Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O voto por exclusão

Outro dia, uma amiga publicou no Facebook cobrando que as pessoas, em vez apenas criticar os candidatos nos quais não votaria, deveriam defender melhor seus candidatos, apontando suas razões. Discordo.


Justificando meu voto

Creio que não preciso me alongar na justificativa de eu não votar em Dilma Rousseff: Além de sua explícita limitação intelectual; incapaz de transformar um raciocínio numa frase coerente – o que deveria ser uma vergonha para todos os brasileiros, afinal, ela é a Presidente da República! -, Dilma representa um partido que fez do Estado sua extensão ideológica e financeira, corroendo o potencial econômico do país em função de programas assistenciais insustentáveis.


A tolerância com os intolerantes

O PT conseguiu limitar não apenas o potencial econômico do Brasil. O PT conseguiu semear a intolerância entre pessoas de diferentes pontos de vista, polarizando a sociedade, dividindo-a entre eles e nós.



A livre negociação

A indústria criativa nos dá uma clara visão dos benefícios da ausência de vínculos trabalhistas.


A lição de Hiroshima

Nos últimos meses da 2° Guerra Mundial, as forças japonesas estavam em frangalhos, sofrendo sucessivas derrotas e perdendo todos os territórios conquistados nos últimos anos, mas o imperador Hirohito sequer considerava se render.


Por um procedimento científico na política

Dilma e PT prometem "mudança" depois de 12 anos de governo.



Liberalismo e futebol – o culto à vitória

O que seduz bilhões de pessoas numa Copa do Mundo? Erra quem diz que é o amor ao esporte, já que apenas uma pequena parte do público entende de futebol.