Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Alzheimer: será que é possível prevenir?

Alzheimer: será que é possível prevenir?

03/02/2021 Cristiano Caveião

O Alzheimer é uma doença progressiva que ocasiona a destruição da memória e de outras funções mentais importantes. Ocorre a degeneração e morte das células.

Alzheimer: será que é possível prevenir?

Trata-se de uma doença com evolução, apenas ocorre a perda de algumas funções de cerebrais que estão relacionadas com a memória, habilidades linguísticas e de pensamento. Até mesmo a capacidade do autocuidado. Comumente, sua progressão pode ocorrer entre oito a 12 anos.

É crônica e não possui cura, contudo podem ser utilizados medicamentos para tratar os sintomas, como a agressividade. Além disso, o Alzheimer pode evoluir para outra condição, como a demência. É mais comum na população idosa, contudo, as pessoas mais jovens também podem ter a doença, neste caso é chamado de Alzheimer precoce.
Os seus sintomas são separados em quatro fases, pois cada uma apresenta quadros clínicos diferentes.

A primeira fase, de forma geral, também é quando se apresenta os primeiros sintomas do Alzheimer. O paciente pode demonstrar comprometimento da memória; dificuldade de aprendizagem; perder-se em familiares familiares; dificuldade para a tomada de decisões; perda de interesse nas atividades que antes eram prazerosas; mudanças de humor; mudanças da personalidade e mudanças nas habilidades visuais e espaciais.

Já na segunda fase apresenta dificuldade na fala; não consegue mais morar sozinho; presença de alucinações; pode perder-se dentro de casa; repete com frequência as mesmas perguntas; pode tornar-se agressivo; problemas de coordenação motora, que geram dificuldade para realizar tarefas simples e constantes.
Na terceira fase pode apresentar incontinência urinária e fecal; dificuldade para alimentação e deglutição; comportamento impróprio em público; resistência para realização das atividades e deficiência motora.

Uma quarta fase chamada de fase terminal, pode apresentar mutismo; não reconhecer familiares, amigos ou objetos; restrição de leito pela dificuldade de movimento e presença de constantes.

O Alzheimer ainda não tem cura, contudo existem alguns tratamentos que são eficazes e podem prolongar a vida e o bem-estar do paciente. Existem estudos com resultados promissores que independente sucesso na reversão da doença em testes com animais.

Existem algumas atitudes que podemos seguir para ajudar a evitar o aparecimento da doença no futuro. É necessário melhorar os hábitos alimentares; praticar atividade física; estimular o cérebro com atividades; evitar exposição ao alumínio, tabaco, álcool, obesidade, diabetes, hipertensão, são fatores que podem ser controlados e consequentemente auxiliar no aparecimento ou o retardo do aparecimento da doença.

* Cristiano Caveião é professor do curso de Tecnologia em Gerontologia - Cuidado ao Idoso do Centro Universitário Internacional Uninter.

Para adquirir produtos de Saúde e Beleza clique aqui...

Fonte: Pg1 Comunicação




Coronofobia: a nova vilã da saúde mental

Após completar um ano de pandemia da Covid-19, vimos o quanto precisamos aprender a lidar com as adversidades, a cuidar tanto da nossa saúde física quanto a emocional e desenvolver melhor a empatia.

Coronofobia: a nova vilã da saúde mental

Estudo associa low carb com prevenção de doenças neurodegenerativas

De acordo com o médico e diretor-presidente da ABLC, José Carlos Souto, estudo se junta a vários outros menores indicando os benefícios deste tipo de alimentação para demência e Alzheimer.

Estudo associa low carb com prevenção de doenças neurodegenerativas

Campanha de vacinação contra a gripe pretende imunizar 79,7 milhões de pessoas

Ministério da Saúde não recomenda que seja feita a aplicação das vacinas contra a covid-19 e contra a influenza conjuntamente.

Campanha de vacinação contra a gripe pretende imunizar 79,7 milhões de pessoas

Pare com os alimentos industrializados a sua saúde agradece

Realizar substituições naturais é benéfico e saboroso.

Pare com os alimentos industrializados a sua saúde agradece

Convivendo com doenças renais

Doenças renais ocorrem por heranças genéticas, inflamações específicas (“nefrites"), intoxicações, problemas cardíacos, dentre outras.

Convivendo com doenças renais

Câncer de mama supera o de pulmão e já é o mais comum no mundo

Informação é da Agência Internacional para a Investigação do Câncer.

Câncer de mama supera o de pulmão e já é o mais comum no mundo

Diabetes: cinco dicas para praticar atividade física com segurança

Educador físico recomenda os valores ideais da glicemia antes da atividade.

Diabetes: cinco dicas para praticar atividade física com segurança

Vamos falar sobre incontinência urinária

Quatorze de março é o dia mundial da conscientização sobre a incontinência urinária.

Vamos falar sobre incontinência urinária

Biocor Instituto recebe Certificações e Acreditações

Mesmo diante dos desafios criados pela Pandemia da Covid-19, o Biocor Instituto manteve o compromisso de melhoria permanente da qualidade de sua gestão e assistência.


Pandemia e transtornos psiquiátricos em crianças

Não são só os adultos que apresentam transtornos psiquiátricos.

Pandemia e transtornos psiquiátricos em crianças

Autismo: um olhar por inteiro

Obra traz abordagem abrangente sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e mostra que desmistificá-lo é o primeiro passo para a verdadeira inclusão.

Autismo: um olhar por inteiro

ONU lança campanha em defesa de acesso às vacinas e importância da prevenção

Um ano após o início da pandemia, ação mobiliza influenciadores e público para postar nas redes sociais com a #MostreSuaMascara.

ONU lança campanha em defesa de acesso às vacinas e importância da prevenção