Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Unidos e integrados geramos mais valor

Unidos e integrados geramos mais valor

04/04/2017 Claudemir Peres

Unidas e integradas as empresas da COFIP ABC geram mais valor.

Uma crença norteia todas as ações do Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC – COFIP ABC em prol do desenvolvimento sustentável do polo: unidas e integradas as empresas geram mais valor.

Com esta crença, começamos a ir a campo para implementar o planejamento estratégico desenvolvido para a entidade, que atua como articuladora de ações compartilhadas entre as indústrias e interlocutora do setor com os seus principais públicos de interesse.

Estruturar um modelo de governança é a primeira das seis iniciativas estratégicas que compõem este planejamento. Iremos estabelecer as práticas que serão aceitas na gestão do COFIP ABC e nas interfaces com os stakeholders para proporcionar uma comunicação transparente junto aos públicos externos. Outro objetivo é tornar o Comitê atrativo e sustentável.

A entidade já possui diversas competências que contribuem para isso, como a capacidade de proporcionar sinergias para alavancar resultados positivos tanto às empresas, quanto aos moradores do entorno. A partir destes ganhos, a ideia é estimular novas associações à entidade, que atualmente é composta por 10 empresas.

Quanto maior o número de associados, mais força se obtém enquanto entidade promotora de fomento e sinergias. Aprimorar continuamente o nível de segurança, saúde, meio ambiente e confiabilidade das operações das associadas é outra proposta. Queremos fazer do Polo Petroquímico uma referência em gestão industrial nesses temas.

Para tanto, iremos fomentar entre as empresas procedimentos que assegurem as melhores práticas nas quatro áreas de interesse ao apoiar iniciativas como Plano de Auxílio Mútuo (PAM), Plano de Contingência do Polo (PCP) e Plano de Emergência para a Comunidade (PEC). Além disso, o COFIP ABC promoverá o primeiro encontro de benchmark para Saúde, Segurança e Meio Ambiente para as empresas da região, em 2017.

Queremos também desenvolver sinergias entre os públicos geradores de valor. Iremos promover ações compartilhadas entre as empresas para estimular sinergias que permitam melhorias em gestão administrativa, conjunção de interesses, integração de serviços, ganhos de eficiência e redução de custos operacionais.

Em menos de dois anos de atuação, já possuímos cinco grupos de sinergia em diferentes áreas, formados por representantes de empresas associadas que desenvolvem projetos específicos relacionados aos temas de interesse. Estabelecer um relacionamento transparente e confiável com moradores do entorno do Polo Petroquímico é mais uma prioridade.

Para o COFIP ABC, a interação da indústria petroquímica com a comunidade situada no entorno das fábricas é fator primordial. Recentemente foi instalado o Conselho Comunitário Consultivo (CCC), que representa importante canal para a troca de informações de interesse comum entre representantes das indústrias e da comunidade.

Outra proposta é assegurar a representatividade junto aos públicos de interesse. Nós queremos, de fato, exercer o nosso papel enquanto comitê de fomento junto aos diversos públicos para alcançar cada vez maior representatividade.

Um recente avanço neste sentido foi o ingresso do COFIP ABC em subcomissão regional do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, focada em gestão de riscos com produtos químicos perigosos. Importante dizer que toda e qualquer empresa pertencente à cadeia de valor da indústria petroquímica pode se associar, agregando valor ao seu negócio e contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Grande ABC.

O propósito do COFIP ABC é unir forças e criar condições para que a região volte a impulsionar o setor industrial, a fim de retomar o crescimento vigoroso que sempre caracterizou o Grande ABC e contribuiu para que ele atingisse a posição atual de 4º maior PIB do Brasil.

* Claudemir Peres é presidente do Comitê de Fomento Industrial do Polo do Grande ABC – COFIP ABC.



Woody Allen e Dylan Farrow

A possível síndrome de falsas memórias.


A CPMF e a saída do seu autor

A CPMF foi mal porque, em vez de substituir outros impostos, constituiu-se em mais um.


CPMF: o que foi e como poderá ressurgir na reforma tributária

O Imposto sobre Transações Financeiras (ITF) poderá ser a recriação antiga CPMF.


O Brasil e a agropecuária sustentável

A pecuária brasileira tem se pautado ao longo dos anos pela sustentabilidade em toda cadeia produtiva e pela qualidade e segurança dos alimentos.


“Tô de férias, cadeia é férias pra mim”

É uma vergonha que delinquentes ainda venham desdenhar do sistema carcerário e das autoridades penais.


Locações de curta temporada em aplicativos

Saiba os direitos e deveres da propriedade imobiliária.


O Século das Cidades

“Não somos melhores, nem piores, somos iguais… melhor mesmo é a nossa causa…” (Thiago Mello)


Hollywood e o mundo real

Uma abordagem psiquiátrica do filme Gente como a Gente.


A liderança feminina e seus potenciais

Companhias que possuem, pelo menos, uma mulher em seu time de executivos são mais lucrativas.


A bolsa brasileira é a bola da vez

O ano de 2019 tem sido de recordes para o investidor brasileiro.


Dia do Profissional de Educação Física

No dia 1º de setembro é comemorado o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população, o profissional de educação física.


A complexidade do saneamento

O Congresso Nacional tem a grande missão de dar um rumo certo para o saneamento brasileiro.