Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cidadania brasileira preservada

Cidadania brasileira preservada

18/09/2023 Divulgação

Congresso aprova fim da perda da nacionalidade brasileira para quem adquirir outra cidadania.

A Câmara dos Deputados aprovou no dia 12/09 uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que encerra a perda automática da cidadania brasileira de indivíduos que obtêm outra nacionalidade por vontade própria.

A PEC, que foi previamente aprovada pelo Senado em 2021, agora segue para promulgação, sem a necessidade de sanção presidencial.

"Muitos brasileiros que vivem no exterior desejam obter a cidadania do país em que residem, como é comum nos Estados Unidos, onde as pessoas podem alcançar esse objetivo após alguns anos com o Green Card. Isso permite que elas desfrutem de todos os direitos civis, como o direito de votar, por exemplo. Anteriormente a situação era diferente, pois o Ministério da Justiça tinha a prerrogativa de solicitar a perda da cidadania brasileira nesses casos, o que causava incerteza entre os brasileiros no exterior.” – esclarece Vinicius Bicalho, advogado especialista em imigração, CEO da Bicalho Consultoria.

“Agora os brasileiros que vivem em outros países podem solicitar a cidadania sem o receio de perder seus direitos e garantias como cidadãos brasileiros. Isso é de grande importância, especialmente considerando o grande número de brasileiros atualmente vivendo no exterior", destaca Dr. Vinícius. 

O advogado se refere aos últimos dados divulgados pelo Ministério das Relações Exteriores, que informa que até 2022, cerca de 4,59 milhões de brasileiros viviam no exterior, um aumento notável de 194.000 em relação aos anos anteriores. O que significa dizer que o número de brasileiros morando fora atingiu a maior marca em 13 anos.

De acordo com o texto da emenda, a perda da nacionalidade brasileira só ocorrerá em duas circunstâncias:

- quando for anulada por decisão judicial devido a fraude relacionada ao processo de naturalização ou a um atentado contra a ordem constitucional e a democracia;

- quando houver solicitação expressa do cidadão as autoridades brasileiras, exceto em situações em que a pessoa não é reconhecida como nacional por nenhum outro país.

Essa emenda tem como inspiração o caso da brasileira Claudia Hoerig, que perdeu a nacionalidade brasileira ao se naturalizar americana e cometer um crime nos EUA, em março de 2007.

Refugiada no Brasil, ela foi extraditada, apesar da Constituição proibir a extradição do brasileiro nato para responder por crimes no exterior.

Isso só aconteceu porque o Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu que ela deixou de ser brasileira, por vontade própria, para tornar-se unicamente cidadã americana antes da data do crime.

Para mais informações sobre nacionalidade clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: CM PRESS



Você contribui a mais com INSS?

Ela está lá, presente no contracheque de qualquer trabalhador com carteira assinada e nas cobranças mensais referentes ao funcionamento do MEI.

Autor: Marcelo Maia


Planejamento patrimonial ou sucessório? Na verdade, os dois!

Preocupar-se com o presente, o agora, é algo inerente a qualquer empresa. Até porque são as decisões deste instante, do hoje, que ajudam a determinar o amanhã.

Autor: Mariella Bins Santana


Aposentado pode permanecer em plano de saúde empresarial

Decisão recente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que ex-funcionários aposentados devem assumir a integralidade da mensalidade do plano de saúde, em modalidade de coparticipação.

Autor: Natália Soriani


Desafios e soluções para condomínios com a legalização da maconha

Advogado Dr. Issei Yuki aponta aspectos críticos para a administração condominial.

Autor: Divulgação


Hiperjudicialização da saúde no Brasil: gargalos e soluções

A hiperjudicialização da saúde no Brasil é um fenômeno crescente que tem gerado preocupações significativas no sistema Judiciário.

Autor: Natália Soriani


Obra analisa direitos familiares sob o viés da afetividade

Com o intuito de aprofundar os aspectos constitutivos da afetividade familiar, o doutor em Direito Caio Morau assina livro em que analisa modelos de uniões cujo reconhecimento é reivindicado por setores da sociedade, como as poligâmicas, concubinárias e incestuosas.

Autor: Divulgação


Terrenos de marinha são diferentes de praia

A Proposta de Emenda à Constituição dos terrenos de marinha (PEC 3/2022), a chamada PEC das Praias, tem fomentado debates.

Autor: Fabricio Posocco


O que você precisa saber sobre pensão alimentícia

A pensão alimentícia é um direito fundamental garantido pela legislação brasileira, assegurando que dependentes, especialmente filhos menores, recebam o suporte financeiro necessário para seu sustento, educação e bem-estar.

Autor: Divulgação


A inadequação da mediação obrigatória pré-judicial

Nos últimos anos, a sobrecarga do sistema judiciário brasileiro tem provocado o debate acerca da obrigatoriedade da tentativa de solução extrajudicial de conflitos antes do ajuizamento de ações judiciais, como uma forma de comprovar o interesse de agir.

Autor: Suzana Cremasco


Novas regras de combate ao telemarketing abusivo entram em vigor

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) implementou uma série de novas medidas para combater o telemarketing abusivo, reforçando a proteção dos consumidores brasileiros.

Autor: Divulgação


Licença-maternidade sem carência para as autônomas

Foi uma decisão histórica, e com 25 anos de atraso!

Autor: Nayara Felix


Recorde de queixas contra planos de saúde e a necessidade de mudanças

Nos últimos dez anos, o Brasil testemunha um aumento alarmante nas queixas de consumidores contra planos de saúde.

Autor: Natália Soriani