vacinação é a principal forma de prevenção contra a doença. Outras formas que podem ajudar na prevenção incluem evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados e limpos.

Atualmente, existem vacinas para a prevenção dos cinco sorogrupos mais comuns no Brasil, as vacinas contra a meningite meningocócica causada pelo tipo B e as vacinas contra os tipos A, C, W e Y. A vacina contra os tipos A, C, W e Y, por exemplo, é recomendada nos calendários das sociedades médicas a partir dos 3 meses de idade, bem como para jovens. A vacina para a prevenção da meningite meningocócica causada pelo tipo B é recomendada a partir dos 3 meses de idade pelas sociedades médicas.

Nos postos de saúde, a vacina contra a doença causada pelo meningococo C é disponibilizada para crianças menores de 5 anos de idade e adolescentes de 11 a 14 anos.

Fonte: GSK e In Press Porter Novelli



A importância da vacina da gripe para os diabéticos

O assunto que é destaque há semanas é o coronavírus, porém não podemos deixar de falar da importância da vacina da gripe para os idosos.

A importância da vacina da gripe para os diabéticos

Meditação: como as crianças e adolescentes podem praticar

Incluir a atividade na rotina com a família pode contribuir durante o período de isolamento social.

Meditação: como as crianças e adolescentes podem praticar

Gordura abdominal prejudica coluna e joelhos

Mesmo em casa, é possível fazer quatro exercícios simples e seguir algumas dicas de alimentação para acabar com o excesso de peso ao redor da cintura.

Gordura abdominal prejudica coluna e joelhos

O canabidiol no tratamento da endometriose

O março amarelo é o mês dedicado à conscientização sobre a endometriose.


Quarentena e sanidade mental: é possível?

A pandemia do coronavírus impôs abruptamente a todas as pessoas a realidade da quarentena: privação da liberdade, limites, mudança de hábitos e rotinas, dificuldades financeiras e organizacionais.


Coronavírus e câncer: cuidado redobrado com o paciente oncológico

Pacientes com câncer podem apresentar imunidade mais baixa, ficando mais vulneráveis.

Coronavírus e câncer: cuidado redobrado com o paciente oncológico

Problemas psicológicos x COVID-19

Com a chegada do COVID-19 no Brasil, podemos notar que o comportamento das pessoas mudou.


Coronavírus e isolamento social

O mundo está sendo convulsionado pelo avanço da pandemia da Covid-19, que afeta e transtorna a vida da humanidade, em todos os sentidos e dimensões, de forma que ainda não conseguimos identificar com clareza as consequências.


Saúde emocional durante o isolamento social: o que fazer?

Vivemos tempos difíceis e incertos frente à pandemia de coronavírus, que exige de nós muitas mudanças.


O micro-organismo que afeta o comportamento e a saúde emocional

Seja no jornal, nos noticiários da TV ou nos sites de notícias, o tema é monotemático: coronavírus (Covid-19).


Telemedicina: liberação necessária na luta contra o coronavírus

A Telemedicina será utilizada “em caráter de excepcionalidade e enquanto durar a batalha de combate ao contágio da Covid-19”.


Universidade vai fabricar álcool gel contra Coronavírus

Produtos obedecem rigorosamente todas as normas de boas práticas de fabricação.

Universidade vai fabricar álcool gel contra Coronavírus